Seminário sobre a Economia Mineira | 2016
40932
page-template-default,page,page-id-40932,page-child,parent-pageid-21182,locale-pt-br,qode-social-login-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-4.1,vertical_menu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2,vc_responsive

17º Seminário sobre a Economia Mineira

Diamantina, 29 de agosto a 02 de setembro de 2016
Trabalhos Publicados

História Econômica e Demografia Histórica

Felipe Duarte

Durante período significativo do século XX, entre as décadas 1930-1970, o debate sobre o modo de produção vigente nas origens da formação econômico-social brasileira e sua forma de transformação ganha centralidade nos círculos políticos e intelectuais da esquerda, em especial, entre marxistas. A controvérsia sobre os modos de produção brasileiros se estabelece a partir da análise das questões da realidade brasileira, como forma de orientação das possíveis estratégias políticas a serem adotadas visando a possibilidade da revolução no Brasil. O objetivo aqui é apresentar autores representativos desta tradição que desenvolveram posições significativas no debate: Caio Prado Junior, Nelson Werneck Sodré e Jacob Gorender.

José Newton Coelho Meneses

O objetivo deste artigo é discutir a criação da Escola Superior de Agricultura e Veterinária (ESAV) na década de 1920 e compreender os motivos e a importância de sua criação para o desenvolvimento da economia de Minas Gerais no período. As questões que orientam este trabalho são as seguintes: Qual a contribuição que um estabelecimento de instrução agronômica daria a Minas Gerais e ao Brasil? Quais lacunas seriam preenchidas com a criação da ESAV no sentido de proceder a investigações e pesquisas e a ministrar ensinamentos de interesse agrícola à população do estado? Para responder tais questões, utilizamos como fontes boletins informativos, boletins de ex-alunos da ESAV; relatórios provenientes do Arquivo Central e Histórico da UFV e relatórios de presidente do estado de Minas Gerais.

Ana Luísa Moreira Silva

Este artigo apresenta uma síntese de parte da produção historiográfica que diz respeito a Juiz de Fora, tendo como ponto de partida a análise de inúmeras referências bibliográficas que fazem menção à história econômica da cidade e região. Como é notoriamente conhecida a existência de uma vasta produção sobre a história local, além de inúmeros fragmentos de História depositados em nossos arquivos e museus, desta maneira, sugerimos uma reflexão sobre determinados pontos que nos ajudam a compor a escrita do passado desta comunidade, bem como revelar alguns dos resultados materiais dos processos sociais, estes que, por sua vez, se projetam o tempo na forma de historiografia.

Arthur Ramos

Problematização do papel de Frei José Mariano da Conceição Veloso como divulgador de saberes para estimular a economia rural do mundo português do início do século XIX, através da produção de manuais técnicos. À luz de complexas propostas econômico-políticas iluministas ele elabora um projeto editorial, conjugando matrizes de conhecimento agrícola e de história natural europeias com interesses econômicos da Monarquia portuguesa. Associa, sobretudo, tais saberes a uma realidade ʼbrasileiraʼ que ele conhece e elege como alvo. A comunicação centra-se em dois fatores distintos: o tipo de leitores a ser atendidos e o repertório de leituras propícias para a busca produtiva.

Lúcia Regina Centurião

O presente artigo é um estudo de caso ocorrido em um dos hospitais da UFMG. A documentação encontra-se no Centro de Memória da Medicina e terá os nomes dos envolvidos preservados. Trata-se de um processo administrativo movido por uma funcionária do Hospital que foi agredida e humilhada por sua superior, uma irmã de caridade. O interessante desse processo são as entrelinhas dos depoimentos que nos permitem evidenciar luta de poder entre funcionários laicos e religiosos, além de preconceitos sociais e raciais. O que é mais assustador é que este fato ocorreu no final da década de 1960, anos considerados mais significativos no que tange a mudanças sociais, liberdade de expressão e comportamento.

Flávio Rocha Puff

O atual trabalho é um esforço preliminar na tentativa de compreender a importância das universidades na organização do espaço urbano, dando a devida atenção às especificidades do caso em questão, tendo como objeto de análise a Escola de Minas de Ouro Preto, instituição essa que estabelece, sobretudo a partir da transferência da capital da provincia mineira para Belo Horizonte, uma força centralizadora na conformação da cidade.

Mateus Andrade

Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do pensamento econômico de Celso Furtado acerca da inflação no período de 1949 a 1964, abrangendo a gênese e desenvolvimento da teoria estruturalista. O trabalho conclui que desde o início do ínterim o autor já observava o fenômeno inflacionário em algum grau de maneira autóctone, e suas ideias fundamentais foram definidas ainda no ano de 1952. Para Furtado a causa última da inflação no país residia na ausência de um projeto autêntico de desenvolvimento. O artigo também possui como objetivo acompanhar a transição do campo da teoria econômica para o delineamento de diretrizes políticas, ao incorporar a análise do Plano Trienal.

Daniela Almeida Raposo Torres; Bruna Lívia Martins; Amanda Almeida Raposo

O presente artigo tem como proposta discutir alguns aspectos relacionados à dinâmica dopequeno comércio e da atuação dos agentes mercantis nas Minas setecentistas.Para tanto, três pontos foram destacados: estabilidade, diversificação ehierarquia. No primeiro ponto buscamos medir a longevidade dos comerciantes à frente de seus estabelecimentos comerciais através da seriação e quantificaçãodos registros de coimas e fianças e almotaçaria ao longo do período de nosso recorte. Quanto à diversificação das atividades procuramos perceber, por meiodo método de cruzamento de fontes, o envolvimento dos pequenos comerciantes em diferentes atividades econômicas, medindo assim suas respectivas capacidades de ampliação de seus negócios individualmente e em grupo.

Maria Cristina De Azevedo

Atrelada a conjuntura interpretativa acerca do reordenamento do espaço produtivo da capitania, a historiografia mineira recente destacou a tendência de concentração das posses de cativos nas primeiras décadas do século XIX. Preocupada em sustentar argumentos que mostravam diversificação produtiva e inversão de capitais da mineração ao setor agropecuário, negligenciaram elementos explicativos do contexto socioeconômico mais amplo. A partir de minuciosa análise da estrutura da posse de escravos numa região que se mostrou fecunda ao estudo das transições ocorridas na capitania de Minas Gerais, este artigo mostra como a concentração do capital escravista mercantil caminhou de mãos dadas à acentuação das desigualdades na sociedade mineira, redefinindo os significados de ser senhor de escravo.

Bárbara Braga Penido Lima

Este trabalho tem como objetivo demonstrar, através de análise histórica e de dados estatísticos, a influência da atividade econômica mineratória nas Minas Gerais do século XVIII no desenvolvimento da culinária mineira. Destaca-se também o uso da análise espacial para identificar o impacto da mobilidade demográfica, do processo migratório e ocupacional durante este período e suas influências sobre a constituição da culinária mineira. Esta demonstração será iniciada pelos aspectos econômicos e sociais de Minas Gerais no século XVIII e finalizada pelas análises sobre a formação da culinária mineira e da sua importância na história e na cultura de Minas Gerais.

Mariana Guedes Raggi

O arraial de Baependi foi erigido em Vila em 19 de julho de 1814, no contexto de ampliação de vilas na Capitania de Minas Gerais. A crescente edificação de capelas e igrejas - na sede e freguesias que compunham o seu termo -, as obras de ornamentação interna da igreja matriz e a confirmação de compromissos de irmandades leigas foram movimentos concorrentes à iniciativa de ordenação da sede da vila. Estes aspectos parecem favorecer a leitura das transformações sociais e econômicas que estavam em curso naquela região, na primeira metade do século XIX.

Isaac Cassemiro Ribeiro

Ao reconstituir a trajetória profissional e intelectual do político Affonso Penna, entre 1874 e 1906, este trabalho busca discutir os repertórios de seus discursos, relacionados à organização do ensino profissional em Minas Gerais, com objetivo de alcançar o engrandecimento mineiro. Pretende compreender o horizonte de expectativas referente às noções de progresso associadas a um projeto de modernidade, segundo as perspectivas de Affonso Penna sobre os programas de instrução pública que procurava instituir no Estado, utilizados como argumentos políticos para atingir o desenvolvimento econômico e social, com destaque para o período entre 1891 e 1906.

Luccas Attílio; Thiago Oliveira

Belo Horizonte, cidade idealizada no final do século XIX, assume desde sua inauguração o compromisso de ser uma cidade moderna. A monumentalidade do projeto e o traçado imposto pelos idealizadores revelam uma cidade contraditória e conflituosa desde sua origem. O descompasso entre o planejado e o produzido apresenta-se na espacialidade da Praça da Estação as primeiras expressões e manifestações da modernidade. As metamorfoses urbanas são percebidas nessa primeira centralidade econômica a partir do incipiente movimento industrial da capital mineira.

João Carlos Resende

O presente artigo objetiva, através de um estudo de caso, descrever e analisar a trajetória da formação de fortuna de um casal de migrantes portugueses que chegou à capitania de Minas Gerais nas primeiras décadas do século XVIII. Abrindo lavras de extração aurífera e fundando fazenda de produção agropecuária, o alferes Antônio Ribeiro da Silva e sua esposa Antônia Maria de Almeida alicerçaram fortuna de grande vulto para época, e podem exemplificar, em sua trajetória, os caminhos de muitos imigrantes que vieram para a América na busca pelas riquezas que a extração aurífera prometia, porém, encontrando-as, na empresa agropecuária.

Michel Deliberali Marson

O artigo discute em que medida o conceito de causação cumulativa (em geral) permite superar as dificuldades relacionadas ao conceito de equilíbrio para se pensar em desenvolvimento econômico e apresenta o conceito de causação cumulativa de Myrdal (em particular). Para além de argumentar que a abordagem de Myrdal consiste em um arcabouço amplo que incorpora elementos pós-keynesianos, institucionalistas e evolucionários, analisamos alguns trabalhos de Setterfield como um desdobramento do pensamento de Myrdal. Nosso argumento é de que através de uma visão holística do sistema econômico que combina distintas vertentes, pode-se tratar o tema desenvolvimento econômico combinando questões relacionadas ao crescimento econômico com a análise histórica da evolução das instituições. Para ilustrar discutimos a incorporação de path-dependency, lock-in e institutional interrelatedness em um modelo proposto por Setterfield.

Mario Rodarte; Mateus Andrade; Rodrigo Costa; João Gomes; Gabriel Lacerda; Paulo Rocha Júnior

Este artigo pretende analisar o caso de um negócio de gado feito no ano de 1869 por um jovem fazendeiro que buscava uma estratégia de produção e manutenção de riqueza em um distrito ainda escravista dentro da comarca do Rio das Mortes voltado para a economia de abastecimento interno do Brasil imperial. Buscamos compreender quais foram os fatores que influenciaram o resultado final de sua empreitada após uma análise de suas ações e da sociedade em que estava inserido.

Paula Chaves Teixeira Pinto

O objetivo do artigo é examinar a evolução da constituição de empresas na economia do estado de São Paulo, baseado no comércio e na manufatura, por meio do registro de contratos comerciais de empresas na Junta Comercial de São Paulo entre 1911 e 1920. O trabalho utiliza dados de todos os 5.915 contratos de empresas registradas no período. Entre os principais resultados do artigo destaca-se que a atividade comercial foi a grande responsável pelo empreendimento na economia paulista na década de 1910. A manufatura foi mais afetada pelos efeitos restritivos de guerras do período. A queda nos registros de empresas teve início em 1913, possivelmente reflexo da crise econômica internacional decorrente da Guerra dos Bálcãs e reforçada pela Primeira Guerra Mundial. Na produção houve substituição de importações de mercadorias e direcionamento da atividade comercial externa para a interna. A recuperação da crise ocorreu com capacidade instalada no início da década, mas também com esforço de diversificação produtiva nos setores de insumos e equipamentos. A maioria das firmas constituídas em São Paulo apresentava característica de média e pequena empresa, com organização simples e com propriedade familiar ou com sociedade entre conhecidos.

André Felipe Dutra Martins Rocha Elias

Na década de 1850, o Império, através de políticas econômicas e sociais, determinou uma profunda transformação do Brasil, em direção a uma economia de mercado, que eventualmente teve efeitos que se somaram às transformações inerentes à própria dinâmica interna da economia e população de Minas Gerais. A compilação e sistematização dos dados do início da décadas de 1860 de censos domiciliares de 36 paróquias da porção central e meridional da Província possibilitou uma análise mais detalhada das transformações econômicas e demográficas, tendo como comparação, o estado da população e da economia três décadas antes. Nesse período, detectou-se redirecionamento demográfico e virtuosismo econômico, de um lado, de regiões envolvidas direta ou indiretamente à produção de exportação, em especial do café; e, de outro lado, das regiões que sediavam parte mais expressiva da rede de cidades e, também, do mercado interno. No âmbito da organização doméstica da produção, observou-se que a elevação do preço dos escravos, somados a outros fatores, acabaram por determinar uma redistribuição dos escravos, diminuindo o contingente de domicílios com pequenas posses de escravos e aumentando a quantidade de domicílios sem escravos.

Marcelo Soares Bandeira De Mello Filho

Este artigo tem como objetivo explorar as relações mercantis entre a província de Minas Gerais e o Rio de Janeiro, através do estudo da rede de negócios que ligou a comarca do Rio das Mortes à capital do Império. Para tanto, recorremos ao caso do fazendeiro mineiro Gervásio Pereira Alvim e seus contatos firmados na praça carioca e em outras praças da província de Minas Gerais, na segunda metade do século XIX.

Kellen Cristina Silva

A educação se tornou um consenso, até mesmo um truísmo, do discurso político contemporâneo. Este trabalho pretende investigar como a teoria do capital humano inseriu a Economia no debate educacional e, articulada com o regime neoliberal, pôde colocar a educação no centro da política econômica. Em uma perspectiva foucaultiana, pretende-se averiguar em que medida essa centralização ocorreu de forma seletiva, promovendo uma ressignificação da educação. A análise procura contextualizar o surgimento da teoria do capital humano na história do pensamento econômico, bem como sua influência sobre as políticas educacionais orientadas pelo Banco Mundial.

Alisson Eugênio

O trabalho objetiva compreender as origens e transformações da escola das estruturas sociais de acumulação (EESA), tendo como foco as modificações do seu principal conceito. O conceito de estrutura social de acumulação foi elaborado, no contexto da economia política radical, para criar um nível intermediário de análise entre uma teoria abstrata do capitalismo e o âmbito empírico. Ao longo da evolução histórica da EESA, esta se afastou de considerações teóricas acerca das características fundamentais do modo de produção capitalista e acabou adotando posições pré-teóricas acerca dessas características. Por isso, a EESA teve de reformular seu conceito central nos últimos anos.

Pérola Maria Goldfeder; Castro

Quais as fontes que podemos utilizar para compreendermos o pensamento sociocultural, político e econômico de uma sociedade do século XIX mineiro? Inúmeras. Contudo, poucos são os trabalhos que se pautam na imagem como fonte e objeto histórico. A imagem - no caso, obras de arte - não pode ser desconectada do seu espaço de criação, ou seja, os elementos socioculturais são importantíssimos para a configuração da representação. Dessa forma, nosso artigo tem a pretensão de apresentar uma visão sobre o Comendador João Batista Machado, homem proeminente da vila de São João Del Rei, que já foi estudado por pesquisadores pelas fontes documentais, mas nunca pela imagem.

Alisson Eugênio

Neste artigo será analisada a dinâmica econômica do sul de Minas, a partir de alguns de seus indicadores econômicos do município de Alfenas, comparadamente com outros municípios mineiros, durante a Primeira República, com o objetivo de conhecer as características, transformações e permanências de sua economia (formada com a expansão agrícola mineira, ocorrida a partir da segunda metade do século XVIII, e organizada inicialmente para o abastecimento interno) no período em que o Brasil consolidava sua transição para a formação capitalista.

Marcelo Godoy

A construção do Estado Nacional brasileiro no século XIX implicou a montagem de uma máquina administrativa capaz de expandir a autoridade governamental por todo o território nacional. Dada a importância dos serviços públicos para a consolidação de mercados e Estados Nacionais, essa pesquisa busca contribuir para os estudos de história Econômica ao analisar alguns aspectos institucionais e financeiros que caracterizaram as reformas postais no Brasil entre 1829 e 1844. Na institucionalização do sistema postal brasileiro estavam em competição, portanto, não apenas diferentes experiências de administração pública, mas também diferentes concepções de Monarquia e arranjo institucional.

Luiz Antonio Do Nascimento De Sá

Nesse trabalho pretende-se analisar a relação entre as causas das mortes, o perfil demográfico dos mortos e as condições de saúde pública do município de Alfenas (como indicador do que estava ocorrendo no país), com o objetivo de investigar quais eram os problemas de saúde que mais matavam a população local e o que eles revelam sobre o quadro sanitário nacional no Brasil da Primeira República, a partir dos registros de óbitos de cemitérios municipais e da historiografia especializada no campo de estudos da história das doenças, da Medicina e da saúde. Dessa maneira, será mostrado que as causas mais freqüentes de morte daquele município na época analisada estão ligadas principalmente à pobreza, à falta de uma política de saúde pública preventiva e às limitações do saber médico e farmacêutico.

Victor Alves

As relações entre o nacional e o regional ganharam progressiva projeção entre as elites técnicas e empresariais de Minas Gerais no transcurso da modernização econômica brasileira (1930-1970). Desenvolveu-se compreensão crescentemente refinada dos fatores que presidiram a formação e reprodução dos desequilíbrios regionais e que responderam pelo atraso relativo da economia mineira. Em revistas de associação de classe (Associação Comercial de Minas e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), de categoria profissional (Sociedade Mineira de Engenheiros) e em revistas acadêmicas (Faculdade de Ciências Econômicas - UFMG), engenheiros, economistas e empresários apresentaram estudos e reflexões que contemplaram a demonstração do caráter desigual e concentrador do desenvolvimento brasileiro, a afirmação da crescente periferização da economia regional e a reivindicação da intervenção dos poderes públicos estadual e federal, por meio de políticas que promovessem a interiorização do desenvolvimento e afirmassem a legitimidade de regionalismo corretivo das contradições da modernização econômica nacional.

Miguel Victor Tavares Lopes; Marcelo Magalhães Godoy

O presente trabalho analisa o discurso da elite política mineira a partir do estudo dos debates da Assembleia Legislativa de Minas Gerais acerca do tema da modernização dos transportes entre as décadas de 1920 e 1930, objetiva-se adicionalmente o diálogo com os trabalhos de Barbosa (2011) e Lopes (2012), que também analisaram os anais da Assembleia Legislativa para as três primeiras décadas do período compreendido como era ferroviária, ou entre 1870 e 1900.

Gustavo Barros

Esse trabalho realiza uma discussão acerca de mudanças sofridas no objeto e no método utilizado pelos economistas ao longo do tempo. Para empreender tal objetivo, o texto traz três momentos distintos do debate desses temas. O texto pretende mostrar que de fato houve uma mudança importante naquilo que era compreendido como o objeto da economia nos tempos de Stuart Mill até os dias de hoje, e que a forma com que esse estudo foi feito também mudou nesse intervalo, apontando méritos e problemas metodológicos com que a disciplina se deparou ao longo do tempo, e também para recentes desenvolvimentos.

Natânia Silva Ferreira

A principal proposição desse trabalho foi estudar o processo de modernização rodoviária mineira e os seus principais condicionantes. Para isso, se buscou analisar a expansão da infraestrutura rodoviária, segundo as matrizes econômicas, técnicas e políticas que presidiram a modernização, assim como a dinâmica de concessão, financiamento e construção de vias. Concluiu-se que a expansão rodoviária mineira foi importante condicionante para a consolidação da inserção periférica do estado na divisão interregional do trabalho, pois Minas foi cortada por importantes troncos rodoviários nacionais e beneficiou-se de forma secundária da malha viária, se pautando apenas por garantir o acesso dos centros regionais mineiros aos troncos federais.

Rita Almico

Este artigo examina o mercado de produtos siderúrgicos brasileiro entre 1901 e 1940, levando em consideração a sua dimensão, a sua composição, a sua evolução no tempo ao longo do período, bem como a percepção dos contemporâneos sobre o assunto. Para tanto, fazemos uso de abrangente conjunto de fontes primárias, incluindo dados desagregados de comércio exterior originais. A partir delas, observamos que a dimensão potencial do mercado doméstico exibiu certa estabilidade ao longo das mais de três décadas durante as quais se desenrolou o debate siderúrgico, e que isso se refletiu nas estimativas contemporâneas do tamanho do mercado. Por outro lado, a participação dos produtos siderúrgicos no valor do produto e das importações exibiu uma tendência de crescimento no período. Essa conjunção de uma relativa estabilidade quantitativa com uma ampliação na participação no produto e nas importações é explicada a partir de um processo de diversificação do consumo de produtos siderúrgicos e, sobretudo, da importância que a restrição externa teve na conformação desse mercado no país no período.

Roberto Martins

Varginha, situada no Sul de Minas Gerais, foi emancipada da cidade de Três Pontas em 1882 e, em suas quatro primeiras décadas de existência como cidade, passou por transformações urbanas importantes que tiveram como base, dentre outros fatores, a expansão da cafeicultura pelo Sul de Minas Gerais na transição do século XIX para o XX. Assim, esse texto pretende entender como Varginha passou de uma freguesia com poucos habitantes, no século XIX, a um relevante município para o Sul de Minas Gerais, logo no início do século XX, destacando os principais personagens que conduziram a cidade nesse processo.

Thiago Campos

O objetivo neste artigo é analisar as relações estabelecidas em uma grande transação de crédito que resultou em um acordo para pagamento do mesmo envolvendo homens de grande fortuna em Juiz de Fora do século XIX. Trata-se da história de fortuna e falência de José Bernardino de Barros, Barão das Três Ilhas, que possuía a maior fortuna entre os inventários pesquisados para a segunda metade do XIX na cidade mineira em questão. A especificidade do Barão das Três Ilhas está nos fatos que se sucedem após a morte de sua esposa. Tendo contraído muitas dívidas, seja para a compra de 111 escravos ou para a construção da nova sede da fazenda da Boa Esperança, o barão se viu, ao final do período, sem ter nenhum bem. Foi executado por vários credores, incluindo seus próprios irmãos.

Ian Almeida

Examinamos as relações entre tráfico e reprodução natural dos escravos, atitudes da classe senhorial com relação à procriação dos plantéis, e alguns condicionantes estruturais dessa reprodução. Procuro identificar padrões comuns a todos os sistemas escravistas, sem considerar suas especificidades, demonstrando que eles podem ser determinantes do crescimento endógeno. Faço apenas considerações teórico-históricas; o artigo não inclui análise de dados demográficos. Ofereço ao debate as seguintes conclusões: a) Enquanto existiu o tráfico, os senhores de escravos das Américas, com exceção dos Estados Unidos, jamais desejaram a reprodução interna dos seus plantéis, e b) Se a tivessem desejado não teriam tido sucesso.

Daniel Cosentino

Nesse artigo analisaremos o desenvolvimento demográfico de um amplo complexo de fazendas escravistas situadas no médio Vale do Paraíba, em sua porção fluminense, entre 1868 e 1880. Partindo dos autos de avaliação das fazendas, reconstituiremos a demografia da escravidão nesses espaços e acompanharemos seu desenvolvimento nos quadros dos municípios que as acolhiam. Cotejaremos a reconstituição populacional do complexo ao quadro demográfico da escravidão no espaço do médio Vale cafeeiro fluminense, registrado em diferentes mapas e quadros elaborados pela Presidência da Província do Rio de Janeiro. Feito isso, procuraremos dimensionar em termos econômicos e demográficos a força da escravidão nos últimos grandes espaços escravistas da América.

Michel Deliberali Marson

A intenção do artigo é entender a forma como se encaixa dentro do pensamento uma vertente específica do Marxismo, o Marxismo Analítico (MA). Iniciada no fim da década de 1970, o essa corrente de língua inglesa do Marxismo pode grosseiramente ser resumida enquanto uma aproximação entre Marx e o mainstream da ciência econômica contemporânea. Para alcançar nosso objetivo, utilizamos as análises do Marxismo enquanto um Programa de Pesquisa Científico (PPC- como formulado por Lakatos) para compreender até que ponto o MA pode ser considerado uma contribuição progressista para o PPC. A conclusão final é que o MA não deve ser considerado parte de um PPC Marxista.

Carlos De Oliveira Malaquias

Este trabalho analisa a possibilidade de abordagem do Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX. Um de seus objetivos é argumentar a favor da possibilidade da existência de pensamentos econômicos nacionais em detrimento da visão que entende a teoria econômica como universal. Além disso, sustentamos a ideia de que é possível, no caso do Brasil, abordar a questão a partir do século XIX, ao contrário de grande parte dos estudos sobre Pensamento Econômico Brasileiro, que concentram suas abordagens no século XX e na problemática da superação do subdesenvolvimento. Assim, discutimos a formação das ideias, do Brasil e suas interpretações, relacionando-as ao Pensamento Econômico Brasileiro e suas possibilidades de abordagem. Procuramos discutir teórica e metodologicamente a questão da universalidade e da nacionalidade na teoria econômica, negando a primeira e afirmando a segunda, propondo que faz sentido, além de ser fundamental, considerar a teoria econômica e seu pensamento a partir das especificidades de cada nação. Disso deriva o Pensamento Econômico Brasileiro, resultado de análises e, muitas vezes, de adaptações e da difusão de teorias produzidas em outros contextos, a partir de nossas particularidades e condição periférica, o que lhe confere originalidade e importância. A partir disso, argumentamos que ser factível abordar o tema tendo como referência o século XIX. O que nos leva a analisar alguns trabalhos que abordaram o tema, ilustrando, desta forma, a questão metodológica.

Adriano Toledo Paiva

O Plano de Metas foi fundamental para a mudança estrutural produtiva do Brasil no final dos anos 1950, aumentando a participação relativa da indústria na economia e encadeando o desenvolvimento industrial para setores mais complexos e intensivos em tecnologia. Uma questão importante é como o Plano de Metas influenciou setores industriais específicos, como o de máquinas e equipamentos. O objetivo do artigo é examinar a evolução da estrutura empresarial e financeira da indústria de máquinas e equipamentos no Brasil, por meio da análise de balanços e registros de documentos na Junta Comercial da Romi e Dedini, as maiores empresas nacionais produtoras de máquinas-ferramentas e equipamentos agrícolas, respectivamente, diante das políticas econômicas derivadas do Plano de Metas, no período de 1955 a 1961. As principais conclusões foram que as políticas do período impactaram positivamente no investimento e negativamente na rentabilidade das empresas nacionais de máquinas e equipamentos.

Felipe De Batista

Na freguesia de São José do Rio das Mortes, entre os anos de 1795 e 1831, um de cada dois e um de cada 2,5 chefes de fogo respondiam por um domicílio com escravos. A dispersão da posse mancípia foi responsável por um grupo heterogêneo de senhores que constituiu um ponto intermediário basilar para a manutenção do escravismo. Ao examinar dois conjuntos de listas nominativas, um rol de confessados de fins do século XVIII e partes do censo provincial do segundo quarto do século XIX, pudemos demonstrar como, de acordo com o tamanho da escravaria, o perfil dos senhores variava: partindo de uma base diversificada, constituídas por homens e mulheres, negros e pardos, livres e libertos, e tornando-se mais homogêneo (mais masculino e branco) à medid

Renan Pereira Almeida; Bernardo Rezende

O presente artigo estuda os violentos processos de conquista dos sertões de Mariana, procurando iluminar as experiências dos diferentes grupos da comunidade local, por intermédio da prosopografia. Empregando uma vasta e diversificada documentação dos arquivos e instituições de memória de Minas Gerais e Lisboa, desvendamos os interesses e ganhos dos homens e mulheres que contribuíram com ouro e gêneros (porcos, farinha e munições) para as expedições de conquistas nos sertões dos índios ʼBotocudosʼ. Desvendaremos os negócios, os interesses e os perfis socioeconômicos dos contribuintes nessa guerra contra os indígenas.

Carla Curty; Maria Malta; Wilson Vieira; Jaime Léon; Filipe Leite

Trabalho propõe reinterpretação alternativa acerca do Tratado de Methuen, que firmado em dezembro de 1703, estabelecia conveniências à exportação de vinhos portuguessa à Inglaterra, e panos ingleses a Portuga. Assentado em eixo geopolítico de análise pretende-se reinserí-lo à luz de seus condicionantes históricos particulares. Busca-se reenquadrar Portugal e o Tratado de Methuen à conjuntura imediata da Guerra de Sucessão Espanhola (1701-1715), ao mesmo tempo, que intenta-se recuperá-lo a partir de quadro ampliado, que recue à Guerra de Restauração (1640-1668) e perspasse reinserção do Estado português e de seu império ulttramarino no sistema internacional coetâneo.

Celso Neris Jr.; Rafael Galvão Almeida; José Ricardo Fucidji

Este artigo visa discutir a relação entre o início do processo de industrialização brasileiro, sob a égide do desenvolvimentismo, e a forma de urbanização dele decorrente. Nesse panorama, a produção espacial da região da Pampulha, em Belo Horizonte, é emblemática: desenvolvida a partir da década de 30 enquanto reservatório de água, durante o mandato do prefeito Juscelino Kubitschek localidade passou por um processo de urbanização - podendo ser entendida como a materialização da ideologia do desenvolvimentismo em seus primórdios. Como afirmou Niemayer, ʼPampulha foi o início de Brasíliaʼ. Assim, a região que foi produzida, em um primeiro momento, para atender a uma demanda de infraestrutura aeroportuária e de abastecimento hídrico e, em seguida, a fim de oferecer uma opção de moradia alternativa (para além da Zona Sul) para as elites belorizontinas, foi uma demonstração clara da intervenção do Estado sobre o espaço nacional em formação. O papel das ideias e sua relação com as opções políticas da época é ressaltado neste artigo a partir da análise dos relatórios enviados pelos prefeitos (Negrão de Lima e JK) ao governador da época (Benedito Valadares). Paralelamente, este artigo busca responder à seguinte pergunta: 75 anos depois de sua construção, é possível afirmar que a Pampulha atendeu aos seus objetivos? Em outros termos, este projeto desenvolvimentista foi bem-sucedido perante aos intuitos da época? Para responder, ainda que parcialmente, a questão da Pampulha enquanto espaço privilegiado de moradia para as elites examinou-se os dados do mercado imobiliário atual da região. Essa exploração faz uso do método de classificação Fuzzy Clustering Analysis. Conclui-se que o objetivo principal de JK foi alcançado, embora a Pampulha tenha reproduzido os mesmos padrões de segregação das outras experiências de planejamento.

Odacyr Roberth Moura Da Silva; Victória Amélia Salvino De Oliveira Mafr; Carlos Alberto Dias

A ideia de que a ciência econômica molda a realidade mais do que apenas o descreve é o entendimento geral do significado da ʼtese de performatividadeʼ. Este texto busca discutir, à luz desta tese, a prática e proposições dos economistas teóricos. Os economistas fazem modelos que procuram captar a realidade, mas ao mesmo tempo buscam moldar o comportamento dos indivíduos (inclusive de maneira profunda) e das instituições. Ao mesmo tempo, as instituições e o comportamento individual interagem entre si coerentemente por meio destas mesmas teorias econômicas. Por fim, o artigo discute também a relação entre estrutura social e teoria econômica.

Luiz Fernando Saraiva; Jonis Freire

Este trabalho objetiva discutir a produção literária a respeito do fenômeno da pobreza e sua conceituação, contemplando as múltiplas dimensões aplicadas ao tema, além de discorrer sobre como este fenômeno tem sido tratado atualmente, tanto no Brasil quanto no estado de Minas Gerais. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, de caráter descritivo. A superação da visão da pobreza enquanto apenas insuficiência monetária e a adoção de um caráter multidimensional na sua discussão aumenta a complexidade das estratégias de aplicação de políticas públicas, já que leva em conta outros aspectos, como os fatores sociais, culturais e subjetivos.

Heloísa Teixeira; Fernando Altoé

O processo de transição do trabalho escravo para o livre no Brasil no final do século XIX e início do XX adquiriu matizes variadas em um amplo espectro difícil de ser entendido em sua totalidade. De acordo com o ʼespaçoʼ, o ʼperfilʼ e as ʼ conjunturasʼ econômicas, as formas de trabalho e remuneração variaram bastante. O trabalho busca entender parte deste mosaico ao analisarmos um conjunto de 11 ʼcadernetasʼ que envolvem as relações de trabalho e crédito de mais de 200 ex-escravos entre 1888 até 1897, além de trabalhadores imigrantes e livres à época da escravidão em uma grande unidade cafeeira, a Fazenda Boa Esperança, propriedade do Barão de São José das Três Ilhas, na região da Zona da Mata mineira.

Guilherme Augusto Do Nascimento; Silva

Neste artigo, imbricamos na tentativa de melhor entender e contribuir para a discussão do chamado ʼenigma mineiroʼ. Tendo como recorte espacial a Freguesia de Guarapiranga e posterior Vila de Piranga, a partir dos dados obtidos na Lista Nominativa de 1831/32 e em inventários post-mortem da segunda metade do Oitocentos, analisamos variáveis como a idade dos escravos, a razão criança/mulher e discutimos a questão da reprodução natural das escravarias, aventando a possibilidade de ter existido crescimento vegetativo da população escrava piranguense, ajudando na manutenção do escravismo antes e após o fim do tráfico internacional.

Fernando Henrique Do Vale

O presente artigo analisa a organização política e econômica de Pouso Alegre/MG, levando em conta a documentação municipal dos anos de 1880 a 1890, período este em que o Brasil passa a viver intensamente as mudanças produzidas pela modernização. Tratamos também da constituição e ordenamento político e fiscal na cidade de Pouso Alegre, tomando como base os códigos de posturas, a cobrança de impostos do município, instrumentos estes utilizados para a normatização da população.

Kátia Franciele Corrêa Borges

Este artigo faz parte de um estudo realizado para o projeto de doutoramento intitulado ʼMulheres operárias: gênero, poder, disciplina e trabalho na Fábrica de Tecidos do Biribiri (Diamantina/MG)ʼ. Trata-se de um recorte que visou compreender o contexto da fundação da Fábrica de Tecidos do Biribiri e as ações do seu fundador o Bispo Dom João Antonio dos Santos. Partindo de análises bibliográficas constatou-se que as ações deste bispo fundamentou-se no paradigma do discurso paternalista vigente do século XIX. Percebeu-se assim que o novo se manifestou através da fábrica, mas quem estaria por trás desse novo seria a ordem antiga. Ou seja, os antigos senhores de escravos que, por sua vez, criaram novas relações de dependência. Deste modo, a abordagem adotada foi qualitativa.

Hugo Carcanholo; Marcelo Curado

O objetivo deste artigo foi investigar as teorias da inflação inercial representadas pelas versões de 1- Francisco Lopes, 2- Luiz Carlos Bresser-Pereira e Yoshiaki Nakano e 3- André Lara-Resende e Pérsio Arida em uma perspectiva comparada, enfatizando os elementos teóricos presentes em cada uma e como isto se materializou nas propostas de estabilização para a economia brasileira. Embora exista um background comum às teorias, e por isso os diagnósticos inercialistas são compatíveis, com rigor analítico, elas são substancialmente diferentes, constituindo, por conta disto, estratégias de estabilização bastante díspares. Percebeu-se que o inercialismo destes autores não pode ser considerado um corpo teórico uniforme, sobretudo no tocante a 1- ruptura com a ortodoxia e a concepção monetária, 2- conflito distributivo e 3- plano de estabilização e o imperativo de neutralidade distributiva. Em suma, acredita-se que entender o inercialismo e as propostas para estabilizar a economia brasileira da década de 1980 exige um exercício de reconstrução da história do pensamento econômico tanto em nível de diagnóstico quanto de estratégia de estabilização.

Maria Lúcia Resende Chaves Teixeira

Na virada do século XVIII para o XIX, a sociedade escravista mineira enfrentou pelo menos duas formas de ajuste. Uma que voltou-se para o reordenamento econômico, com transferência de capitais e investimentos para o setor de abastecimento. Tal transformação colocou em destaque o domínio de terras e o crescimento das fazendas produtoras de alimentos na Comarca do Rio das Mortes, que se destacaram na função de abastecedoras da Corte. Por outro lado, o interesse lusitano em controlar os crimes e a criminalidade, bem como seus esforços em instituir códigos de leis, sobretudo o penal, forçou os moradores das Minas a prestar contas mais severas à justiça. Assim, cresceu o volume de processos penais envolvendo fazendeiros, escravos, livres pobres e ex-escravos, muito embora o tratamento jurídico dispensado garantisse ações e procedimentos diferenciados. A combinação desses fatores resultou em diversificados autos processuais que acabam por evidenciar as situações de um cotidiano histórico de crescimento de novos fatores econômicos, com tratamento jurídico em transformação, mas que conservaram os elementos sociais diferenciadores característicos de uma sociedade de Antigo Regime.

Jakob Sparn

This paper explores the evolution of the underlying ideas behind sustainability, from historic concepts of sustainability in the 17th century to recent ideas in the 20th century and until today. The theoretical framework for an analysis of ideas is taken from Judith Goldstein who emphasizes the importance of the interaction between ideas and institutions and how ideas contribute to shaping existing institutions and the policies they produce. The paper argues that most concepts of sustainability were and still are dominated by the economic value or benefits they provide instead of aiming at a wholly integrated concept of sustainability.

Mario Rodarte; Clotilde Paiva; José Silva

Este trabalho visa, principalmente, aferir as rupturas e, também, as continuidades nas trajetórias da economia e da sociedade na província de Minas Gerais ao longo do século XIX. Para tanto, propõe-se fazer uma análise minuciosa dos dados a serem extraídos dos diversos levantamentos populacionais e econômicos do início da década de 1860. Contudo, para não se ficar apenas na descrição desse ponto isolado no tempo, a pesquisa estendeu sua análise para realizar comparações entre os períodos 1830 a 1860 e de 1860 a 1870, com o acréscimo das evidências empíricas constantes nos censos regionais da década de 1830 e do nacional de 1872.

James William Goodwin; Jr.

A proposta deste trabalho é investigar o sistema telefônico na nova capital mineira, a qual nasceu associada ao discurso do progresso e do desenvolvimento, entre 1895 e 1912, período que vai da instalação dos primeiros telefones na cidade até o arrendamento do sistema a uma empresa privada. A abordagem proposta considera a tecnologia como construção social, buscando indícios que permitam compreender como um artefato oriundo de outros contextos socioculturais foi recebido, utilizado e ressignificado na nova capital que se construía nas Minas Gerais. A base documental é variada, incluindo relatórios administrativos, coleções legislativas, obras históricas e periódicos produzidos no período.

Economia

Daniel Brant Costa; Cláudio Burian Wanderley

Nos termos da teoria da Triple-Helix III, as organizações e arranjos institucionais híbridos gerados através da interação das três hélices demandam do Governo um arcabouço normativo apto a estimular o desenvolvimento de ambiente de cultura de inovação. Alguns dos mecanismos utilizados para tanto são os parques tecnológicos e as políticas de incentivo. Neste contexto, através da análise econômica do direito foi averiguada a legislação que regulamenta os incentivos estaduais e municipais destinados às empresas do Porto Digital e do Parque Tecnológico de Belo Horizonte, sendo ao final proposto um modelo de estrutura legal de incentivos adequado ao ordenamento jurídico pátrio.

Helder Lara Ferreira Filho; Jefferson Fraga; Breno Filippe Oliveira Cabido

O objetivo deste artigo é analisar a pauta de exportação do Brasil e de Minas Gerais sob a Abordagem da Complexidade. Além da análise setorial, verificamos o Espaço do Produto brasileiro e mineiro, com enfoque no conceito de Vantagem Comparativa Revelada, e também o Índice de Complexidade Econômica. A partir disso, observa-se que a pauta exportadora de ambos tem ficado mais concentrada em poucos produtos, e de menor intensidade tecnológica; ambos têm se situado predominantemente na periferia do Espaço do Produto e precisam traçar estratégias no sentido de desenvolver novas capacitações e aprimorar as já existentes.

Michel Cândido De Souza; Ramon Goulart Cunha; Fernanda Finotti Cordeiro Perobelli; Fernando Salgueiro Perobelli

O objetivo deste trabalho é avaliar a estrutura evolutiva de endividamento das principais empresas de capital aberto da economia brasileira. Além disso, busca-se por meio deste estudo analisar como tal estrutura de endividamento impacta o investimento agregado. O método de insumo-produto foi utilizado como forma de captar a relação sistêmica da configuração da dívida das empresas brasileiras e em sequência uma análise em painel é realizada. Os resultados apontam para a importância dos multiplicadores de longo prazo na determinação do investimento agregado setorial. De forma contrária, os multiplicadores de curto prazo e Patrimônio Líquido não foram estatisticamente significativos.

Gustavo Resgala

Esta reflexão visa explorar as relações entre pobreza urbana e desenvolvimento, abordando o processo de produção do espaço periférico urbano e a criação de moedas sociais locais. A análise tem em vista a classificação de Lefebvre dos diferentes processos componentes da produção do espaço junto à distinção entre urbano enquanto processo socioespacial emancipatório e urbano industrial, advindo unicamente da lógica de industrialização. Assim, experiências comunitárias de questionar o sistema monetário (e demais aspectos da lógica hegemônica) e de promover alterações locais nas relações econômicas, sociais e políticas, configuram a demarcação de um território onde ganha força a diferença e a criatividade.

Cassiano Ricardo Dalberto

Este trabalho visa caracterizar no espaço a pobreza extrema nos municípios de Minas Gerais, segundo informações de 2010, bem como analisar possíveis processos de dependência espacial do fenômeno e suas relações com outras variáveis socioeconômicas, em especial com a diversidade produtiva das cidades. Para tanto, são utilizadas diferentes técnicas de análise de clusters, além de regressões econométricas espaciais. Os resultados apontam uma notável polarização norte-sul da miséria no Estado, bem como sugerem que municípios mais diversificados tendem a ter menor incidência desta. Ainda, verifica-se que tal fenômeno pode se disseminar e se reforçar através de um processo de defasagem espacial.

Guilherme Z. P. Custódio; Marcos Minoru Hasegawa

Após várias evoluções na teoria econômica e na condução da política monetária pelo mundo, surgiu um novo paradigma de gestão de política macroeconômica centrado no regime de metas de inflação. Tal regime se caracterizou por gerar pequena oscilação do produto e da taxa de inflação onde quer que tenha sido adotada, produzindo o que foi denominado pela literatura econômica de ʼGrande Moderaçãoʼ. No Brasil, o regime foi adotado em 1999. Este estudo comparou o comportamento das variáveis macroeconômicas americanas, após a adoção das metas de inflação, com o comportamento das variáveis macroeconômicas brasileiras após a adoção das metas de inflação. O comportamento das variáveis brasileiras se mostrou bastante similar ao comportamento das variáveis americanas, o que sugere a existência de uma ʼGrande Moderaçãoʼ brasileira.

Aderbal Damasceno; Dyeggo Guedes

Resumo Esse trabalho desenvolve uma análise empírica sobre as relações entre abertura financeira, acumulação de capital e produtividade. Utilizando dados para 88 países em desenvolvimento durante o período 1980-2009, serão estimadas equações de crescimento para o estoque capital e produtividade. O trabalho contribui para a literatura em 3 dimensões: i) utiliza ampla amostra de países em desenvolvimento durante longo período; ii) utiliza medidas mais acuradas de estoque de capital e produtividade; iii) testa um amplo conjunto de relações não lineares. Os resultados sugerem: i) não há evidências de que a abertura financeira estimula o crescimento do estoque de capital e da produtividade; ii) não há evidências de que o efeito da abertura financeira sobre o crescimento do estoque de capital e da produtividade depende das características políticas, institucionais e econômicas nos países da amostra.

Anderson Cavalcante; Manuela Cardoso Leitão

O presente trabalho avalia o BDMG Acredita, um programa de direcionamento de crédito que intermedia recursos do Oportunidades para a Maioria, do BID, para fomento de atividades econômicas de pequenas e microempresas. Após avaliação, concluiu-se que o programa foi capaz de direcionar seus desembolsos ao público-alvo, mas não da forma prevista. Desde Outubro de 2014, o produto apresenta altos índices de inadimplência, contrastando com a percepção de clientes de que é adequado para a realidade das microempresas. As hipóteses para tal ineficiência são as falhas na estratégia de oferta, o não acompanhamento dos clientes e a crise brasileira.

Maira Paulo; Rogerio Souza; Warley Cardoso

O mercado de trabalho tem uma forte ligação com os ciclos econômicos da economia, onde a oferta de emprego oscila em consonância com a evolução do PIB. Diante do momento enfrentado por todo Brasil, é importante verificando as flutuações ocorridas desde os momentos que antecederam o inicio da recessão econômica até o momento atual no Norte de Minas e compreender as características dos trabalhadores admitidos e demitidos nessa região. Foram utilizadas análises descritivas a partir dos dados do CAGED do Ministério do Trabalho entre janeiro de 2013 a fevereiro de 2016.

Aline Mello; Bernardo Campolina

Para entender a estrutura e dinâmica do setor agrícola em Minas Gerais, utiliza-se o método Shift-Share para análise da variação no valor de produção a nível regional nos anos de 2000 e 2010, desagregando as fontes dessa variação. A hipótese é de que há diferenciações regionais provocadas, particularmente, pela expansão agrícola nos Cerrados. Os resultados mostram que há importantes diferenças regionais no estado e a expansão da produção, principalmente nas áreas de cerrado, esteve associada ao aumento da área ocupada pela agropecuária e não a um aumento da produtividade, que embora seja significativo não foi o principal fator de crescimento.

Vasconcelos Reis Wakim; Elizete Aparecida De Magalhães; Adriano Provezano Gomes

Este estudo objetivou verificar se as ações desenvolvidas pelo poder público estão sendo eficientes na promoção de práticas ambientalmente e socialmente corretas que promovam a maximização do bem-estar. A técnica empregada foi a Data Envelopment Analysis. Na sequência, estimou-se um modelo Tobit para identificar os determinantes dos escores de eficiência. Como principais resultados, foram encontrados 17 municípios com eficiência máxima e foram identificadas como variáveis relevantes para explicar os escores, a densidade populacional, proporção de população urbana e existência de conselho municipal de meio ambiente. Concluiu-se que os municípios ineficientes devem aperfeiçoar a forma de desenvolver as suas ações socioambientais para que possam ter um desempenho mais satisfatório, melhorando, portanto, a sua Responsabilidade Social.

Daniela Almeida Raposo Torres; Filipe Carvalho Vieira; Aline Cristina Cruz; Norberto Martins Vieira; Débora Cristina Silva Ribeiro; Letícia Aparecida Dos Santos Macedo

O artigo objetiva identificar a relação de dependência entre o sistema financeiro e o sistema de inovação para os municípios do estado de Minas Gerais entre 2000 e 2012, com base na literatura Keynesiana e Schumpeteriana. Os resultados empíricos confirmam a importância de ciência, da renda interna bruta municipal e do crédito financeiro para aumentos no índice de progresso tecnológico das economias municipais mineiras. Conclui-se pela necessidade de adoção de políticas de estímulo ao desenvolvimento tanto do sistema financeiro, quanto do sistema regional de inovações da economia, visando elevar o crescimento de maneira sustentável nas localidades em voga.

Jéssica Maria Lopes Ribeiro; Maria Elizete Gonçalves; Luciene Rodrigues; Maria Ivanilde Pereira Santos

Minas Gerais caracteriza-se por uma grande heterogeneidade socioeconômica entre e inter-regional. A proposta desse estudo é verificar se houve redução das disparidades regionais relacionadas ao desenvolvimento, entre 2000 e 2010, e se há associação espacial entre os gastos em educação e desenvolvimento. Além da análise descritiva e de correlação, foi aplicada a análise espacial (AEDE). Os principais resultados mostram que existe dependência espacial nos municípios (e mesorregiões) do estado de Minas Gerais, quando se consideram os gastos per capita com educação e o IDH-M. É possível afirmar que a localização geográfica é importante na determinação do desenvolvimento econômico e humano.

Thiago Mendes Rosa; Flávio De Oliveira Gonçalves; Keli Rodrigues De Andrade; Luiz Rubens Camara De Araújo

O objetivo desse trabalho foi identificar as dimensões mais relevantes da pobreza entre as famílias do Distrito Federal, a partir do Cadastro Único. Diferentemente do que tem sido comum na literatura, as dimensões da pobreza foram extraídas endogenamente, a partir de uma análise fatorial por componentes principais, aplicada às características socioeconômicas das famílias. O estudo identificou cinco dimensões que caracterizam a pobreza no DF, listadas em ordem de importância: i) condições de habitação; ii) acesso ao ensino médio; iii) existência de dependência infantil na família; iv) vulnerabilidade financeira (trabalho formal e renda); e v) acesso ao ensino fundamental.

Jayne Cecília Martins; Evandro Camargos Teixeira

O presente artigo deseja relacionar educação com o perfil da família. Buscamos verificar a hipótese de que as mudanças nas estruturas familiares afetam o desempenho escolar dos alunos. Como o desempenho escolar pode ser afetado por características individuais e infraestrutura da escola, utilizaremos o modelo hierárquico com dois níveis. Os resultados encontrados corroboram com a hipótese, ou seja, diferentes estruturas familiares afetam o desempenho dos alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental, porém, o mesmo não pode ser atribuído aos indivíduos do 3º do ensino médio. E ainda, é necessário destacar que os indivíduos provindos de lares monoparentais possuem menor desempenho comparado aos demais.

Lediany Freitas De Campos; Nildred Stael Fernandes Martins; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira; Rodrigo Ferreira Simões

O objetivo é analisar como o nível de desenvolvimento urbano das estruturas produtivas das microrregiões de Minas Gerais afeta a probabilidade de um indivíduo estar ou não ocupado no mercado de trabalho. Para tanto, estimou-se um modelo logístico hierárquico de dois níveis, com dados do Censo (2010). Constatou-se que a probabilidade do indivíduo estar ocupado é maior se ele for homem, branco, residir na área rural, ser mais velho e mais escolarizado. Ademais, os atributos urbanos das microrregiões, por meio da taxa de urbanização e da densidade de serviços modernos, têm influência positiva sobre a condição de ocupação dos indivíduos, porém, pouco representativa, comparada aos atributos individuais.

Gustavo Lobo; Francisco Cassuce; Jader Cirino

Neste trabalho construiu-se um modelo hierárquico em dois níveis, compreendendo tanto variáveis referentes ao background familiar do aluno (1° nível) quanto do tipo de escola (2° nível), a fim de identificar os fatores determinantes do desempenho escolar e qual a proporção explicada da variância total das notas por cada agrupamento. Utilizaram-se os microdados do ENEM para alunos nordestinos do 3° ano do ensino médio na prova de matemática em 2013. Verificou-se que 15.28% da variância total das notas é explicada pelas diferenças entre escolas e variáveis como a escolaridade dos pais e nível de renda, tiveram impactos positivos no desempenho.

Bruno Perosa; Clesio Marcelino De Jesus; Antonio Cesar Ortega

O artigo analisa os principais elementos envolvidos na formação do arranjo produtivo da cachaça em Minas Gerais. Analisou-se o processo de articulação com vistas à constituição da Indicação de Procedência da Cachaça Artesanal denominada ʼRegião de Salinasʼ. A metodologia compreendeu revisão bibliográfica, análise de documentos de organizações representativas e estudo de caso por meio de entrevistas. Constatou-se que além de constituir uma atividade econômica importante para a região, a produção de cachaça está fortemente vinculada a outros aspectos da identidade local, constituindo-se, assim, uma ideia guia com potencial impacto sobre desenvolvimento territorial por meio de outras atividades econômicas.

Fabiana Araújo; Eduardo Motta; Luciana Servo; Harley Silva; Ian Almeida; Júlia Calazans

Esse trabalho tem como objetivo apresentar algumas características da população atingida pelo rompimento da barragem de contenção de rejeitos da mineradora Samarco, no Município de Mariana, Minas Gerais. Ao mesmo tempo, busca apresentar uma caracterização desse tipo de barragem e apresentar algumas características da empresa diretamente responsável por sua gestão. Os municípios atingidos, localizados na Bacia do Rio Doce, são de pequeno e médio porte e, em sua maioria, apresentam indicadores socioeconômicos inferiores à média do Estado. Desses, apenas Mariana tinha empresa diretamente relacionada a atividade mineradora. A mineração, especialmente de minério de ferro, pode afetar territórios inteiros. Seus impactos são subdimensionados nos momentos que entram em operação.

Igor Santos Tupy; Fernanda Faria Silva; Marco Aurélio Crocco

Este artigo analisa a distribuição espacial das atividades financeiras entre os municípios de Minas Gerais à luz da Teoria do Lugar Central a partir da construção de um indicador de desenvolvimento para as atividades financeiras (IDAF), usando Análise de Componentes Principais, e da estimação de um modelo espacial. Os resultados encontrados corroboram a relevância da centralidade como determinante da configuração locacional das atividades financeiras no estado de Minas Gerais, evidenciando a importância das economias externas, sobretudo economias de localização devido à especialização e economias de urbanização ligadas à estrutura de transporte e comunicação e de serviços públicos.

Norberto Martins Vieira; Igor Luiz Soares De Souza

Utilizou-se o método de Constant Market Share, desagregando o crescimento das exportações em três efeitos distintos: efeito crescimento mundial, efeito destino e efeito competitividade. Como resultados, observou-se que apesar dos produtos de maior valor adicionado, de maior intensidade tecnológica, estarem ganhando competitividade no cenário internacional, sua baixa representatividade na pauta exportadora de MG faz com que tal crescimento possua pouca relevância para o estudo. Por outro lado, as matérias-primas cresceram principalmente pelo efeito de crescimento do comércio mundial, confirmando a premissa de que pode existir um processo de desindustrialização não só no estado de Minas Gerais, mas no Brasil todo.

Tatiana Massaroli Melo

Este artigo analisa os padrões de comportamento inovativo de diferentes países com o propósito de verificar a existência de um gap tecnológico entre o Brasil e os países tecnologicamente mais dinâmicos desta amostra, os quais serão chamados de fronteira tecnológica. A metodologia proposta consiste na análise de correspondência, realizada a partir de um conjunto de indicadores de inovação elaborados com base na Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC) do IBGE e do CommunityInnovationSurvey (CIS). Com base em quatro indicadores de inovação setoriais construídos para o Brasil e um conjunto de dez países europeus, foram elaboradas as análises de correspondência, considerando as seguintes dimensões: (i) país-indicador; (ii) setor-indicador.

Kênia Barreiro De Souza; Aline Souza Magalhães; Terciane Sabadini Carvalho; Edson Paulo Domingues

O primeiro semestre de 2015 foi marcado por elevações nos preços de energia elétrica, fruto dos problemas de geração hídrica e da utilização de geração térmica na oferta de energia. Neste contexto, o objetivo deste trabalho é analisar os impactos econômicos das mudanças nos preços da energia elétrica em Minas Gerais, identificando o papel das modificações de preços por categoria de consumo. Utilizando um modelo de equilíbrio geral computável, as simulações mostram que ajustes de preços em direção ao consumo final tendem a ser menos negativos do que as elevações de preços de energia sobre setores produtivos, especialmente na indústria.

Patrícia Nasser De Carvalho; Patricia De Carvalho

No auge da crise econômica europeia, em setembro de 2011, completou cinquenta anos que o ensaio do economista canadense, Robert Mundell, sobre a Teoria das Áreas Monetárias Ótimas (AMO) foi publicado. Mundell argumentou, em síntese, que para a realização de uma união monetária, os trabalhadores e os capitais deveriam estar aptos a se mover dentro das fronteiras da maneira mais livre possível. Além disso, a sua teoria previa que as taxas de câmbio fixas seriam mais apropriadas para áreas intimamente integradas por meio de trocas comerciais. No atual contexto de crise econômica da zona do euro, na qual aparentemente as condições admitidas por Mundell encontram mais dificuldades, os políticos europeus vêm apresentando propostas para maior coordenação entre as suas políticas econômicas sem muito sucesso. Neste sentido, a proposta deste trabalho é debater a Teoria AMO e inseri-la dentro deste contexto de crise que a Europa vive. Entende-se que a Teoria AMO é limitada em sua capacidade de explicar a integração monetária europeia e a crise do euro, em particular, porque está pautada na teoria metalista da moeda. Defende-se aqui a tese de que outra concepção de moeda, baseada na abordagem cartalista, é mais consistente para a compreensão da fragilidade fundamental da AMO e, consequentemente, da crise zona do euro.

Guilherme Leite Paiva; Gabriel Vaz De Melo

Este estudo investiga a presença de clusters criativos nos municípios médios brasileiros em 2010 e pretende avançar na metodologia de identificação proposta por Machado, Simões e Diniz (2013). A análise das cidades médias evidencia a criação de tipologias e diferenças nos padrões das aglomerações criativas. Utilizou-se o método multivariado de fuzzy cluster aplicado a indicadores construídos e diferentes dados disponibilizados pelo IBGE, DATASUS e FINBRA. A partir de critérios específicos foram escolhidos um total de seis clusters para a amostra. Analisou-se à disposição, localização geográfica e os resultados encontrados para cada cluster, sendo que quatro apresentaram um padrão mais aparente.

Carla Souza; Raimundo Leal Filho; Raquel Viana

O presente trabalho pretende observar os traços gerais da desigualdade intra e inter-regional em Minas Gerais com relação à distribuição da atividade produtiva e da renda per capita, segundo os Territórios de Desenvolvimento, no período de 2000 a 2013. Para esse estudo foram utilizados alguns dos principais indicadores de desigualdade regional que permitem identificar padrões e tendências da desigualdade inter e intraregional, tais como o coeficiente de variação ponderado de Williamson e o índice de Theil. Os primeiros resultados demonstram que, no caso de Minas Gerais no período considerado, o crescimento econômico tende a concentrou ainda mais as atividades, principalmente, no território metropolitano.

Camila Alvarenga; Marcelo José Braga

Este trabalho investiga os fatores que influenciam a escolha ocupacional no Brasil. Os grupos de ocupação considerados são: empreendedor––––es, trabalhadores de subsistência, trabalhadores formais e trabalhadores informais. São utilizados os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2013. Os resultados indicam que a atividade empreendedora no Brasil não é intensiva em capital humano, sugerindo que: (i) a mão de obra qualificada brasileira é avessa ao risco; (ii) empreendedores por necessidade são representativos da classe empreendedora. No meio rural, onde o trabalho para subsistência tem maior aderência, mulheres não casadas têm maior probabilidade de produzir para consumo próprio.

Aline Cristina Cruz; Pedro Henrique Abreu Paiva; Diego Camargo Botassio

O objetivo deste trabalho é analisar como as características socioeconômicas e demográficas do trabalhador de Minas Gerais afetam sua probabilidade de compor específicas faixas salariais. Para tal, utiliza-se o Censo Demográfico de 2010 a partir do modelo Logit para estimação das regressões. Os resultados indicam que indivíduos do sexo masculino, brancos com ensino superior completo, alocados no setor financeiro e residentes no Triângulo Mineiro possuem maior probabilidade de compor faixas salariais de níveis elevados em relação aos demais. Em suma, a qualificação do trabalhador prevalece como essencial determinante de melhores oportunidades no mercado de trabalho estadual.

Miguel Bruno; Ricardo Caffe

As tendências das taxas de lucro e de acumulação são indicadores fundamentais nas análises das crises econômicas. Essas variáveis respondem pelas trajetórias de crescimento econômico e são condicionadas pela distribuição funcional da renda. A deterioração da conjuntura macroeconômica a partir de 2014, no Brasil, tem sido frequentemente atribuída pela ortodoxia a erros inerentes à chamada ʼnova matrizʼ de política econômica. Entretanto, o exame das taxas de lucro e de acumulação, imediatamente após o impacto da crise americana em 2009, aponta para a reafirmação de fatores estruturais, característicos da economia brasileira atual, que não poderiam ser superados por medidas anticíclicas.

Bárbara Coelho; Felipe Lacerda Diniz Leroy; Lorena Rayssa De Andrade Sapori; Marconi Martins De Laia; Heloisa Gonçalves Albanes; Claudio Burian Wanderley

Este artigo analisa os determinantes da remuneração feminina para as doze mesorregiões de Minas Gerais, utilizando dados do Censo 2010. Atualmente, as mulheres possuem participação significativa no mercado de trabalho, são importantes fontes de renda para a família e para a economia. Apesar das diferenças socioeconômicas das regiões analisadas, os resultados indicam que variáveis como idade e escolaridade tem um efeito positivo sobre a remuneração. Quanto ao número de filhos, a cor e a vivência com um cônjuge, esses impactam negativamente renda a mulher.

Guilherme Marques Moura

O presente trabalho propõe uma análise dos diferenciais salariais regionais, entre Betim e São Bernardo do Campo, dentro da indústria automobilística. O objetivo é investigar se indivíduos com características similares são remunerados diferentemente nas duas cidades. Para tal, utiliza-se da Decomposição de Oaxaca-Blinder, da Decomposição de Juhn, Murphy e Pierce, de Regressões Quantílicas e da Decomposição Quantílica. Os resultados indicam que grande parte do diferencial existente entre os salários médios é dada pela localização geográfica do empregado, independente do quantil de renda ou do ano. Não obstante, o trabalho realizado preencher uma lacuna dentro da pesquisa de diferenciais salariais intrasetoriais.

Eduardo Albuquerque

Este artigo busca colocar a discussão contemporânea sobre revoluções tecnológicas em perspectiva histórica. A primeira seção apresenta Marx como um pioneiro na descrição de revoluções tecnológicas, a segunda seção apresenta a elaboração de Kondratiev e sua incorporação por Schumpeter, a terceira sumariza os debates no pós-guerra e a emergência de elaboração neo-schumpeterina, a quarta seção organiza um diálogo entre a elaboração neo-schumpeteriana e a abordagem dos ciclos sistêmicos de acumulação para lidar com periodizações do capitalismo e a sexta seção conjectura sobre especificidades da revolução tecnológica atual.

Bernardo Furtado; Alexandre Messa; Isaque Eberhardt; Aguinaldo Maciente

Este artigo parte da ideia de que a firma é o meio institucional para que trabalhadores atuem em conjunto e obtenham ganhos de escala, para em seguida investigar o processo de agregação de indivíduos em firmas, e identificar a dinâmica resultante. Um modelo baseado em agentes em rede é adaptado a partir de Axtell (2013) e simulado para o caso de Belo Horizonte e municípios vizinhos, com duas opções de associação em rede dos trabalhadores. Os resultados replicam dados empíricos agregados e caracterizam maior volatilidade intrínseca no modelo cuja rede de contatos é restrita a seu próprio município.

Larissa Giardini Simões

Investiga-se de que maneira indivíduos com atributos produtivos semelhantes mas de diferentes gêneros são remunerados de forma distinta, de acordo com o setor produtivo que estão inseridos. São estimados: densidade dos rendimentos; decomposição Oaxaca-Blinder do diferencial de rendimentos para quantificar a discriminação por setor; e modelo hierárquico, que inclui à equação de rendimentos variáveis de nível setorial (intensidade setorial masculina e de graduados). Foram encontrados diferentes perfis de discriminação em cada setor, mas esses não podem ser explicados pela intensidade setorial masculina e de graduados. Encontram-se variações salariais explicadas pelo enquadramento setorial e as intensidades explicam 63,05% da variância de rendimento encontrada entre os setores.

Rafael Campos; Dênis Cunha; Newton Bueno

O objetivo deste estudo foi o de identificar se, por meio de apenas líderes de opinião, se é possível disseminar informações e novas práticas sustentáveis no Perímetro de Irrigação Gorutuba, no semiárido do norte de Minas Gerais. Metodologicamente, as abordagens de Dinâmica de Sistemas, Modelagem Baseada em Agentes e Análise de Redes Sociais foram utilizadas na construção de um modelo de simulação computacional híbrido. Os resultados permitiram concluir que políticas que visem aperfeiçoar o fluxo de informações para elevar a resiliência de sistemas desse tipo devem se basear na focalização de agentes líderes.

Júlia Almeida Calazans

Esse trabalho pretende estudar a espacialidade da oferta dos mamógrafos em MG e os impactos dessa distribuição na probabilidade de realização do exame. Os resultados encontrados são que, em média, as mulheres com plano apresentam melhores resultados. Já as mulheres sem plano de apresentam, em média, os resultados piores. Existem também grandes disparidades regionais na quantidade de equipamentos, distância e tempo de deslocamento. A região Norte apresenta os priores resultados, já a região Centro, os melhores. Belo Horizonte destaca-se por concentrar 20% dos equipamentos. O principal resultado é que o tempo de deslocamento é importante na realização exame.

Guilherme Marques Moura; Luiz Felipe Oliveira Barroso

O presente trabalho propõe uma análise contrafactual de mudança locacional dos investimentos realizados pela FIAT no Brasil. O objetivo é investigar os impactos potenciais que os investimentos aportados em Goiana, Pernambuco teriam sobre sua unidade produtiva em Betim, Minas Gerais. Para tal, utiliza-se um modelo de Equilíbrio Geral Computável (EGC), construído para os municípios da Região Metropolitana de Minas Gerais. Os resultados indicam que se o investimento fosse canalizado na ampliação da fábrica em Betim, além da cidade, municípios contíguos seriam positivamente afetados, contudo as cidades mais distantes sofreriam efeitos negativos.

Tulio Chiarini; Thiago Caliari

O objetivo mais geral desse artigo é contribuir para avanços na chamada ʼeconomia da ciência e da tecnologiaʼ, encontrando elementos que ajudam a entender a produção de conhecimento científico e tecnológico no Brasil por parte das universidades e institutos de pesquisa. Para tal fim classificamos os grupos de pesquisa cadastrados no Diretório dos Grupos de Pesquisa (DGP) do CNPq e que responderam à ʼBR Surveyʼ de acordo com os quadrantes propostos por Stokes. Para isso são sugeridas medidas relativas de eficiência científica, tecnológica e interativa com empresas para as grandes áreas do conhecimento relevantes para o desenvolvimento industrial e tecnológico. Os resultados das análises descritivas e do modelo Logit Multinomial sugerem diferenças em relação às eficiências dos grupos de pesquisa, permitindo encontrar distinção em relação às grandes áreas do conhecimento nos distintos quadrantes propostos por Stokes.

Luiz Paulo Fontes Rezende; Sara Gonçalves Antunes De Souza; Evaldo Henrique Silva

O artigo estuda os efeitos das externalidades espaciais sobre o nível de renda dos municípios de Minas Gerais. A educação, as inovações tecnológicas e a estrutura produtiva geram externalidades que aumentam renda, tendendo concentrá-la nos municípios próximos (dependência espacial) e dispersá-la nos mais distantes (heterogeneidade espacial). Para analisar estas externalidades, utilizaram-se as variáveis: renda (PIB), Índice de Desenvolvimento Humano Municipal-Educação, índice de Complexidade Econômica (ICE) de Hidalgo & Hausmann (2009) e estrutura de mercado. A regressão espacial entre estas variáveis revela que externalidade da educação sobre o nível de renda é maior do que da tecnologia e da estrutura produtiva.

Felipe Da Silva

Este estudo busca analisar as diferenças tecnológicas da produção agropecuária entre os municípios situados no semiárido e no não-semiárido do Nordeste brasileiro. Utiliza-se o modelo de meta-fronteira tecnológica, proposta por Battese et al. (2004) e OʼDonnell et al. (2008), para responder até que ponto essas diferenças regionais influenciam na eficiência da produção e qual o seus impacto nos municípios. Constatou-se que a hipótese de que os municípios pertencentes ao semiárido e ao não-semiárido deparam-se com diferentes oportunidades de produção. Os resultados indicaram que, quando comparadas as duas regiões, o não-semiárido possui a maior eficiência técnica média com referência a meta-fronteira.

Mariana Nahas; Rodrigo Ferreira Simões; André Braz Golgher; Luiz Carlos Santana Ribeiro

Os efeitos locais da Indústria Extrativa Mineral sobre o desenvolvimento regional são ambíguos e pouco estudos. Para contribuir ao entendimento da mineração ao nível local este artigo busca analisar os efeitos líquidos da mineração sobre a complexificação da estrutura produtiva municipal dos maiores mineradores do estado. Para tanto, foi utilizado um conjunto de indicadores de economia regional e urbana, bem como a modelagem de painel espacial. As evidências empíricas indicam que durante a década de 2000 houve perda relativa dos diferenciais regionais de especialização e concentração produtiva nos setores complexos e altamente encadeados.

Darcilene Gomes; Soraia Aparecida Cardozo

Este artigo busca descrever os impactos das mudanças econômicas dos anos 2000 sobre o mercado de trabalho do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Observa-se que a Mesorregião se adaptou ao novo ambiente econômico a partir do aparelho produtivo herdado. O mercado de trabalho mostrou-se bastante dinâmico. Tanto a oferta de trabalho quanto a demanda de trabalho apresentaram crescimento. A ocupação cresceu, bem como a formalização dos empregos. A taxa de desocupação caiu em quase todos os municípios. A Mesorregião experimentou queda no peso da ocupação agrícola e pequeno avanço no grau de diversificação da estrutura de emprego na região.

Robert Sweeney

This paper examines the determinants of cross-border debt flows in Europe in the 2000s from the perspective of international investors. It examines both core and peripheral regions. It finds that the emerging global bank paradigm and an arbitrage framework explain only a portion of overall debt flows. Specifically, it fails to account for key aspects of the timing and composition of debt flows. We instead put forward an explanation based institutional investment funds. Due to depressed yields on government debt and losses from the bursting of the dot-com bubble investors suffered large asset-liability mismatches. As a result investors instead moved into financial bonds for enhanced matching and leveraged and yield-seeking securitised products.

Suzana Bastos; Jéssyka Aparecida De Souza Diniz; Admir Antônio Betarelli Filho; Bruno Silva De Moraes Gomes

A qualidade, a escassez e a alocação dos recursos hídricos brasileiro são preocupações recorrentes no debate político. Uma forma de contribuir para esse debate é analisar a qualidade dos recursos hídricos e as características socioeconômicas de alguns municípios do Estado de Minas Gerais para o ano de 2010. Para atingir esse objetivo se desenvolve um Indicador de Qualidade da Água que permite classificar os municípios mediante a articulação de duas técnicas: Análise de Componentes Principais e Cluster. Os resultados apontam que a qualidade da água é influenciada pela vulnerabilidade a pobreza, taxa de analfabetismo, mortalidade, urbanização, tratamento inadequado de água e esgoto e expectativa de vida

Felippe Clemente; Viviani Silva Lírio

O propósito desse artigo é parametrizar o modelo seminal de Graetz, Reinganun e Wilde (1986) para dois grupos de países, G1 com baixa evasão fiscal e G2 com alta evasão fiscal. Os principais resultados mostram uma forte correlação entre a carga tributária, o custo de fiscalizar e a evasão fiscal dos países. A multa parece ter pouca eficácia na mitigação da sonegação. Assim, políticas que revisem a estrutura fiscal dos países, bem como modernize os órgãos fiscalizadores de forma a reduzir os seus custos, poderão ter efeitos positivos sobre e evasão de impostos.

Roberto Santolin; Teófilo Henrique Pereira De Paula; José Leonardo Macrini; Cinthia Rodrigues

Aspectos estruturais do mercado local de ativos, como o grau de acesso aos bens e serviços financeiros por parte dos residentes, desempenham um papel fundamental na determinação do bem-estar econômico local. Em outros termos, a exclusão financeira, entendida em linhas gerais como a falta de acesso ou o acesso precário aos bens e serviços financeiros, debilita as relações de financiamento, dificultando o processo de criação de novos ativos. O presente trabalho tem como objetivo realizar uma avaliação do acesso a bens e serviços financeiros no município de Três Rios (RJ), procurando identificar as suas especificidades locais intraurbanas. Espera-se que esta investigação possa contribuir para o delineamento de políticas públicas voltadas para a questão da exclusão financeira e para um aprimoramento do planejamento urbano.

Gilberto Libanio; Sueli Moro

This paper examines the relationship between composition of exports and economic growth for a large set of countries, between 2000 and 2013, following the assumption that the technological structure of exports has important implications for economic development. The paper builds an index of exports quality, based on the classification by technological intensity proposed by Lall (2000): primary products, resource-based manufactures, low-tech, medium-tech and high-tech manufactures. Then, we estimate the relationship between quality of exports and economic growth by using panel data models. The results suggest that the export quality index is highly significant to explain economic growth. Between 2000 and 2008, booming demand for commodities benefited exporters of primary products and resource-based manufactures, and lower export quality is associated with higher rates of economic growth. For 2009-2013, in turn, results confirm what is expected by theory and suggest that export structures with higher technological content have brought about positive effects on economic performance.

Gustavo Figueiredo Campolina Diniz; Lucio Otávio Seixas Barbosa; Douglas Alcântara Alencar

O presente estudo analisa o financiamento da inovação nos estados brasileiros no período de 2004 a 2010. A despeito do aumento do crédito concedido a pessoas jurídicas, da queda da preferência pela liquidez dos bancos e do crescimento dos gastos estaduais em P&D, o número de patentes e de desenhos industriais depositados no INPI não aumentou. Tampouco a maior produção de conhecimento foi acompanhada pelo aumento da inovação. O modelo empírico mostrou-se inadequado para captar os determinantes da inovação. Presume-se, assim, que o processo inovativo está pouco associado ao financiamento privado ou público, dependendo, basicamente, do autofinanciamento das firmas.

Fernanda Esperidião; José Ricardo De Santana; Márcia Siqueira Rapini; André Luiz Da Silva Teixeira; Leandro Alves Silva

O objetivo deste trabalho é analisar o financiamento público à inovação quanto à sua distribuição regional a partir de duas fontes de informações: a Pesquisa de Inovação (PINTEC) de 2001 a 2011; e dados da FINEP e do BNDES, para o período de 2005-2014. Para avaliar a concentração regional do financiamento à inovação foram construídos três indicadores, tomando como base a quantidade de empresas beneficiadas (ICFq) e os valores apoiados (ICFv e ICFa). Observou-se que o apoio do governo à inovação manteve sua concentração na região Sudeste, especialmente quanto aos valores desse apoio. Por sua vez, as regiões Norte e Nordeste receberam financiamento por empresa inovadora menor que a média nacional. As evidências, portanto, apontam que o apoio do governo à inovação na última década não contribuiu para reverter a evidente concentração regional.

Ana Lúcia Tatsch; Mercedes Justina Lamberty

Este estudo buscou compreender as caraterísticas das empresas do segmento de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos localizadas no RS quanto aos seus processos inovativos. Para isto realizou-se uma pesquisa de caráter teórico-empírica. Utilizaram-se dados de fontes secundárias, especialmente do Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq, e fontes primárias de informação. Optou-se por pesquisa de campo, com uma amostra de dezessete empresas, via aplicação de instrumento de pesquisa, de forma presencial, para coletar informações a cerca dos processos inovativos, interação universidade-empresa e avaliação das empresas sobre as ações de promoção para o setor. Os resultados mostraram que as empresas estão num processo crescente de desenvolvimento e inovação em produto, em processo e organizacional.

Renan Pereira Almeida

The paper is seen as an attempt to frame contemporary large scale urban projects in a comprehensive theoretical-historical scope, sharing the view spread in many social sciences that the distinctive aspect of our times has been the rentism and the financialisation operated by it. The key idea here is that while the large scale projects in the Fordist-Keynesian or Developmentalist times were concerned to provide a spatial fix able to cope with productive investments opportunities for capitalists, in the Neoliberal era the State became a promoter of ever-increasing rent-seeking practices for rentiers, mainly those of the financial sector. From this perspective, the political economy_s implications in the urban space are that, instead of growth poles, industrial districts and large scale housing projects for labor force, now the State has been more engaged on iconic projects, urban renewal movements full of marketing discourses, sports facilities mega-projects, new public buildings, cutting dispenses on public housing and extending private loans to households, an

Marwil Dávila-Fernández; Gilberto Libânio

The paper builds a non-linear macrodynamic model to study the relation between the functional distribution of income, technological progress and economic growth. In the short-term, the interaction between the productivity regime, the demand regime and the distributive conflict generates cyclical paths a la Goodwin. In the long-term, output growth rate is constrained by the balance of payments a la Thirlwall, in which the elasticities of foreign trade are modeled as a function of the complex relation between the wage-share and the innovation capabilities of the economy.

Vanderleia Radaelli; Ana Paula Macedo De Avellar

Os programas de apoio à inovação se ampliaram e se diversificaram acentuadamente durante os anos 2000 no Brasil. Particularmente nas duas últimas décadas, observa-se esforços de descentralização das atividades de fomento à ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) do âmbito federal para o estadual. Entretanto, ainda não se observa a presença de coordenação entre as diferentes esferas que atuam no desenho ou na implementação das políticas de inovação brasileiras. O objetivo do artigo é analisar a estrutura de governança das políticas de inovação no Brasil no período recente e o movimento de descentralização do fomento da esfera federal para a estadual. Dentre os resultados encontrados verificou-se que a estrutura de governança das políticas de inovação no Brasil é muito complexa e difusa, e ainda que haja um movimento de descentralização ele ainda é incipiente e com sobreposições institucionais não tornando tal estrutura de governança mais ágil e efetiva.

Daniele De Paula Liberato; Hilton Ribeiro

Devido à premissa de que boa governança é um instrumento importante para o combate à pobreza, torna-se relevante entender como a primeira afeta a segunda. O objetivo foianalisar a relação entre governança e pobreza dos países, no seu conceito multidimensional (renda, saúde e educação). Os dados utilizados são do Banco Mundial, compreendem o período de 1996-2014 e a metodologia utilizada foi de dados em painel.Os principais resultados indicam que há uma associação positiva entre governança e os indicadores socioeconômicos. Assim, participação da população, nível de liberdade e corrupção podem ser elementos importantes para a superação dessa pobreza multidimensional.

Gabriel Teixeira Ervilha; Adriano Provezano Gomes

Diante do destaque da pecuária leiteira em Minas Gerais, este estudo propõe identificar as unidades produtoras eficientes e de referência (benchmarks), de forma a facilitar o processo de difusão de práticas eficientes. Para isso, a metodologia DEA e suas extensões foram aplicadas a dados de 659 propriedades do Projeto Educampo Leite. Os resultados demonstram a importância de se produzir eficientemente e que práticas eficientes devem ser difundidas no segmento produtivo leiteiro, independentemente do nível produtivo e localização, direcionando os programas de extensão rural, criando um ciclo virtuoso, não somente para o produtor, mas para toda a cadeia produtiva do leite.

Andressa Lemes Proque; Gervásio Ferreira Dos Santos

O objetivo deste artigo é avaliar a distribuição espacial do uso da terra e das políticas de transporte urbano sobre a eficiência energética na economia brasileira. As características do processo de desenvolvimento urbano têm influência sobre o consumo de energia. As cidades mais compactas e com maior densidade populacional urbana consomem menos energia per capita, devido à menor dependência dos automóveis. A fundamentação teórica está baseada no modelo padrão de Economia Urbana descrito por Alonso (1964), Mills (1967) e Muth (1969). A partir de uma média de dados de cinco cidades brasileiras, calibrou-se um modelo numérico de simulação urbana para gerar uma cidade monocêntrica representativa. As simulações de política energética mostraram que a interação entre eficiência energética e a estrutura espacial das cidades deve ser considerada na avaliação do uso do solo e das políticas de transporte no Brasil.

Luiz Andrés Paixão

Esse trabalho tem como objetivos discutir as metodologias hedônicas para a construção de índices de preços aplicá-las para uma base de dados do município de Belo Horizonte, entre 1995 e 2012. Os resultados apontam uma intensa valorização imobiliária em Belo Horizonte, a partir de 2005, impulsionada pelo aumento na oferta de crédito imobiliário, que se tornou possível após as melhorias no instituto de alienação fiduciária, em 2004. Além disso, a redução nas taxas de juros, o crescimento econômico e o aumento da renda real das famílias também contribuíram para boa performance do preço dos imóveis.

Hugo Carcanholo

O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre a taxa de inflação da economia brasileira e a volatilidade dos preços relativos tanto a nível global (considerando todos os setores), quanto a nível setorial (para os nove setores abarcados pelo IPCA) entre Agosto de 1999 e Janeiro de 2016. Para tanto foram utilizados três metodologias: i- estimação por MQO para a relação entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos, tal como testar a hipótese de rigidez nominal, ii- teste de causalidade de Granger entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos e iii- vetores auto regressivos com ênfase na função resposta impulso e decomposição da variância do erro de previsão. As conclusões do trabalho sugerem que existe uma relação positiva entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos da economia brasileira, tal como a não aceitação da hipótese de rigidez nominal. Isto, no entanto, não é válido a nível setorial devido às diferenças estruturais da economia brasileira.

Gilberto Libanio; Candido Guerra Ferreira; Ana Valéria Carneiro Dias; Ulisses Pereira Dos Santos; Anna Carolina Londe

Este artigo analisa o desempenho inovativo da indústria brasileira no período 2010-2015, a partir dos dados da Sondagem de Inovação, cujo universo compreende empresas da indústria extrativa e de transformação com mais de 500 empregados. Neste trabalho, a amostra analisada consiste em um painel fixo de 105 empresas que responderam a pelo menos 20 edições da Sondagem (de um total de 24 realizadas no período). Os resultados indicam uma queda considerável da atividade de inovação entre as empresas industriais pesquisadas ao longo do período, com a taxa de inovação apresentando um movimento de queda acentuada entre o primeiro trimestre de 2010 e o quarto trimestre de 2015. Não obstante, verifica-se, no período em questão, relativa estabilidade no número de doutores e mestres ocupados exclusivamente em P&D, bem como nos gastos em P&D interno e externo como percentual do faturamento

Daniel Paulino Teixeira Lopes; Allan Claudius Queiroz Barbosa; Élida Patrícia De Souza; Glauciene Silva Martins

O objetivo deste estudo consiste em entender elementos ligados a estrutura, processos, gestão e recursos humanos que proporcionam a inovação no setor de Tecnologia de Informação de Minas Gerais. A discussão teórica abrange a inovação em serviços intensivos em conhecimento e aspectos que vão além dos comumente analisados nas pesquisas fundamentadas no Manual de Oslo. Baseando-se na realização de um survey, conclui-se que as organizações inovam em diversas frentes, possuem equipes qualificadas e dão importância estratégica à inovação, embora não a tenham perfeitamente estruturada e gerenciada. Isso sinaliza possíveis estratégias necessárias ao apoio e fomento à inovação em Minas Gerais.

Danielle Evelyn De Carvalho; Talles Girardi De Mendonça

O presente estudo tem como objetivo analisar o processo de reprimarização ou commoditização da pauta de exportações dos estados brasileiros no período de 1996 a 2014, considerando-se o comércio dos produtos básicos, semimanufaturados e manufaturados. Para isso, empregou-se o Índice de Vantagem Comparativa Revelada de Lafay e o Índice de Competitividade Revelada. Além disso, utilizou-se de correlações do Índice de Vantagem Comparativa Revelada de Lafay com taxa de câmbio, taxa de juros, Produto Nacional Bruto (PNB) mundial e preço internacional das commodities. Obteve-se como resultado uma possível commoditização da pauta de exportações da maioria dos estados brasileiros.

Luiz Carlos Ribeiro; Edson Domingues; Fernando Perobellli

O objetivo deste artigo é avaliar os impactos regionais de longo prazo da implantação de três refinarias de petróleo anunciadas para a região Nordeste do Brasil por meio de um modelo inter-regional de Equilíbrio Geral Computável. O impacto sobre o PIB regional, entre 2006 e 2027, traria um efeito adicional para as microrregiões de Rosário-MA, Fortaleza-CE e Suape-PE, sedes das refinarias, de 5,79%, 0,05% e 1,42%, respectivamente. No entanto, a implantação dessas três refinarias provocaria aumento das disparidades intrarregionais. Por outro lado, no longo prazo, esses investimentos contribuiriam para a região Nordeste aumentar sua participação relativa no PIB brasileiro.

Camila Maria De Andrade Tolentino

Para compreendermos as transformações econômicas e sociais de um conjunto heterogêneo de países, um possível caminho seria nos voltarmos para sua dinâmica tecnológica. Uma vez que indicadores tradicionais nos dizem pouco sobre sua capacidade de inovar, o presente estudo se propõe a construir um indicador para os sistemas nacionais de inovação (NSI) por meio de análise multivariada de dados. Assim, busca-se enfatizar seu caráter sistêmico na construção de uma medida que nos permita compará-los em termos da capacidade de geração de inovações. A análise culmina na construção de um ranking de países com base no indicador construído.

Ana Carolina Campos De Melo

Num contexto de urbanização extensiva, onde o tecido urbano tende a se alastrar de forma ampla e contínua, integrando cada vez mais os espaços regionais em redes globais, o objetivo deste trabalho é explorar a relação atual entre urbanização e mineração na região de Carajás, no Sudeste Paraense. Nossa hipótese é de que há uma aproximação cada vez maior entre a esfera financeira e processos de transformação no uso do solo e, de que esses eventos têm sido mais evidentes em regiões de extração de recursos naturais. Através do caso de Parauapebas, evidenciamos a natureza desigual dos processos contemporâneos de urbanização e a articulação progressiva da vida cotidiana aos fluxos financeiros.

Renilson Rodrigues Da Silva; Marcos Paulo De Oliveira Reis

O presente trabalho tem como objetivo verificar a aplicação da Lei de Kaldor-Verdoorn ao Polo industrial de Manaus (PIM). Essa lei trata da relação entre a produção e a produtividade. Para efeitos de comparação, foi calculada a produtividade para o Brasil. A forma de cálculo da produtividade seguiu o modelo da contabilidade do crescimento, com taxas de variações. Utilizou-se o método de séries temporais, aplicando-se os modelos VAR e de Correção de Erros. De acordo com os resultados, confirmou-se a aplicação da Lei de Kaldor-Verdoorn ao PIM. Os resultados sugerem que os aumentos na produção impactam, positivamente, na produtividade total dos fatores, embora a transmissão desses efeitos seja lenta. Confirmou-se a existência de economias de escala estáticas e dinâmicas no polo, o que abre precedentes para questionar as críticas históricas das quais o modelo Zona Franca de Manaus sempre foi alvo.

Bárbara Cardoso Dias; Ana Urraca Ruiz

Este trabalho observou empiricamente se é possível associar, no caso brasileiro, a evolução da participação das rendas do trabalho na economia às transformações registradas na estrutura produtiva durante o período 1995-2009. Foi realizada uma decomposição da variação da parcela do trabalho na renda agregada entre 1995 e 2009 em cinco efeitos: dois efeitos que mediram a influência da mudança da composição setorial e três efeitos causados por variações intrassetoriais no emprego e salário. Os resultados apontaram que houve uma importante contribuição dos efeitos relacionados à mudança estrutural para a evolução da participação das rendas do trabalho na economia.

Jaime León

O objetivo é discutir como a estratégia ʼneodesenvolvimentistaʼ determina a mobilidade social no Brasil. Dois são os eixos teóricos: (i) a discussão sobre ʼhegemoniaʼ em Gramsci e em Poulantzas e (ii) a caracterização de Florestan Fernandes sobre economias dependentes. Vale observar as premissas: (i) o neodesenvolvimentismo é fruto de uma disputa de poder entre classes e frações de classe dentro do Estado sobredeterminada por interesses econômicos forâneos e assentados na exploração interna do trabalho e (ii) para os trabalhadores, o critério de inserção na ordem social é baseado nas possibilidades de valorização através do trabalhoʼ e da possessão de bens.

Celso Bissoli Sessa; Thiago Cavalcante Simonato; Edson Paulo Domingues

Os princípios do desenvolvimento desigual são importantes para a compreensão darealidade regional brasileira, que apresenta contornos peculiares pela dependência em relação àexportação de commodities. Dada a rigidez locacional e a volatilidade dos preços característicadesse mercado, a distribuição espacial dos impactos dessas atividades assume importância napersistência das desigualdades regionais. Este trabalho avança com o uso do modelo IMAGEM-B(Integrated Multi-Regional Applied General Equilibrium Model - Brazil), configurado para captaros impactos dos choques nas commodities. A análise permite concluir que esse movimento reforçauma trajetória de concentração espacial ou de acirramento de desigualdades regionais.

Carina Diane Nakatani Macêdo; Carlos Roberto Ferreira; Solange De Cássia Inforzato De Souza; Flávio Braga De Almeida Gabriel

O objetivo deste trabalho é avaliar a contribuição das aposentadorias e pensões na distribuição de renda no Brasil e suas regiões, de 2004 a 2014. Foram utilizados dados da PNAD e a metodologia de Decomposição do índice de Gini. As aposentadorias e pensões foram divididas em três categorias (até um salário mínimo, acima e outras). Os resultados mostram que as aposentadorias e pensões acima de um salário mínimo são regressivas, porém contribuíram com 14,45% na desconcentração de renda do período, pois diminuíram sua participação. Conclui-se que todas as categorias colaboraram na desconcentração da renda para o Brasil e suas regiões.

Bianca Vieira Benedicto; Evandro Camargos Teixeira

O presente texto emprega o modelo de regressão hierárquico em dois níveis (multinível) com o objetivo de avaliar o impacto que as características pessoais e gerenciais dos diretores escolares apresentam sobre a proficiência dos alunos do 3° ano do ensino médio do Estado de Minas Gerais em 2013. Verifica-se que o perfil do diretor está relacionado positivamente com o desempenho escolar tanto em língua portuguesa quanto em matemática. A partir dos resultados, sugere-se um maior investimento em programas de educação continuada dos diretores, dado que a escolaridade está associada à melhor proficiência.

Ana Luíza Farage Silva; Laura De Almeida Botega; Roberto Luís De Melo Monte-Mór

A tríade lefebvriana do espaço da festa, do poder e do excedente é ressaltada por Monte-Mor (1994) e discutida em vários trabalhos posteriores. Sob essa perspectiva, o artigo discute esses espaços nas ocupações da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Enquanto um espaço de resistência, as ocupações lutam pelo acesso a esses direitos à cidade representados pela festa, pelo poder e pelo excedente. Embora a princípio as ocupações pareçam estar renegadas desse direito, pode-se interpretar a resistência como uma aproximação do poder hegemônico, reforçado pelas redes de contato e de luta pelo acesso à moradia e ao direito à cidade.

Bárbara Cristina Sacramento Coelho; Elisa Pereira Barbosa; Felipe Lacerda Diniz Leroy; Heloísa Gonçalves Albanez; Marconi Martins De Laia

Este trabalho busca determinar o impacto do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) na produção agrícola de Minas Gerais no ano de 2012. A metodologia empregada foi a regressão quantílica e os resultados mostraram que o Pronaf teve efeito positivo sobre as produções de café, milho e feijão. Para a mandioca e a cana-de-açúcar, o crédito não gerou aumento de produção, pois a primeira mostrou forte característica cultural em seu processo sendo destinada à subsistência, enquanto a cana-de-açúcar demandou altos custos de produção e beneficiamento, inviabilizando a produção familiar.

Nicole Rennó Castro; Geraldo Santʼana De Camargo Barros; Leandro Gilio; Alexandre Nunes De Almeida

O objetivo desta pesquisa foi dimensionar o mercado de trabalho do agronegócio mineiro, avaliar o perfil dos trabalhadores e o diferencial de rendimentos quanto a outros setores econômicos, partindo da PNAD-Continua e metodologia do CEPEA/ESALQ/USP. Entre os principais resultados, observou-se que, em 2014, o agronegócio representou 26% das ocupações no estado. Os trabalhadores do agronegócio apresentam baixa escolaridade e elevada informalidade, resultados influenciados pelo segmento primário. Constatou-se, pelo método de Oaxaca-Blinder, que existe um diferencial médio nos rendimentos de 40%, entre trabalhadores do agronegócio e dos demais setores, sendo metade deste gap explicada pelas próprias características dos trabalhadores do setor.

Viviane Guimarães Pereira; Gabriela Belleze; Kalahan Battiston; Samanta Borges Pereira; Carlos Alberto Máximo Pimenta

Esta pesquisa tem como objeto de estudo as comunidades rurais de Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro e Dom Joaquim, atingidas pela mineração por meio do projeto Minas-Rio. O trabalho consiste na caracterização da agricultura familiar na região, com relação às suas formas de organização, produção e comercialização, bem como, com relação ao uso da terra e água, e como o atingimento destas comunidades rurais pela mineração interfere negativamente no desenvolvimento rural da região, em bases sustentáveis e territoriais. Metodologicamente, a pesquisa foi realizada através de pesquisa de campo realizada pela equipe do Núcleo Travessia, que adotou como instrumentos de pesquisa métodos qualitativos como entrevistas, conversação e observação.

Flávia Carvalho De Moraes; Silva

O presente trabalho analisa o processo de financeirização brasileiro com objetivo de identificar se o país está em um regime de acumulação dominado pelo capital financeiro. O estudo apresenta forte indícios de que a economia brasileira passou por este processo nos últimos anos e desta forma o setor financeiro apresenta papel central na economia. A primeira parte apresenta uma análise teórica do processo de financeirização e a consequência deste para o crescimento de um país. Em seguida é analisado especificamente o caso brasileiro através de uma análise tanto histórica quanto qualitativa de dados macroeconômicos selecionados.

Larissa Barbosa Cardoso; Giacomo Balbnotto Neto; Flaviane Souza Santiago; Kênia Barreiro De Souza; Rafael Morais De Souza

Dada o crescente interesse pela taxação de bebidas açucaradas, este artigo estima e discute os efeitos e implicações desta medida, com enfoque em variáveis macroeconômicas e setoriais, considerando as relações produtivas e as questões distributivas associadas a esta política. Foi utilizado um modelo de insumo produto de preços de Leontief com dados para 2009 para a economia brasileira. Os resultados encontrados mostram que a criação de uma taxação de 10% sobre o valor adicionado do setor de bebidas açucaradas provoca uma contração de 2,84% em seu valor bruto da produção, enquanto a economia como um todo reduz em 0,017%.

Danilo Fernandes

De uma cidade primaz integrada com o interior da Amazônia através de rios, a Região Metropolitana de Belém (RMB) emerge nas últimas décadas como um importante elo de interligação entre as cidades ribeirinhas do interior do estuário amazônico e os centros urbanos nacionais e internacionais de produtos regionais. Objetivando aprofundar os estudos sobre essa atual dinâmica de expansão das relações de centralidade da economia urbana da RMB, busca-se nesse trabalho avançar numa caracterização dos chamados circuitos espaciais produtivos de um dos principais produtos que simbolizam o contexto atual de complexificação da economia urbana da RMB no cenário regional, nacional e internacional de produtos da biodiversidade amazônica: o açaí.

Gabriel Alves De Sampaio Morais; Diogo Brito Sobreira; João Eustáquio De Lima

Uma melhor estrutura urbana está associada com melhores índices de desenvolvimento. Nessa perspectiva, neste artigo procurou-se encontrar os fatores do desenvolvimento urbano das microrregiões brasileiras. Para isso, utilizou-se a técnica de estatística multivariada de análise fatorial para encontrar padrões de desenvolvimento relacionados a estrutura urbana. Em seguida foi construído um índice da estrutura urbana (IEU), o qual nos permitiu fazer um ranking das 558 microrregiões brasileiras e classificá-las em alto, médio e baixo grau de estrutura urbana. Foi possível extrair cinco fatores comuns que explicam 72,58% da variância total dos dados originais. A maioria das microrregiões, 50%, foram classificadas com baixo grau de estrutura urbana, enquanto 14,69% das microrregiões foram classificadas com alto grau de estrutura, estando a maior parte na região Sudeste, cerca de 92,68%. Os estados de São Paulo e Minas Gerais lideraram o ranking com o maior número de microrregiões com alto grau de estrutura urbana. O contrário ocorreu para a região Norte, a qual não obteve microrregiões classificadas com alto grau de estrutura.

Camila Lins Rodrigues; Juliana Bacelar De Araújo; Valéria De Jesus Coelho Ferreira Dos Santos

Este artigo analisa as características dos profissionais assalariados das ocupações de nível superior da área da saúde em MG. São apresentados o perfil demográfico destes trabalhadores e sua inserção (tipo de vínculo, esfera empregatícia, remuneração). As informações foram obtidas na base da RAIS-MTE (2004 e 2013). A hipótese é que o perfil do emprego destes trabalhadores sofreu alterações nas últimas décadas devido a mudanças na organização da oferta dos serviços de saúde e na dinâmica do mercado de trabalho. Destaca-se o peso do setor público na empregabilidade destes profissionais e a tendência à municipalização da oferta dos serviços de saúde.

Alexandre Oliveira Ribeiro; Mariangela Furlan Antigo

Com base nos conceitos de capacitações e funcionamentos, este artigo analisa a multidimensionalidade da privação no Brasil no ano de 2013, fazendo uma comparação da incidência e a intensidade da pobreza observada entre os idosos e aquela percebida na população geral, a partir de um índice de pobreza multidimensional que inclui 13 indicadores e quatro dimensões: educação, acesso a serviços básicos, habitação e saúde. São apresentados resultados para o país como um todo e para as cinco grandes regiões brasileiras.

Clara Silva Coelho

Este trabalho busca alterar a aplicação da abordagem da complexidade formulada originalmente por Hidalgo et al (2007) para análise da produção de conhecimento tecnológico, medido através de patentes. São calculados os índices de complexidade para as patentes, compatibilizadas por setores e para os países. Os resultados apontam deficiências dos indicadores, especialmente do índice de tecnologias, devido principalmente a problemas de representatividade e outros e outros problemas advindos do uso de patentes. Os testes feitos para o índice de complexidade de países indicam que os países não aproveitam suas capacidades tecnológicas, mas essa hipótese ainda deve ser corroborada por outras análises.

Raquel Pereira Pontes; Marcio Nora Barbosa; Viviani Silva Lírio

Em 2013 foi aprovado a Emenda Constitucional 72, ampliando os direitos dos trabalhadores domésticos no Brasil. Nesse contexto, este estudo busca averiguar as características dos indivíduos no estado de Minas Gerais e no Brasil, que proporcionam chances de serem trabalhadores domésticos e em uma segunda análise, a chance dos trabalhadores domésticos de terem carteira assinada. Para atingir o objetivo, utilizou-se dados da PNAD 2014 e o método econométrico Logit. Os principais resultados demonstraram que ter carteira assinada diminui a chance de ser trabalhador doméstico, e dado que é trabalhador doméstico, quanto maior a idade, dias trabalhados na semana maior a probabilidade de serem formalizados.

Mauricio Uriona Maldonado; Caroline Rodrigues Vaz

A Dinâmica de Sistemas - system dynamics - tem sido utilizada em diversas áreas do conhecimento, contudo o seu uso ainda é reduzido no campo da inovação, embora a literatura prévia evidencie potenciais vantagens neste campo. O artigo tem por objetivo reintroduzir a dinâmica de sistemas à comunidade acadêmica na área da inovação e mais especificamente, na área dos sistemas de inovação, e nesta linha, apresentar as oportunidades de pesquisa. Conclui-se que a dinâmica de sistemas e os sistemas de inovação possuem premissas similares, e que existem amplas oportunidades de pesquisa.

Igor Tupy; Marco Aurélio Crocco; Fernanda Faria Silva

Este artigo analisa os impactos diferenciados da crise financeira global de 2007/2008 sobre os estados brasileiros. Examinou-se os padrões diferenciados de resistência e recuperação da atividade econômica a partir do emprego formal e da produção industrial com a construção de dois indicadores - Índice de Sensibilidade e Índice de Recuperação - e a estimação de uma ʼEquação de Resiliênciaʼ utilizando o modelo SUR (Regressões Aparentemente Não-Relacionadas). Os resultados evidenciam a heterogeneidade nos impactos do choque recessivo comum sobre os estados brasileiros, que ocorreram em termos de amplitude, timming, duração dos efeitos sobre a atividade econômica, bem como de resistência e recuperação.

Jefferson Souza Fraga; Marwil J. Dávila Fernández

O trabalho contribui para a literatura de crescimento com restrição no balanço de pagamentos ao investigar a relação entre os Sistemas Nacionais de Inovação (SNI) e a restrição externa em uma análise para Brasil, Índia e China. As estimações das elasticidades-renda de exportações e importações a nível setorial dão suporte à lei de Thirlwall. A análise por Vetores Auto Regressivos sugere que é possível estabelecer um vínculo entre ambos os conceitos.

Rodrigo Da Silva Souza; Leonardo Bornacki De Mattos; João Eustáquio De Lima

O objetivo deste trabalho é analisar a relação entre a taxa de câmbio real e os preços internacionais das principais commodities exportadas pelo Brasil, assim como investigar fatores estruturais que determinam a intensidade dessa relação. Os resultados sugerem que a moeda brasileira é uma commodity currency. Fatores como abertura comercial e dependência em relação às exportações de commodities se mostraram variáveis estratégicas na administração dos efeitos dos choques exógenos nos preços das commodities sobre a taxa de câmbio real.

Anderson Cavalcante; Renan Almeida; Nathaniel Baker

The objective of this paper is to elaborate arguments to consistently relate the dynamics of financial capital and the urban space. It is first argued that financial services follow a concentration-centralisation logic, with highly specialised services being offered at central places in the urban space, and less complex services with a more dispersed pattern. This characteristic promotes a centralised-deconcentration effect on the urban structure: the dispersal of services and urban amenities reduces transport costs and improves urban balance in a few places, while complex services are usually highly centralised, therefore promoting unbalanced (centre-periphery) urban development. In order to understand the balance between these two effects, this paper proposes an empirical study over localisation of banks, land valuation and some social features in the metropolitan area of Belo Horizonte, in Brazil.

Desiane Aparecida Pereira

Este artigo tem por objetivo apresentar e analisar o perfil dos miçangueiros que atuam no espaço urbano do município de Diamantina (MG). Os procedimentos metodológicos envolveram pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo com a realização de entrevistas. Pode-se apontar que o comércio de rua apresenta relativa vitalidade e diversidade de produtos, que envolvem desde artesanatos, produtos processados ou in natura como legumes e frutas. Este caso, em específico, é conhecido popularmente como miçangueiro e trata-se de um profissional que geralmente têm laços com o meio rural, usando da venda direta de produtos agrícolas como estratégia de reprodução social - como forma de garantia de trabalho e renda.

Tullia Maria Ribeiro Oliveira Erseni; Cleiton Silva De Jesus

The primary purpose of this paper is to test, through a VAR approach, the validity of the twin deficits hypothesis in Brazil. Additionally, we will test whether the real exchange rate operates as a transmission mechanism from fiscal deficit to current account deficit. The main results do not support the twin deficits hypothesis, because a worsening in the budget deficit improves the current account directly and indirectly (through currency devaluation). We also found evidence that current account deficit shocks worsens the public sector fiscal position between the second and third year.

Luccas Attílio

As crises financeiras que abalaram os mercados globais nas últimas décadas tiveram suas origens em programas de liberalização financeira defendidos desde os anos 70 para países em desenvolvimento. Observou-se que após essas crises as economias atingidas foram socorridas por instituições internacionais que impuseram rigorosas condicionalidades para serem seguidas para que os empréstimos de socorro se efetuassem. Procurando meios alternativos de superar as adversidades econômicas, bem como para ganharem maior voz na governança global, nações em desenvolvimento têm se aproximado diplomaticamente, economicamente e politicamente através da reformulação de instituições financeiras, da criação de outras e um maior ímpeto de ação econômica das existentes. O artigo defende que uma maior integração regional vem ocorrendo desde a crise de 2007 e que a consubstanciação desse processo é benéfica não somente para os países envolvidos, como para todo o sistema financeiro internacional.

José Bruno Fevereiro

Este artigo propõe uma metodologia alternativa para o cálculo das contribuições dos componentes da demanda para o crescimento do PIB, em que, a partir da utilização de matrizes insumo-produto (MIPs) e de tabelas de recursos e usos (TRUs), a demanda final de cada componente que foram supridas por produtos importados já são descontadas a priori do cálculo das contribuições de cada componente. Desse modo, a soma das contribuições dos componentes da demanda final (consumo das famílias, consumo do governo, investimento e exportações) será igual à taxa de crescimento do PIB, sem que seja imputar a posteriori uma contribuição para as importações para que a soma das contribuições se iguale ao crescimento do PIB, tal qual é feito convencionalmente. No fim, estimativas para o período 2001-2015 para o Brasil são apresentadas.

Rodrigo Castriota

O caráter planetário do urbano parece inquestionável diante dos discursos hegemônicos contemporâneos que atestam o privilégio irrevogável das cidades. Este trabalho apresenta a contra-narrativa da urbanização planetária a partir dos trabalhos de Brenner e Schmid, sua crítica ao discurso da era urbana e ao papel da cidade como ideologia e suas teses em urbanização rumo a uma nova epistemologia do urbano. Tendo como referência os trabalhos de Henri Lefebvre e Roberto Monte-Mór, apresentamos fricções e pontos de diálogo com as teorizações clássicas do urbano e da urbanização extensiva por uma perspectiva mais ampla da hipótese de urbanização completa da sociedade.

Christian Duarte Caldeira

O presente artigo analisa a relação entre a valorização do salário mínimo e o aumento dos rendimentos dos trabalhadores desprotegidos na economia brasileira entre 2003 e 2012. Através de estatísticas descritivas e da análise das estimativas de densidade de Kernel, usando a PNAD, testou-se a hipótese de três canais de transmissão: o deslocamento da massa de rendimentos; o ʼefeito-farolʼ; e a compressão da distribuição salarial. Concluiu-se que, com a valorização, o salário mínimo cumpriu seu papel fundamental de piso ao produzir efeitos dinâmicos sobre a renda de todos os trabalhadores, impactando positivamente também a renda daqueles desprotegidos da legislação trabalhista.

Demografia

Kalline Silveira

O envelhecimento populacional já é evidente na atualidade no Brasil. Vários estudos têm a apresentado o idoso numa situação de ganhos em relação às condições de vida e maior inserção social, fato que favorece a manutenção e/ou a formação de novos vínculos afetivos e sexual. Este estudo objetiva investigar a influência de fatores demográficos, socioeconômicos, além de analisar condicionantes relacionados à morbidade auto referida e aos hábitos de vida sobre a sexualidade do idoso atendido nas Unidades de Saúde da Família (USF) da Cidade de Natal - Rio Grande do Norte (RN). A fonte de dados foi uma pesquisa de campo não probabilística que contou com a participação de 1068 idosos dimensionada proporcionalmente ao total de idosos atendidos em cada uma das USF em quatro Distritos de Saúde na cidade do Natal realizada em 2011. Como estratégia metodológica, utilizou-se a análise descritiva exploratória e a testes de associação de qui-quadrado de Pearson, com um nível de significância de 5%, assim como, o modelo de regressão logística, tendo a atividade sexual como variável dependente e aquelas que formaram o perfil sociodemográfico e epidemiológico do idoso, como variáveis independentes. Os resultados mostraram que os idosos com maior atividade sexual seriam os idosos do sexo masculino, considerados mais jovens - com idades entre 60 e 69 anos, , pardos e casados/unidos. No perfil epidemiológico, percebeu-se que a incidência de doenças como osteoporose e depressão são fortes indicadores de inatividade sexual e que os idosos considerados ʼindependentesʼ no estudo apresentam chances bem superiores de ter atividade sexual frente aqueles que foram classificados como ʼdependentesʼ.

Elaine Anastácia De Sousa; Ananda Vieira Moraes; Suely Maria Rodrigues; Carlos Alberto Dias; Marileny Boechat Frauches

A Atenção Primária à Saúde (APS) baseia-se em ações de promoção, prevenção da saúde, sendo o acesso de primeiro contato, um dos seus atributos essenciais. O estudo teve por objetivo avaliar a quali–dade da APS na perspectiva do idoso, tomando por referência o acesso de primeiro contato. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de corte transversal, com abordagem quantitativa. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi o Primary Care Assessment Tool - Brasil versão Adulto. Os dados revelaram alto percentual de reconhecimento do usuário pelo serviço de saúde. A utilização dos serviços de saúde representa um ponto favorável para as políticas públicas de prevenção a agravos e determinantes sociais e de saúde.

Tatiana Cristina Brant; Ricardo Alexandrino Garcia; Carlos Fernando Ferreira Lobo

O presente estudo examina se o desenvolvimento regional e a desigualdade estão relacionados à saída de população na região, tomando como referencia as melhorias da desigualdade de renda no Brasil nos últimos anos. Ainda, é objetivo deste trabalho correlacionar algumas das variáveis demográficas e sociais aos termos propostos. Será oferecida uma breve revisão da literatura concernente à migração, desenvolvimento e desigualdade social e, em seguida, realizar-se-á uma análise de dados através da correlação de variáveis como população residente, população urbana, população rural, taxa de fecundidade, esperança de vida ao nascer, razão de dependência e emigração, Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Índice de Gini, Rendimentos médios dos ocupados, Renda per capita, Renda per capita dos pobres, Renda per capita dos extremamente pobres e Renda per capita dos vulneráveis. Parte dos resultados encontrados neste estudo corrobora com outros estudos já realizados sobre a região, porém peculiaridades encontradas referentes à relação entre emigração, desenvolvimento e desigualdade abrem espaço para novos questionamentos e o aprofundamento das investigações.

Alan Vítor Coelho Neves; Eduardo Luiz Gonçalves Rios-Neto; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira

O objetivo deste trabalho é investigar se houve um aproveitamento do dividendo demográfico referente ao ensino superior entre 1991 e 2010 e quais os fatores intervenientes. A análise dos resultados mostra que não houve esse aproveitamento, apesar da expansão de matrículas no período. Foi possível chegar a essa constatação na medida em que o efeito da pressão demográfica sobre a probabilidade de cursar ou ter cursado uma graduação não foi o esperado em cada ano com vistas a ter esse aproveitamento. Os fatores que mais intervieram foi a restrição de oferta desse nível de ensino e problemas de fluxo escolar.

Mirela Castro Santos Camargos; Luiza De Marilac Souza; Juliana De Lucena Ruas Riani; Adriana Miranda-Ribeiro; Karina Rabelo Leite Marinho

O objetivo foi investigar a redes de apoio aos idosos, constituída, dentre outros, por seus familiares, amigos, vizinhos e/ou empregados domésticos. Foram considerados três tipos de arranjos domiciliares, incluindo idosos que moravam: (a) sozinhos, (b) apenas com o cônjuge e (c) com familiares. A população-alvo foi composta por pessoas de 60 anos e mais, de ambos os sexos que, em 2014, residiam no município de Belo Horizonte (MG). Foram realizadas entrevistas em profundidade com 27 idosos, residentes em diferentes regionais do município. Não foram observadas grandes diferenças em termos de apoio e relações de troca entre os três arranjos selecionados.

Cláudio Soares Barros Barros

O presente estudo apresenta uma aproximação entre a história da família e a demografia histórica, buscando relacionar as transformações impressas na estrutura familiar brasileira a partir do marco histórico nomeado conflito de gerações contextualizado na década de 1970 e, reconhecidamente elemento desencadeador de mudanças significativas no perfil familiar nas décadas seguintes. A demografia histórica consiste a base desse estudo e, ao longo das abordagens, busca construir argumentações instituídas nas análises dos elementos relacionados ao ambiente das famílias centralizadas e urbanizadas, relacionadas à mobilidade das pessoas, no sentido espacial e social, seu nível de envolvimento com a família, o grupo de parentesco, a comunidade local e outros grupos dessa natureza. Apresenta ainda, a estrutura familiar como uma natureza volúvel e fluida e sua efemeridade a partir da transição conceitual de valores e modelos instituídos na tradição familiar e, posteriormente destituídos, gradativamente, de seu significado e de seu rigor social.

Carlos Alberto Dias; Marcela Otoni Pereira; Adriene De Freitas Moreno Rodrigues; Marileny Boechat Frauches Brandão; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues

Objetivo verificar conformidade das estratégias utilizadas na assistência pré-natal com normas preconizadas pelo PHPN em Governador Valadares. Estudo observacional, descritivo, longitudinal, de abordagem quantitativa. Dados coletados em entrevista domiciliar com gestantes cadastradas no SISPRENATAL a partir de Julho/2013. PHPN está implantado em todas ESFʼs do município possibilitando acesso a ações de prevenção e promoção da saúde das gestantes. Evidenciou-se que na medida em que são somadas as variáveis consultas e exames básicos, os percentuais diminuem. Há necessidade de maior atenção ao teste de HIV e avaliação sistemática no município para proporcionar intervenções oportunas pela melhoria de qualidade da atenção pré-natal.

Micael Alves Dos Santos

Introdução: a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença crônica não transmissível (DCNT) que acomete milhares de pessoas e está associada a fatores de risco modificáveis e não-modificáveis, mas ambos passíveis de intervenção por atenção integral ao paciente hipertenso. Dadas as alterações econômicas, epidemiológicas e sociais, reconhece-se a necessidade de investimentos no manejo de doenças crônicas como a HAS. Objetivo: apresentar os conhecimentos e percepções de pacientes hipertensos sobre a hipertensão arterial. Metodologia: estudo de modelo transversal, descritivo, com abordagem qualitativa, que apresenta resultados parciais obtidos a partir de dados coletados junto a 35 sujeitos participantes de uma pesquisa, de ambos os sexos, cuja amostra é constituída por 160 pacientes hipertensos, funcionalmente independentes, de ambos os sexos, com idade maior que 40 anos, cadastrados em Estratégias de Saúde da Família (ESF) da zona urbana do município de Governador Valadares e sorteados aleatoriamente. Foi utilizado Roteiro de Entrevista Semiestruturado com perguntas relacionadas aos objetivos propostos neste trabalho. Resultados: observou-se que a maioria dos pacientes possui algum conhecimento sobre o que é hipertensão arterial, bem como da sua manifestação clínica. Observou-se, também, que na presença de baixo grau de instrução e deficiente educação em saúde, menor era o conhecimento dos pacientes, o que pode implicar em baixa adesão ao tratamento e comprometimento do estado de saúde dos pacientes. Considerações finais: o paciente esclarecido e orientado possui maiores condições de reconhecimento de sua condição patológica e conduzir hábitos de vida saudáveis. Ainda que com baixo grau de instrução, todo paciente deve ser educado para que o mesmo desenvolva ações conducentes à sua saúde.

Natália Dias Andrade De Faria; Paula Haddad

Este artigo teve como objetivo buscar correlações entre o desenvolvimento municipal, através do IDHM, e a ocorrência de emigração internacional na Mesorregião do Vale do Rio Doce. Buscamos descobrir se este índice se apresentaria como atração e expulsão de população ou se nos permitiria medir os resultados migratórios. Após o cálculo das variáveis proporção de emigrantes em relação à população municipal e variação do IDHM dos municípios em relação à Minas Gerais, especializamos seus valores. Utilizado este conjunto de técnicas, buscamos identificar padrões e correlação espacial para as variáveis em questão. Nossos resultados se mostraram especialmente interessantes para explicar fatores de atração e expulsão tanto na escala estadual quanto mesorregional. Por outro, não verificamos associação entre resultados migratórios positivos e a ocorrência de emigração internacional.

Guélmer Júnior Almeida De Faria; Maria Da Luz Alves Ferreira; Andrea Maria Narciso Rocha De Paula

Este artigo tem por objetivo contribuir para a visibilidade da componente feminina em contexto migratório interno, na perspectiva das relações de gênero e do trabalho. Aborda-se o termo migração, entendendo-o como um processo. Trata-se de um estudo exploratório da inter-relação entre as mudanças nos sistemas sociais de gênero e a mobilidade feminina. As considerações sobre as migrações internas de mulheres terão por referência um estudo exploratório com investimento bibliográfico e um estudo feito pelo Sistema Nacional de Informações de Gênero (SNIG) que integra o projeto de estruturação de um amplo Programa de Estatísticas de Gênero do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base no Censo Demográfico de 2010. Concatena-se a este estudo uma pesquisa qualitativa realizada com 6 mulheres de uma comunidade rural do Distrito de Muquém no município de Mirabela-MG, utilizando a observação participante e entrevistas em profundidades. Considera-se para a mobilidade feminina a emancipação das mulheres nas suas comunidades de origens, a predominância da ʼfeminização da pobrezaʼ e a segmentação do mercado de trabalho. O que há por trás das migrações femininas tem a ver com o curso da vida, com o empoderamento, ciclo de vida, estratégias, formação de redes dessas mulheres.

Janaína Guiginski; Simone Wajnman

O objetivo do presente trabalho é verificar se há indícios da existência do prêmio salarial masculino do casamento no Brasil. Para tanto, foram analisados os salários de homens urbanos ocupados na posição de empregado ou conta própria, com idade entre 25 e 49 anos. Os resultados, obtidos por meio de métodos estatísticos diversos, apontaram para sinais do prêmio do casamento para os homens brasileiros. A associação positiva entre a presença de cônjuge e o salário-hora dos homens foi maior para trabalhadores por conta própria, o que contraria a hipótese inicial de que o prêmio do casamento seria maior para empregados.

Luiz Carlos Day Gama; Ana Maria Hermeto

Este estudo analisa as causas dos diferenciais de rendimentos entre migrantes e não migrantes no estado de Minas Gerais. São estimadas regressões quantílicas e, com os resultados destas estimativas, são realizadas decomposições de diferenças, pelo método de Junh, Murphy e Pierce. Os resultados indicam que: i) existe desigualdade de rendimentos em favor dos migrantes, tendo crescido entre 2000 e 2010; ii) diferencias são explicados de forma diferenciada em cada quantil; iii) efeitos não observados são importantes para explicar as desigualdades; iv) entretanto, as duas fontes principais de diferenças são: habilidades observadas e retorno maior aos migrantes a estas habilidades observadas.

Carlos Henrique W. Guerra; Juliana Carvalho Reis

A dinâmica populacional trata da variação da quantidade de indivíduos de uma população, sendo influencia por diversos fatores. Este estudo teve como objetivo compreender a dinâmica populacional da Macrorregião de Saúde Leste de MG e sua relação com estratégia de Saúde da Família (ESF). Foram realizadas análises de correlação entre algumas variáveis estudadas e detectado redução da fecundidade e aumento da mortalidade na maioria dos municípios, pequeno aumento da taxa de crescimento populacional, e aumento no IDH. As ações da ESF contribuíram para a redução da taxa de mortalidade infantil, contudo, não reduziram as taxas de mortalidade.

Daniel Penido De Lima Amorim; Antônio Artur De Souza

O presente estudo objetivou apresentar a distribuição geográfica e a caracterização assistencial dos hospitais filantrópicos da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Para isso, foram utilizados os dados disponibilizados no DATASUS. A análise mostrou a predominância de hospitais gerais sobre hospitais especializados, sendo os gerais distribuídos individualmente pelos municípios menores, enquanto os especializados concentram-se na capital. O número de leitos de hospitais filantrópicos por habitantes cresceu tanto no total da RMBH, quanto na capital e nos municípios menores. Itaguara destacou-se como o município com mais leitos por habitantes, dentre aqueles que contam com um único hospital, sendo este filantrópico.

Monique F. F Ferreira; Ana Paula Verona

A Taxa de Fecundidade Total (TFT) diminuiu substancialmente no Brasil nas últimas décadas, passando de 6,0 filhos em 1960 para 1,9 em 2010. Conforme projeções, o nível da fecundidade tende a continuar caindo em todo território brasileiro, sendo intensificadas pelo efeito tempo, quantum e de composição por parturição. Em contextos de baixa fecundidade, o aumento percentual de mulheres que estão no final do período reprodutivo e não tiveram filhos (childless) deve ser pauta dos demógrafos e formuladores de políticas sociais devido a necessidade de reestruturação de políticas e serviços. OBJETIVO: Caracterizar as mulheres de 40 a 49 anos que não tem filhos a partir de variáveis sociais, econômicas e culturais. METODOLOGIA: Modelo multivariado de regressão logística utilizando dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS) realizada em 2006. RESULTADOS: As childless: residem predominantemente no perímetro urbano (86,62%); se autodeclaram pardas ou brancas (respectivamente, 43,32% e 39,9%); são mais escolarizadas; 48,87% nunca se casaram; 66,35% são sexualmente ativas; 53,17%% utilizam algum tipo de método contraceptivo; a idade mediada à primeira relação sexual é de 20 anos e são predominantemente católicas (57,05%). Os resultados mostram ainda que ser solteira, ter um rendimento domiciliar igual ou maior que um salário mínimo, ter ensino fundamental completo, usar método contraceptivo, ter postergado a primeira atividade sexual, nessa ordem reduzem a chance de ter filhos. Dentre os principais razões que impactaram a decisão de não ter filhos destacam-se: ʼquerer estudar e aproveitar outras coisasʼ.

Juan De Jesus Sandoval

Objetivo: Estimar as taxas de fecundidade coorte - período ao final de cada período, classificadas pela idade da mãe e as taxas de fecundidade total 2005 - 2010. Adicionalmente estimar os diferenciais da taxa de fecundidade total por nível de educação da mãe, a partir dos dados da pesquisa: ʼCondiciones de vida de la población negra, afrocolombiana, palenquera y raizal en Medellín, Colombia 2010ʼ. Métodos: Com base na pesquisa nomeada e selecionando as variáveis: idade da mãe e filhos com sua respectiva afiliação e código da residência e níveis de educação, se utilizou a metodologia dos filhos próprios na estimação das taxas de fecundidade total neste grupo populacional. O propósito foi gerar estimativas da fecundidade na população e diferenciais pelos níveis de educação com base numa amostragem populacional. Resultados: Depois das correções do P/F de Brass os resultados mostraram que a estimação das taxas de fecundidade ao final do período nas mulheres negras da cidade de Medellín, Colômbia 2000-2005 foi de 2,85 filhos /mulher (IC95% 2,73 - 2,96) para a população total y para o período de 2005-2010 foi de 2,52 filhos /mulher (IC95% 2,41 - 2,64) com uma queda de 0,32 filhos /mulher. Em quanto em nível de educação às mulheres sem estudos reportaram uma fecundidade de 4,42 (IC95% 3,63 - 5,21) e as mulheres negras com níveis altos de educação de 2,02 (IC95% 1,69 - 2,33) no período de 2000-2005 com uma leve diminuição para o período 2005-2010. Conclusões: Os resultados mostraram que a fecundidade nas mulheres negras vem caindo como na maioria dos estudos recentes no resto da população colombiana. O método dos filhos próprios foi uma técnica acertada para estimativas das taxas de fecundidade por níveis de educação. Observou-se que em todos os níveis, a fecundidade nas mulheres negras foi maior do que o resto das mulheres da população.

Mirela Castro Santos Camargos; Marcos Roberto Gonzaga; José Vilton Costa; Wanderson Costa Bomfim

O objetivo deste estudo foi estimar, para 1998 e 2013, a Expectativa de Vida Livre de Incapacidade Funcional (EVLI) e com Incapacidade Funcional (EVCI) para idosos de Minas Gerais. Em 2013, ao completar 60 anos, uma mulher teria uma sobrevida ativa de 19,5 anos e poderia esperar viver 4,5 anos com incapacidade funcional. Nesse mesmo ano, os valores para a população masculina seriam 18,4 e 2,7 anos, respectivamente. Os aumentos na EVLI não são estatisticamente significativos, tanto para homens quanto para mulheres, haja vista que se observa uma sobreposição nas estimativas intervalares entre 1998 e 2013 em cada sexo.

Monique Fernanda Félix Ferreira; Laura Rodríguez Wong; Veneza Berenice De Oliveira

A queda da fecundidade em MG foi ligeiramente mais acentuada que a observada no país e há importantes diferenciais entre as microrregiões. Se as experiências reprodutivas experimentadas pelas coortes de mulheres em idade reprodutiva forem reconstituídas tem-se um nível de fecundidade ainda menor. OBJETIVO: Estimar as TFT de período e coorte das microrregiões de MG, no período entre 1995 e 2015. METODOLOGIA: Estudo ecológico longitudinal sobre a TFT por microrregionais. RESULTADOS: a) A TFTs de coorte é sempre menor que a de período com tendência de sobreposição do nível de fecundidade de ambas b) As coortes de mulheres que iniciaram a vida reprodutiva em 2005 e anos posteriores tentem a ter TFT muito baixas; c) A curva de fecundidade da coorte de 2015 tente a ter maior participação relativa dos grupos de 20 a 24 anos e 30 a 34 anos; d) A análise da fecundidade por coortes revelou-se importante para previsão do comportamento reprodutivo. Esse comportamento reprodutivo projetado prevê desafios que perpassam a economia, política, cultura e relações intergeracionais.

Cláudia Júlia Guimarães Horta

Muitos são os estudos que abordam o declínio da fecundidade correnteem Minas Gerais e seus diferenciais regionais. Entretanto, nada se conhece sobre os diferenciais regionais de fecundidade de geração no estado.O presente estudo visa resgatar o comportamento, num passado recente, do nível e padrão de fecundidade em Minas Gerais e os diferenciais segundo Regiões de Planejamento, através da construção e análise das estimativas de taxas específicas de fecundidade corrente e por geração, entre 1965 a 1985. Para tanto, utiliza estimativas das taxas de fecundidadepara Minas Gerais e regiões para os anos de 1970 a 2010.

Alysson Portella; Clauber Scherer

Através dos dados censitários 2000 e 2010 referentes à migração de data fixa, juntamente com a composição da rede urbana brasileira proposta no REGIC, procurou-se investigar em que medida a escolha do destino de migração feita pelo chefe de família está relacionada com a inserção hierárquica funcional das cidades de destino. Para isso, foram utilizadas tanto análises exploratórias, quanto análise econométrica multinomial. Como resultados gerais, observou-se que os fluxos migratórios tenderam a se concentrar em cidades de igual hierarquia, sendo que, no período, pode-se observar uma diminuição de migrações para níveis superiores, juntamente com a concentração maior de deslocamentos no Sudeste. Com relação as características pessoais dos migrantes, homens, jovens e solteiros tendem a escolher migrar para cidades de maior hierarquia. Já um nível de instrução maior está associado com a escolha de cidades de menor hieararquia.

Marina Soares; Suely Rodrigues; Carlos Dias

Este estudo tem por objetivo verificar se o perfil sociodemográfico exerce influência sobre a ocorrência de sintomas depressivos, adesão ao tratamento e controle pressórico de hipertensos. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, quantitativo, com dados coletados em entrevista domiciliar com 641 hipertensos de Governador Valadares-MG. A partir do grupo estudado levantou-se evidências de que fatores sociodemográficos interferem na ocorrência de sintomas depressivos. Atenção especial deve ser dada aos indivíduos de meia idade, mulheres, solteiros, das classes D-E, mais sujeitos a sintomas depressivos. A melhoria da adesão ao tratamento e controle pressórico pressupõe a promoção do bem estar físico e emocional.

Sandra Nicoli

A imigração italiana, no Brasil, foi familiar e com maior procedência do Vêneto. O projeto imigrantista era baseado na pequena propriedade. Minas Gerais foi destino secundário dos italianos. O objetivo é analisar o movimento migratório ocorrido em Itueta e Santa Rita do Itueto no século XX. A pesquisa é de cunho qualitativo, utilizando relatos orais e entrevistas em profundidade. A chegada de famílias italianas promoveu uma nova configuração a esse território. A partida de seus descendentes tem reconfigurado o território e a economia local. Enquanto as famílias italianas objetivavam construir suas vidas no destino, seus descendentes as constroem na origem.

Cláudia Julião; Roberta Rocha

Uma das proposições na literatura da migração é que os migrantes formam um grupo positivamente selecionado, sendo, em média, mais aptos, motivados, empreendedores e ambiciosos do que os não migrantes. Este trabalho tem como objetivo principal analisar, a partir dos censos demográficos de 2000 e 2010, se os migrantes internos do estado de Pernambuco formam um grupo positivamente selecionado. Adicionalmente, pretende-se traçar o perfil desse grupo. Para isso, realiza-se análise através de comparações de proporções e estima-se uma equação minceriana de salários, a partir da qual é possível analisar o viés de seleção pela comparação entre os rendimentos dos migrantes e não migrantes. As evidências iniciais revelam que, comparativamente ao perfil dos não migrantes, os migrantes são mais jovens, mais escolarizados e têm maiores salários. As evidências econométricas, com controles simultâneos sobre diversas variáveis determinantes da renda, ratificaram o diferencial salarial em favor dos migrantes. A partir dos resultados, constata-se que, de fato, os migrantes internos pernambucanos são positivamente selecionados em relação às características observáveis, e possivelmente devem ser em relação às não observáveis. Contudo, observou-se também que a magnitude da seleção dos migrantes reduziu entre o decênio 2000-2010.

Paulo Henrique Viegas Martins; Ana Paula Verona

Este estudo analisa a associação entre fecundidade adolescente (15 a 19 anos) e escolaridade no Brasil em um contexto de mudanças da fecundidade deste grupo de idade. Para estimação da chance de ser mãe na adolescência utilizou-se um modelo de regressão logística. Os principais resultados sugerem que houve aumento das chances de ser mãe para adolescentes com 4 a 8 anos de estudo. Concluiu-se que houve aumento das diferenças de fecundidade segundo escolaridade, quando se compara as adolescentes com 4 a 8 anos de estudo com aquelas com 9 anos ou mais de escolaridade.

Haruf Espindola; Samara Alves Avanzi; Carlos Alberto Dias

Este trabalho aborda as dificuldades enfrentadas por pesquisadores de campo na coleta de dados para a pesquisa ʼMigração, Vulnerabilidade é Mudanças Ambientais no Vale do Rio Doceʼ, realizada na cidade de Governador Valadares, no estado de Minas Gerais. A pesquisa tem especial importância pelo fato de ser a primeira vez que se realiza um levantamento de campo com uma abrangência de questões e cobertura de todos os bairros da cidade. Isso é ainda mais significativo em função dos impactos que decorrem do rompimento da barragem do Fundão da mineradora SAMARCO, uma joint-venture entre a Vale S.A. e a anglo-australiana BHP Billiton, cada uma com 50% das ações da empresa (as maiores mineradoras do Mundo), ocorrida em 5 de novembro de 2016. O objetivo desse artigo é verificar os recursos utilizados pelos pesquisadores de campo na superação de desafios encontrados durante a coleta de dados, nos seus diferentes níveis de complexidade. Utilizou-se como metodologia análise dos relatos das experiências vividas pelos pesquisadores no trabalho de campo contidos nos cadernos de campo.

Carlos Alberto Dias; Marcela Otoni Pereira; Adriene De Freitas Moreno Rodrigues; Marileny Boechat Frauches Brandão; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues

Este tem por objetivo conhecer a percepção de gestantes sobre suporte familiar e sua interferência na realização do pré-natal conforme diretrizes do Programa Nacional de Humanização no Pré-Natal e Nascimento proposto pelo Ministério da Saúde. Trata-se de um estudo observacional, descritivo, de corte transversal qualitativo, com dados coletados em entrevista domiciliar realizadas com gestantes usuárias da Estratégia de Saúde da Família e cadastradas no SISPRENATAL a partir de Julho de 2013, avaliados conforme ʼAnálise de Conteúdoʼ (Bardin, 2011). As gestantes percebem positivamente o suporte familiar. Consideram que na maioria das ESF faltam atividades de apoio além de consultas e exames.

Mirela Castro Santos Camargos; Wanderson Costa Bomfim

O objetivo deste estudo foi estimar as prevalências de doenças crônicas na população idosa mineira por sexo, idade e região de planejamento e analisar a percepção do estado de saúde dos idosos na presença dessas enfermidades. Foram utilizados os dados da Pesquisa por Amostra de Domicílios de Minas Gerais (PAD-MG) de 2013. Dos idosos, 72,2% apresentaram pelo menos uma doença crônica (73,2% entre homens e 80,7% entre as mulheres). Hipertensão arterial (59,3%) e doença de coluna (28,9%) eram as enfermidades crônicas mais prevalentes. Na presença de doenças crônicas, a autopercepção de saúde da população idosa foi predominantemente definida como regular (47,8%).

Moises H Sandoval; Laura Wong; Sábado Girardi; Lucas Wan Der Maas

Estima-se o número de médicos no curto e médio prazo, mediante a adequação do método das componentes demográficas de forma semelhante ao feito anteriormente, incorporando desta vez, informação sobre migração médica. Esta, é susceptível de ser modelada em diferentes cenários que incorporem (ou traduzam) planos diretores visando aumento da oferta de médicos, de forma que seja possível ter projeções normativas. Os volumes da mão de obra médica obtidos nestas simulações somente serão alcançados num cenário generalizado de ampliação sustentada da oferta de novas vagas para a formação de médicos. Se expansões desta magnitude são impossíveis de manter por um longo prazo, como estes resultados sugerem, resta ao Sistema, se adequar à escassez estrutural e crônica de médicos se re-organizando para otimizar o estoque de médicos que -de acordo a estas simulações- dificilmente reproduzirão RMH semelhantes ao que desfrutam contextos desenvolvidos.

Leonardo Sousa

A manutenção da emigração internacional de habitantes da Microrregião de Governador Valadares para os Estados Unidos durante a década 2000/2010, quando ocorreram significativas oscilações entre origem e destino, é justificada em grande parte pelo papel das redes sociais e pela chamada ʼcultura migratóriaʼ. Este estudo foca neste segundo fator, propondo um modelo analítico cognitivo sobre a cultura da migração e, mais especificamente, a análise das representações sociais que se associam aos comportamentos migratórios a partir da análise da rede de significados. Para tanto, utilizou-se de dados de 430 entrevistados e suas evocações sobre o objeto migração internacional para a construção das redes. A rede de significados geral apresentou uma intermediação principalmente regida pelos objetos Trabalho, Vida Melhor, Dinheiro, Saudade e Estados Unidos. A análise dos possíveis diferenciais de gênero, grupos etários e experiência migratória domiciliar sobre a migração internacional apontou que, embora apareçam distinções já observadas em outros trabalhos, tais não foram significativas a ponto de serem classificadas como subconjuntos culturais dentro deste fenômeno cultural. Isso sugere que a cultura migratória esteja espraiada de forma a que todos os grupos percebam a migração internacional de forma muito parecida.

Eliza Antonia De Queiroz; Mônica Viegas Andrade; Kenya Valéria Micaela De Souza Noronha; Everton Nunes Silva; Jamil Souza Nascimento

Os procedimentos de transplantes de fígado têm aumentado no Brasil, sendo a única alternativa para pacientes com doenças hepáticas crônicas. O objetivo foi estimar a sobrevida dos 7.345 pacientes adultos que realizaram transplante de fígado no SUS no período entre janeiro de 2001 e dezembro de 2011. Para tanto, a técnica de pareamento probabilístico foi utilizada. A curva de sobrevivência foi estimada por Kaplan-Meier, e foi estimado também o modelo de riscos proporcionais de Cox. As taxas de sobrevida estimadas foram menores do que as oficiais da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, e de estudos nacionais e internacionais.

Thamiris De Assis Pereira; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues; Carlos Alberto Dias

Objetivando promover uma reflexão sobre a importância do turismo de saúde e lazer na melhoria da qualidade de vida e das condições de saúde de indivíduos com doenças crônicas, utilizou-se da revisão integrativa de literatura, selecionando 20 artigos relevantes do Portal Capes, Scielo, BVS-Saúde e Ministério do Turismo. Segundo os autores estas modalidades turísticas contribuem para a melhoria da saúde e qualidade de vida, sobretudo de indivíduos com doenças crônicas, favorecendo redução de gastos com terapêuticas medicamentosas e hospitalizações. Conclui-se que atividades de lazer e turismo promovem saúde e qualidade de vida, especialmente para os acometidos por doenças crônicas.

Adriana Miranda-Ribeiro; Erika Ribeiro Pereira Corrêa

O objetivo desse estudo é mensurar a contribuição dos grupos etários e causas de morte na variação da expectativa de vida ao nascer de homens e mulheres, a partir da aplicação do método de decomposição de Pollard aos dados brasileiros de 2000 e 2010. Os resultados mostram que o grupo etário que mais contribuiu para o aumento da expectativa de vida foi o dos menores de 1 ano de idade. Dentre as causas definidas, as doenças cardiovasculares foram as responsáveis pelo maior acréscimo à média de anos de vida dos brasileiros.

Políticas Públicas

Luiza Braga; Beatriz Almeida; Cristiana Rodrigues; Valquíria Bisarro

Durante período significativo do século XX, entre as décadas 1930-1970, o debate sobre o modo de produção vigente nas origens da formação econômico-social brasileira e sua forma de transformação ganha centralidade nos círculos políticos e intelectuais da esquerda, em especial, entre marxistas. A controvérsia sobre os modos de produção brasileiros se estabelece a partir da análise das questões da realidade brasileira, como forma de orientação das possíveis estratégias políticas a serem adotadas visando a possibilidade da revolução no Brasil. O objetivo aqui é apresentar autores representativos desta tradição que desenvolveram posições significativas no debate: Caio Prado Junior, Nelson Werneck Sodré e Jacob Gorender.

Larissa De Souza Silva; Fabiana Oliveira Araújo

O objetivo deste artigo é discutir a criação da Escola Superior de Agricultura e Veterinária (ESAV) na década de 1920 e compreender os motivos e a importância de sua criação para o desenvolvimento da economia de Minas Gerais no período. As questões que orientam este trabalho são as seguintes: Qual a contribuição que um estabelecimento de instrução agronômica daria a Minas Gerais e ao Brasil? Quais lacunas seriam preenchidas com a criação da ESAV no sentido de proceder a investigações e pesquisas e a ministrar ensinamentos de interesse agrícola à população do estado? Para responder tais questões, utilizamos como fontes boletins informativos, boletins de ex-alunos da ESAV; relatórios provenientes do Arquivo Central e Histórico da UFV e relatórios de presidente do estado de Minas Gerais.

Vinicius Paulino Fidelis

Este artigo apresenta uma síntese de parte da produção historiográfica que diz respeito a Juiz de Fora, tendo como ponto de partida a análise de inúmeras referências bibliográficas que fazem menção à história econômica da cidade e região. Como é notoriamente conhecida a existência de uma vasta produção sobre a história local, além de inúmeros fragmentos de História depositados em nossos arquivos e museus, desta maneira, sugerimos uma reflexão sobre determinados pontos que nos ajudam a compor a escrita do passado desta comunidade, bem como revelar alguns dos resultados materiais dos processos sociais, estes que, por sua vez, se projetam o tempo na forma de historiografia.

Sarah Lima Queiroz; Iracy Silva Pimenta; Samuel Soares Da Silva; Cristiana Tristão Rodrigues

Problematização do papel de Frei José Mariano da Conceição Veloso como divulgador de saberes para estimular a economia rural do mundo português do início do século XIX, através da produção de manuais técnicos. À luz de complexas propostas econômico-políticas iluministas ele elabora um projeto editorial, conjugando matrizes de conhecimento agrícola e de história natural europeias com interesses econômicos da Monarquia portuguesa. Associa, sobretudo, tais saberes a uma realidade ʼbrasileiraʼ que ele conhece e elege como alvo. A comunicação centra-se em dois fatores distintos: o tipo de leitores a ser atendidos e o repertório de leituras propícias para a busca produtiva.

Sandro Silva

O presente artigo é um estudo de caso ocorrido em um dos hospitais da UFMG. A documentação encontra-se no Centro de Memória da Medicina e terá os nomes dos envolvidos preservados. Trata-se de um processo administrativo movido por uma funcionária do Hospital que foi agredida e humilhada por sua superior, uma irmã de caridade. O interessante desse processo são as entrelinhas dos depoimentos que nos permitem evidenciar luta de poder entre funcionários laicos e religiosos, além de preconceitos sociais e raciais. O que é mais assustador é que este fato ocorreu no final da década de 1960, anos considerados mais significativos no que tange a mudanças sociais, liberdade de expressão e comportamento.

Natalia Aguiar Mol; Larissa De Souza Silva; Jupira Gomes Mendonça

O atual trabalho é um esforço preliminar na tentativa de compreender a importância das universidades na organização do espaço urbano, dando a devida atenção às especificidades do caso em questão, tendo como objeto de análise a Escola de Minas de Ouro Preto, instituição essa que estabelece, sobretudo a partir da transferência da capital da provincia mineira para Belo Horizonte, uma força centralizadora na conformação da cidade.

Aline Cristina Cruz; Jaine Cristina Ferreira; Daniela Almeida Raposo Torres

Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do pensamento econômico de Celso Furtado acerca da inflação no período de 1949 a 1964, abrangendo a gênese e desenvolvimento da teoria estruturalista. O trabalho conclui que desde o início do ínterim o autor já observava o fenômeno inflacionário em algum grau de maneira autóctone, e suas ideias fundamentais foram definidas ainda no ano de 1952. Para Furtado a causa última da inflação no país residia na ausência de um projeto autêntico de desenvolvimento. O artigo também possui como objetivo acompanhar a transição do campo da teoria econômica para o delineamento de diretrizes políticas, ao incorporar a análise do Plano Trienal.

Felipe Miranda De Souza Almeida; Cristiana Tristão Rodrigues

O presente artigo tem como proposta discutir alguns aspectos relacionados à dinâmica dopequeno comércio e da atuação dos agentes mercantis nas Minas setecentistas.Para tanto, três pontos foram destacados: estabilidade, diversificação ehierarquia. No primeiro ponto buscamos medir a longevidade dos comerciantes à frente de seus estabelecimentos comerciais através da seriação e quantificaçãodos registros de coimas e fianças e almotaçaria ao longo do período de nosso recorte. Quanto à diversificação das atividades procuramos perceber, por meiodo método de cruzamento de fontes, o envolvimento dos pequenos comerciantes em diferentes atividades econômicas, medindo assim suas respectivas capacidades de ampliação de seus negócios individualmente e em grupo.

Daniela Luiz Silva; Soraia Luiz Silva

Atrelada a conjuntura interpretativa acerca do reordenamento do espaço produtivo da capitania, a historiografia mineira recente destacou a tendência de concentração das posses de cativos nas primeiras décadas do século XIX. Preocupada em sustentar argumentos que mostravam diversificação produtiva e inversão de capitais da mineração ao setor agropecuário, negligenciaram elementos explicativos do contexto socioeconômico mais amplo. A partir de minuciosa análise da estrutura da posse de escravos numa região que se mostrou fecunda ao estudo das transições ocorridas na capitania de Minas Gerais, este artigo mostra como a concentração do capital escravista mercantil caminhou de mãos dadas à acentuação das desigualdades na sociedade mineira, redefinindo os significados de ser senhor de escravo.

Marco Tulio Aniceto França; Rafael Dos Santos Gutterres

Este trabalho tem como objetivo demonstrar, através de análise histórica e de dados estatísticos, a influência da atividade econômica mineratória nas Minas Gerais do século XVIII no desenvolvimento da culinária mineira. Destaca-se também o uso da análise espacial para identificar o impacto da mobilidade demográfica, do processo migratório e ocupacional durante este período e suas influências sobre a constituição da culinária mineira. Esta demonstração será iniciada pelos aspectos econômicos e sociais de Minas Gerais no século XVIII e finalizada pelas análises sobre a formação da culinária mineira e da sua importância na história e na cultura de Minas Gerais.

Jader Fernandes Cirino

O arraial de Baependi foi erigido em Vila em 19 de julho de 1814, no contexto de ampliação de vilas na Capitania de Minas Gerais. A crescente edificação de capelas e igrejas - na sede e freguesias que compunham o seu termo -, as obras de ornamentação interna da igreja matriz e a confirmação de compromissos de irmandades leigas foram movimentos concorrentes à iniciativa de ordenação da sede da vila. Estes aspectos parecem favorecer a leitura das transformações sociais e econômicas que estavam em curso naquela região, na primeira metade do século XIX.

André Mourthé De Oliveira; Cláudia Júlia Guimarães Horta

Ao reconstituir a trajetória profissional e intelectual do político Affonso Penna, entre 1874 e 1906, este trabalho busca discutir os repertórios de seus discursos, relacionados à organização do ensino profissional em Minas Gerais, com objetivo de alcançar o engrandecimento mineiro. Pretende compreender o horizonte de expectativas referente às noções de progresso associadas a um projeto de modernidade, segundo as perspectivas de Affonso Penna sobre os programas de instrução pública que procurava instituir no Estado, utilizados como argumentos políticos para atingir o desenvolvimento econômico e social, com destaque para o período entre 1891 e 1906.

Marcos Antônio Nunes; Ricardo Alexandrino Garcia

Belo Horizonte, cidade idealizada no final do século XIX, assume desde sua inauguração o compromisso de ser uma cidade moderna. A monumentalidade do projeto e o traçado imposto pelos idealizadores revelam uma cidade contraditória e conflituosa desde sua origem. O descompasso entre o planejado e o produzido apresenta-se na espacialidade da Praça da Estação as primeiras expressões e manifestações da modernidade. As metamorfoses urbanas são percebidas nessa primeira centralidade econômica a partir do incipiente movimento industrial da capital mineira.

Flavio Riani; Célio Marcos Pontes De Albuquerque

O presente artigo objetiva, através de um estudo de caso, descrever e analisar a trajetória da formação de fortuna de um casal de migrantes portugueses que chegou à capitania de Minas Gerais nas primeiras décadas do século XVIII. Abrindo lavras de extração aurífera e fundando fazenda de produção agropecuária, o alferes Antônio Ribeiro da Silva e sua esposa Antônia Maria de Almeida alicerçaram fortuna de grande vulto para época, e podem exemplificar, em sua trajetória, os caminhos de muitos imigrantes que vieram para a América na busca pelas riquezas que a extração aurífera prometia, porém, encontrando-as, na empresa agropecuária.

Tiago Diniz

O artigo discute em que medida o conceito de causação cumulativa (em geral) permite superar as dificuldades relacionadas ao conceito de equilíbrio para se pensar em desenvolvimento econômico e apresenta o conceito de causação cumulativa de Myrdal (em particular). Para além de argumentar que a abordagem de Myrdal consiste em um arcabouço amplo que incorpora elementos pós-keynesianos, institucionalistas e evolucionários, analisamos alguns trabalhos de Setterfield como um desdobramento do pensamento de Myrdal. Nosso argumento é de que através de uma visão holística do sistema econômico que combina distintas vertentes, pode-se tratar o tema desenvolvimento econômico combinando questões relacionadas ao crescimento econômico com a análise histórica da evolução das instituições. Para ilustrar discutimos a incorporação de path-dependency, lock-in e institutional interrelatedness em um modelo proposto por Setterfield.

Luiza De Marilac Souza

Este artigo pretende analisar o caso de um negócio de gado feito no ano de 1869 por um jovem fazendeiro que buscava uma estratégia de produção e manutenção de riqueza em um distrito ainda escravista dentro da comarca do Rio das Mortes voltado para a economia de abastecimento interno do Brasil imperial. Buscamos compreender quais foram os fatores que influenciaram o resultado final de sua empreitada após uma análise de suas ações e da sociedade em que estava inserido.

Pedro Henrique Torres; Marisa Dos Reis A. Botelho

O objetivo do artigo é examinar a evolução da constituição de empresas na economia do estado de São Paulo, baseado no comércio e na manufatura, por meio do registro de contratos comerciais de empresas na Junta Comercial de São Paulo entre 1911 e 1920. O trabalho utiliza dados de todos os 5.915 contratos de empresas registradas no período. Entre os principais resultados do artigo destaca-se que a atividade comercial foi a grande responsável pelo empreendimento na economia paulista na década de 1910. A manufatura foi mais afetada pelos efeitos restritivos de guerras do período. A queda nos registros de empresas teve início em 1913, possivelmente reflexo da crise econômica internacional decorrente da Guerra dos Bálcãs e reforçada pela Primeira Guerra Mundial. Na produção houve substituição de importações de mercadorias e direcionamento da atividade comercial externa para a interna. A recuperação da crise ocorreu com capacidade instalada no início da década, mas também com esforço de diversificação produtiva nos setores de insumos e equipamentos. A maioria das firmas constituídas em São Paulo apresentava característica de média e pequena empresa, com organização simples e com propriedade familiar ou com sociedade entre conhecidos.

Helena Lopes; George Gomes; Juliana Calixto; Eduardo Ribeiro

Na década de 1850, o Império, através de políticas econômicas e sociais, determinou uma profunda transformação do Brasil, em direção a uma economia de mercado, que eventualmente teve efeitos que se somaram às transformações inerentes à própria dinâmica interna da economia e população de Minas Gerais. A compilação e sistematização dos dados do início da décadas de 1860 de censos domiciliares de 36 paróquias da porção central e meridional da Província possibilitou uma análise mais detalhada das transformações econômicas e demográficas, tendo como comparação, o estado da população e da economia três décadas antes. Nesse período, detectou-se redirecionamento demográfico e virtuosismo econômico, de um lado, de regiões envolvidas direta ou indiretamente à produção de exportação, em especial do café; e, de outro lado, das regiões que sediavam parte mais expressiva da rede de cidades e, também, do mercado interno. No âmbito da organização doméstica da produção, observou-se que a elevação do preço dos escravos, somados a outros fatores, acabaram por determinar uma redistribuição dos escravos, diminuindo o contingente de domicílios com pequenas posses de escravos e aumentando a quantidade de domicílios sem escravos.

Debora Freire Cardoso; Edson Domingues; Gustavo Britto

Este artigo tem como objetivo explorar as relações mercantis entre a província de Minas Gerais e o Rio de Janeiro, através do estudo da rede de negócios que ligou a comarca do Rio das Mortes à capital do Império. Para tanto, recorremos ao caso do fazendeiro mineiro Gervásio Pereira Alvim e seus contatos firmados na praça carioca e em outras praças da província de Minas Gerais, na segunda metade do século XIX.

Geraldo Alemandro Leite Filho; Fabiana Siqueira Alves Martins; Fernanda Oliveira Alves; Janete Aparecida Ribeiro Alves

A educação se tornou um consenso, até mesmo um truísmo, do discurso político contemporâneo. Este trabalho pretende investigar como a teoria do capital humano inseriu a Economia no debate educacional e, articulada com o regime neoliberal, pôde colocar a educação no centro da política econômica. Em uma perspectiva foucaultiana, pretende-se averiguar em que medida essa centralização ocorreu de forma seletiva, promovendo uma ressignificação da educação. A análise procura contextualizar o surgimento da teoria do capital humano na história do pensamento econômico, bem como sua influência sobre as políticas educacionais orientadas pelo Banco Mundial.

Daniela Goes Paraiso Lacerda; Danielle Ramos De Miranda Pereira; Fátima Beatriz Carneiro Teixeira Pereira Fortes

O trabalho objetiva compreender as origens e transformações da escola das estruturas sociais de acumulação (EESA), tendo como foco as modificações do seu principal conceito. O conceito de estrutura social de acumulação foi elaborado, no contexto da economia política radical, para criar um nível intermediário de análise entre uma teoria abstrata do capitalismo e o âmbito empírico. Ao longo da evolução histórica da EESA, esta se afastou de considerações teóricas acerca das características fundamentais do modo de produção capitalista e acabou adotando posições pré-teóricas acerca dessas características. Por isso, a EESA teve de reformular seu conceito central nos últimos anos.

Letícia Vargas Bento; Cláudio Burian Wanderley

Quais as fontes que podemos utilizar para compreendermos o pensamento sociocultural, político e econômico de uma sociedade do século XIX mineiro? Inúmeras. Contudo, poucos são os trabalhos que se pautam na imagem como fonte e objeto histórico. A imagem - no caso, obras de arte - não pode ser desconectada do seu espaço de criação, ou seja, os elementos socioculturais são importantíssimos para a configuração da representação. Dessa forma, nosso artigo tem a pretensão de apresentar uma visão sobre o Comendador João Batista Machado, homem proeminente da vila de São João Del Rei, que já foi estudado por pesquisadores pelas fontes documentais, mas nunca pela imagem.

Josiane Castro; Savio Da Silva; Suely Rodrigues; Gulnara Cabrera-Borja

Neste artigo será analisada a dinâmica econômica do sul de Minas, a partir de alguns de seus indicadores econômicos do município de Alfenas, comparadamente com outros municípios mineiros, durante a Primeira República, com o objetivo de conhecer as características, transformações e permanências de sua economia (formada com a expansão agrícola mineira, ocorrida a partir da segunda metade do século XVIII, e organizada inicialmente para o abastecimento interno) no período em que o Brasil consolidava sua transição para a formação capitalista.

Stélio Coêlho Lombardi Filho; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira

A construção do Estado Nacional brasileiro no século XIX implicou a montagem de uma máquina administrativa capaz de expandir a autoridade governamental por todo o território nacional. Dada a importância dos serviços públicos para a consolidação de mercados e Estados Nacionais, essa pesquisa busca contribuir para os estudos de história Econômica ao analisar alguns aspectos institucionais e financeiros que caracterizaram as reformas postais no Brasil entre 1829 e 1844. Na institucionalização do sistema postal brasileiro estavam em competição, portanto, não apenas diferentes experiências de administração pública, mas também diferentes concepções de Monarquia e arranjo institucional.

Otavio Canozzi Conceição; Marco Tulio Aniceto França

Nesse trabalho pretende-se analisar a relação entre as causas das mortes, o perfil demográfico dos mortos e as condições de saúde pública do município de Alfenas (como indicador do que estava ocorrendo no país), com o objetivo de investigar quais eram os problemas de saúde que mais matavam a população local e o que eles revelam sobre o quadro sanitário nacional no Brasil da Primeira República, a partir dos registros de óbitos de cemitérios municipais e da historiografia especializada no campo de estudos da história das doenças, da Medicina e da saúde. Dessa maneira, será mostrado que as causas mais freqüentes de morte daquele município na época analisada estão ligadas principalmente à pobreza, à falta de uma política de saúde pública preventiva e às limitações do saber médico e farmacêutico.

Wander Ulhôa

As relações entre o nacional e o regional ganharam progressiva projeção entre as elites técnicas e empresariais de Minas Gerais no transcurso da modernização econômica brasileira (1930-1970). Desenvolveu-se compreensão crescentemente refinada dos fatores que presidiram a formação e reprodução dos desequilíbrios regionais e que responderam pelo atraso relativo da economia mineira. Em revistas de associação de classe (Associação Comercial de Minas e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), de categoria profissional (Sociedade Mineira de Engenheiros) e em revistas acadêmicas (Faculdade de Ciências Econômicas - UFMG), engenheiros, economistas e empresários apresentaram estudos e reflexões que contemplaram a demonstração do caráter desigual e concentrador do desenvolvimento brasileiro, a afirmação da crescente periferização da economia regional e a reivindicação da intervenção dos poderes públicos estadual e federal, por meio de políticas que promovessem a interiorização do desenvolvimento e afirmassem a legitimidade de regionalismo corretivo das contradições da modernização econômica nacional.

Islane Archanjo Rocha; Mauro Augusto Dos Santos

O presente trabalho analisa o discurso da elite política mineira a partir do estudo dos debates da Assembleia Legislativa de Minas Gerais acerca do tema da modernização dos transportes entre as décadas de 1920 e 1930, objetiva-se adicionalmente o diálogo com os trabalhos de Barbosa (2011) e Lopes (2012), que também analisaram os anais da Assembleia Legislativa para as três primeiras décadas do período compreendido como era ferroviária, ou entre 1870 e 1900.

Renan Mendes; Alfio Conti; Fabiana Araújo

Esse trabalho realiza uma discussão acerca de mudanças sofridas no objeto e no método utilizado pelos economistas ao longo do tempo. Para empreender tal objetivo, o texto traz três momentos distintos do debate desses temas. O texto pretende mostrar que de fato houve uma mudança importante naquilo que era compreendido como o objeto da economia nos tempos de Stuart Mill até os dias de hoje, e que a forma com que esse estudo foi feito também mudou nesse intervalo, apontando méritos e problemas metodológicos com que a disciplina se deparou ao longo do tempo, e também para recentes desenvolvimentos.

Mauricio Vitorino Saraiva; Otavio Canozzi Conceição; Marco Tulio Aniceto França

A principal proposição desse trabalho foi estudar o processo de modernização rodoviária mineira e os seus principais condicionantes. Para isso, se buscou analisar a expansão da infraestrutura rodoviária, segundo as matrizes econômicas, técnicas e políticas que presidiram a modernização, assim como a dinâmica de concessão, financiamento e construção de vias. Concluiu-se que a expansão rodoviária mineira foi importante condicionante para a consolidação da inserção periférica do estado na divisão interregional do trabalho, pois Minas foi cortada por importantes troncos rodoviários nacionais e beneficiou-se de forma secundária da malha viária, se pautando apenas por garantir o acesso dos centros regionais mineiros aos troncos federais.

Luccas Attílio

Este artigo examina o mercado de produtos siderúrgicos brasileiro entre 1901 e 1940, levando em consideração a sua dimensão, a sua composição, a sua evolução no tempo ao longo do período, bem como a percepção dos contemporâneos sobre o assunto. Para tanto, fazemos uso de abrangente conjunto de fontes primárias, incluindo dados desagregados de comércio exterior originais. A partir delas, observamos que a dimensão potencial do mercado doméstico exibiu certa estabilidade ao longo das mais de três décadas durante as quais se desenrolou o debate siderúrgico, e que isso se refletiu nas estimativas contemporâneas do tamanho do mercado. Por outro lado, a participação dos produtos siderúrgicos no valor do produto e das importações exibiu uma tendência de crescimento no período. Essa conjunção de uma relativa estabilidade quantitativa com uma ampliação na participação no produto e nas importações é explicada a partir de um processo de diversificação do consumo de produtos siderúrgicos e, sobretudo, da importância que a restrição externa teve na conformação desse mercado no país no período.

Tamara Moreira; Marília Da Conceição Cordeiro; Carlos Alberto Dias; Elaine Toledo Pitanga Fernandes; Marileny Boechat Frauches; Suely Maria Rodrigues

Varginha, situada no Sul de Minas Gerais, foi emancipada da cidade de Três Pontas em 1882 e, em suas quatro primeiras décadas de existência como cidade, passou por transformações urbanas importantes que tiveram como base, dentre outros fatores, a expansão da cafeicultura pelo Sul de Minas Gerais na transição do século XIX para o XX. Assim, esse texto pretende entender como Varginha passou de uma freguesia com poucos habitantes, no século XIX, a um relevante município para o Sul de Minas Gerais, logo no início do século XX, destacando os principais personagens que conduziram a cidade nesse processo.

Camila Da Silva Freitas; Eduardo Magalhães Ribeiro

O objetivo neste artigo é analisar as relações estabelecidas em uma grande transação de crédito que resultou em um acordo para pagamento do mesmo envolvendo homens de grande fortuna em Juiz de Fora do século XIX. Trata-se da história de fortuna e falência de José Bernardino de Barros, Barão das Três Ilhas, que possuía a maior fortuna entre os inventários pesquisados para a segunda metade do XIX na cidade mineira em questão. A especificidade do Barão das Três Ilhas está nos fatos que se sucedem após a morte de sua esposa. Tendo contraído muitas dívidas, seja para a compra de 111 escravos ou para a construção da nova sede da fazenda da Boa Esperança, o barão se viu, ao final do período, sem ter nenhum bem. Foi executado por vários credores, incluindo seus próprios irmãos.

Luiza Braga; Marília Petraglia; Cristiana Rodrigues

Examinamos as relações entre tráfico e reprodução natural dos escravos, atitudes da classe senhorial com relação à procriação dos plantéis, e alguns condicionantes estruturais dessa reprodução. Procuro identificar padrões comuns a todos os sistemas escravistas, sem considerar suas especificidades, demonstrando que eles podem ser determinantes do crescimento endógeno. Faço apenas considerações teórico-históricas; o artigo não inclui análise de dados demográficos. Ofereço ao debate as seguintes conclusões: a) Enquanto existiu o tráfico, os senhores de escravos das Américas, com exceção dos Estados Unidos, jamais desejaram a reprodução interna dos seus plantéis, e b) Se a tivessem desejado não teriam tido sucesso.

Carolina Portugal Gonçalves Da Motta

Nesse artigo analisaremos o desenvolvimento demográfico de um amplo complexo de fazendas escravistas situadas no médio Vale do Paraíba, em sua porção fluminense, entre 1868 e 1880. Partindo dos autos de avaliação das fazendas, reconstituiremos a demografia da escravidão nesses espaços e acompanharemos seu desenvolvimento nos quadros dos municípios que as acolhiam. Cotejaremos a reconstituição populacional do complexo ao quadro demográfico da escravidão no espaço do médio Vale cafeeiro fluminense, registrado em diferentes mapas e quadros elaborados pela Presidência da Província do Rio de Janeiro. Feito isso, procuraremos dimensionar em termos econômicos e demográficos a força da escravidão nos últimos grandes espaços escravistas da América.

Cleybe Lopes

A intenção do artigo é entender a forma como se encaixa dentro do pensamento uma vertente específica do Marxismo, o Marxismo Analítico (MA). Iniciada no fim da década de 1970, o essa corrente de língua inglesa do Marxismo pode grosseiramente ser resumida enquanto uma aproximação entre Marx e o mainstream da ciência econômica contemporânea. Para alcançar nosso objetivo, utilizamos as análises do Marxismo enquanto um Programa de Pesquisa Científico (PPC- como formulado por Lakatos) para compreender até que ponto o MA pode ser considerado uma contribuição progressista para o PPC. A conclusão final é que o MA não deve ser considerado parte de um PPC Marxista.

Taynara Gomes; Ana Cláudia Cardoso; Ana Carolina Melo; Luna Barros Bibas

Este trabalho analisa a possibilidade de abordagem do Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX. Um de seus objetivos é argumentar a favor da possibilidade da existência de pensamentos econômicos nacionais em detrimento da visão que entende a teoria econômica como universal. Além disso, sustentamos a ideia de que é possível, no caso do Brasil, abordar a questão a partir do século XIX, ao contrário de grande parte dos estudos sobre Pensamento Econômico Brasileiro, que concentram suas abordagens no século XX e na problemática da superação do subdesenvolvimento. Assim, discutimos a formação das ideias, do Brasil e suas interpretações, relacionando-as ao Pensamento Econômico Brasileiro e suas possibilidades de abordagem. Procuramos discutir teórica e metodologicamente a questão da universalidade e da nacionalidade na teoria econômica, negando a primeira e afirmando a segunda, propondo que faz sentido, além de ser fundamental, considerar a teoria econômica e seu pensamento a partir das especificidades de cada nação. Disso deriva o Pensamento Econômico Brasileiro, resultado de análises e, muitas vezes, de adaptações e da difusão de teorias produzidas em outros contextos, a partir de nossas particularidades e condição periférica, o que lhe confere originalidade e importância. A partir disso, argumentamos que ser factível abordar o tema tendo como referência o século XIX. O que nos leva a analisar alguns trabalhos que abordaram o tema, ilustrando, desta forma, a questão metodológica.

Henrique Oswaldo Gama Torres; Júnia Marçal Rodrigues; Allan C Q Barbosa; Thiago A H Rocha

O Plano de Metas foi fundamental para a mudança estrutural produtiva do Brasil no final dos anos 1950, aumentando a participação relativa da indústria na economia e encadeando o desenvolvimento industrial para setores mais complexos e intensivos em tecnologia. Uma questão importante é como o Plano de Metas influenciou setores industriais específicos, como o de máquinas e equipamentos. O objetivo do artigo é examinar a evolução da estrutura empresarial e financeira da indústria de máquinas e equipamentos no Brasil, por meio da análise de balanços e registros de documentos na Junta Comercial da Romi e Dedini, as maiores empresas nacionais produtoras de máquinas-ferramentas e equipamentos agrícolas, respectivamente, diante das políticas econômicas derivadas do Plano de Metas, no período de 1955 a 1961. As principais conclusões foram que as políticas do período impactaram positivamente no investimento e negativamente na rentabilidade das empresas nacionais de máquinas e equipamentos.

Matthew French

Na freguesia de São José do Rio das Mortes, entre os anos de 1795 e 1831, um de cada dois e um de cada 2,5 chefes de fogo respondiam por um domicílio com escravos. A dispersão da posse mancípia foi responsável por um grupo heterogêneo de senhores que constituiu um ponto intermediário basilar para a manutenção do escravismo. Ao examinar dois conjuntos de listas nominativas, um rol de confessados de fins do século XVIII e partes do censo provincial do segundo quarto do século XIX, pudemos demonstrar como, de acordo com o tamanho da escravaria, o perfil dos senhores variava: partindo de uma base diversificada, constituídas por homens e mulheres, negros e pardos, livres e libertos, e tornando-se mais homogêneo (mais masculino e branco) à medid

Andréia Maria Assunção Batista

O presente artigo estuda os violentos processos de conquista dos sertões de Mariana, procurando iluminar as experiências dos diferentes grupos da comunidade local, por intermédio da prosopografia. Empregando uma vasta e diversificada documentação dos arquivos e instituições de memória de Minas Gerais e Lisboa, desvendamos os interesses e ganhos dos homens e mulheres que contribuíram com ouro e gêneros (porcos, farinha e munições) para as expedições de conquistas nos sertões dos índios ʼBotocudosʼ. Desvendaremos os negócios, os interesses e os perfis socioeconômicos dos contribuintes nessa guerra contra os indígenas.

Elisa Rocha; Fernanda Salles; Ivana Villefort

Trabalho propõe reinterpretação alternativa acerca do Tratado de Methuen, que firmado em dezembro de 1703, estabelecia conveniências à exportação de vinhos portuguessa à Inglaterra, e panos ingleses a Portuga. Assentado em eixo geopolítico de análise pretende-se reinserí-lo à luz de seus condicionantes históricos particulares. Busca-se reenquadrar Portugal e o Tratado de Methuen à conjuntura imediata da Guerra de Sucessão Espanhola (1701-1715), ao mesmo tempo, que intenta-se recuperá-lo a partir de quadro ampliado, que recue à Guerra de Restauração (1640-1668) e perspasse reinserção do Estado português e de seu império ulttramarino no sistema internacional coetâneo.

Júlia Almeida Calazans

Este artigo visa discutir a relação entre o início do processo de industrialização brasileiro, sob a égide do desenvolvimentismo, e a forma de urbanização dele decorrente. Nesse panorama, a produção espacial da região da Pampulha, em Belo Horizonte, é emblemática: desenvolvida a partir da década de 30 enquanto reservatório de água, durante o mandato do prefeito Juscelino Kubitschek localidade passou por um processo de urbanização - podendo ser entendida como a materialização da ideologia do desenvolvimentismo em seus primórdios. Como afirmou Niemayer, ʼPampulha foi o início de Brasíliaʼ. Assim, a região que foi produzida, em um primeiro momento, para atender a uma demanda de infraestrutura aeroportuária e de abastecimento hídrico e, em seguida, a fim de oferecer uma opção de moradia alternativa (para além da Zona Sul) para as elites belorizontinas, foi uma demonstração clara da intervenção do Estado sobre o espaço nacional em formação. O papel das ideias e sua relação com as opções políticas da época é ressaltado neste artigo a partir da análise dos relatórios enviados pelos prefeitos (Negrão de Lima e JK) ao governador da época (Benedito Valadares). Paralelamente, este artigo busca responder à seguinte pergunta: 75 anos depois de sua construção, é possível afirmar que a Pampulha atendeu aos seus objetivos? Em outros termos, este projeto desenvolvimentista foi bem-sucedido perante aos intuitos da época? Para responder, ainda que parcialmente, a questão da Pampulha enquanto espaço privilegiado de moradia para as elites examinou-se os dados do mercado imobiliário atual da região. Essa exploração faz uso do método de classificação Fuzzy Clustering Analysis. Conclui-se que o objetivo principal de JK foi alcançado, embora a Pampulha tenha reproduzido os mesmos padrões de segregação das outras experiências de planejamento.

Ricardo José Dos Santos; Ana Paula Macedo De Avellar

A ideia de que a ciência econômica molda a realidade mais do que apenas o descreve é o entendimento geral do significado da ʼtese de performatividadeʼ. Este texto busca discutir, à luz desta tese, a prática e proposições dos economistas teóricos. Os economistas fazem modelos que procuram captar a realidade, mas ao mesmo tempo buscam moldar o comportamento dos indivíduos (inclusive de maneira profunda) e das instituições. Ao mesmo tempo, as instituições e o comportamento individual interagem entre si coerentemente por meio destas mesmas teorias econômicas. Por fim, o artigo discute também a relação entre estrutura social e teoria econômica.

Taiana Fortunato Araujo; Eduardo Sá Barreto; Maria Tereza Leopardi Mello

Este trabalho objetiva discutir a produção literária a respeito do fenômeno da pobreza e sua conceituação, contemplando as múltiplas dimensões aplicadas ao tema, além de discorrer sobre como este fenômeno tem sido tratado atualmente, tanto no Brasil quanto no estado de Minas Gerais. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, de caráter descritivo. A superação da visão da pobreza enquanto apenas insuficiência monetária e a adoção de um caráter multidimensional na sua discussão aumenta a complexidade das estratégias de aplicação de políticas públicas, já que leva em conta outros aspectos, como os fatores sociais, culturais e subjetivos.

Liana Bohn; Eva Yamila Da Silva Catela

O processo de transição do trabalho escravo para o livre no Brasil no final do século XIX e início do XX adquiriu matizes variadas em um amplo espectro difícil de ser entendido em sua totalidade. De acordo com o ʼespaçoʼ, o ʼperfilʼ e as ʼ conjunturasʼ econômicas, as formas de trabalho e remuneração variaram bastante. O trabalho busca entender parte deste mosaico ao analisarmos um conjunto de 11 ʼcadernetasʼ que envolvem as relações de trabalho e crédito de mais de 200 ex-escravos entre 1888 até 1897, além de trabalhadores imigrantes e livres à época da escravidão em uma grande unidade cafeeira, a Fazenda Boa Esperança, propriedade do Barão de São José das Três Ilhas, na região da Zona da Mata mineira.

Gabriela Freitas Da Cruz

Neste artigo, imbricamos na tentativa de melhor entender e contribuir para a discussão do chamado ʼenigma mineiroʼ. Tendo como recorte espacial a Freguesia de Guarapiranga e posterior Vila de Piranga, a partir dos dados obtidos na Lista Nominativa de 1831/32 e em inventários post-mortem da segunda metade do Oitocentos, analisamos variáveis como a idade dos escravos, a razão criança/mulher e discutimos a questão da reprodução natural das escravarias, aventando a possibilidade de ter existido crescimento vegetativo da população escrava piranguense, ajudando na manutenção do escravismo antes e após o fim do tráfico internacional.

Todos os Trabalhos

Kalline Silveira

O envelhecimento populacional já é evidente na atualidade no Brasil. Vários estudos têm a apresentado o idoso numa situação de ganhos em relação às condições de vida e maior inserção social, fato que favorece a manutenção e/ou a formação de novos vínculos afetivos e sexual. Este estudo objetiva investigar a influência de fatores demográficos, socioeconômicos, além de analisar condicionantes relacionados à morbidade auto referida e aos hábitos de vida sobre a sexualidade do idoso atendido nas Unidades de Saúde da Família (USF) da Cidade de Natal - Rio Grande do Norte (RN). A fonte de dados foi uma pesquisa de campo não probabilística que contou com a participação de 1068 idosos dimensionada proporcionalmente ao total de idosos atendidos em cada uma das USF em quatro Distritos de Saúde na cidade do Natal realizada em 2011. Como estratégia metodológica, utilizou-se a análise descritiva exploratória e a testes de associação de qui-quadrado de Pearson, com um nível de significância de 5%, assim como, o modelo de regressão logística, tendo a atividade sexual como variável dependente e aquelas que formaram o perfil sociodemográfico e epidemiológico do idoso, como variáveis independentes. Os resultados mostraram que os idosos com maior atividade sexual seriam os idosos do sexo masculino, considerados mais jovens - com idades entre 60 e 69 anos, , pardos e casados/unidos. No perfil epidemiológico, percebeu-se que a incidência de doenças como osteoporose e depressão são fortes indicadores de inatividade sexual e que os idosos considerados ʼindependentesʼ no estudo apresentam chances bem superiores de ter atividade sexual frente aqueles que foram classificados como ʼdependentesʼ.

Helder Lara Ferreira Filho; Jefferson Fraga; Breno Filippe Oliveira Cabido

O objetivo deste artigo é analisar a pauta de exportação do Brasil e de Minas Gerais sob a Abordagem da Complexidade. Além da análise setorial, verificamos o Espaço do Produto brasileiro e mineiro, com enfoque no conceito de Vantagem Comparativa Revelada, e também o Índice de Complexidade Econômica. A partir disso, observa-se que a pauta exportadora de ambos tem ficado mais concentrada em poucos produtos, e de menor intensidade tecnológica; ambos têm se situado predominantemente na periferia do Espaço do Produto e precisam traçar estratégias no sentido de desenvolver novas capacitações e aprimorar as já existentes.

Flávio Rocha Puff

O atual trabalho é um esforço preliminar na tentativa de compreender a importância das universidades na organização do espaço urbano, dando a devida atenção às especificidades do caso em questão, tendo como objeto de análise a Escola de Minas de Ouro Preto, instituição essa que estabelece, sobretudo a partir da transferência da capital da provincia mineira para Belo Horizonte, uma força centralizadora na conformação da cidade.

Natalia Aguiar Mol; Larissa De Souza Silva; Jupira Gomes Mendonça

O atual trabalho é um esforço preliminar na tentativa de compreender a importância das universidades na organização do espaço urbano, dando a devida atenção às especificidades do caso em questão, tendo como objeto de análise a Escola de Minas de Ouro Preto, instituição essa que estabelece, sobretudo a partir da transferência da capital da provincia mineira para Belo Horizonte, uma força centralizadora na conformação da cidade.

Mateus Andrade

Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do pensamento econômico de Celso Furtado acerca da inflação no período de 1949 a 1964, abrangendo a gênese e desenvolvimento da teoria estruturalista. O trabalho conclui que desde o início do ínterim o autor já observava o fenômeno inflacionário em algum grau de maneira autóctone, e suas ideias fundamentais foram definidas ainda no ano de 1952. Para Furtado a causa última da inflação no país residia na ausência de um projeto autêntico de desenvolvimento. O artigo também possui como objetivo acompanhar a transição do campo da teoria econômica para o delineamento de diretrizes políticas, ao incorporar a análise do Plano Trienal.

Aline Cristina Cruz; Jaine Cristina Ferreira; Daniela Almeida Raposo Torres

Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do pensamento econômico de Celso Furtado acerca da inflação no período de 1949 a 1964, abrangendo a gênese e desenvolvimento da teoria estruturalista. O trabalho conclui que desde o início do ínterim o autor já observava o fenômeno inflacionário em algum grau de maneira autóctone, e suas ideias fundamentais foram definidas ainda no ano de 1952. Para Furtado a causa última da inflação no país residia na ausência de um projeto autêntico de desenvolvimento. O artigo também possui como objetivo acompanhar a transição do campo da teoria econômica para o delineamento de diretrizes políticas, ao incorporar a análise do Plano Trienal.

Daniela Almeida Raposo Torres; Bruna Lívia Martins; Amanda Almeida Raposo

O presente artigo tem como proposta discutir alguns aspectos relacionados à dinâmica dopequeno comércio e da atuação dos agentes mercantis nas Minas setecentistas.Para tanto, três pontos foram destacados: estabilidade, diversificação ehierarquia. No primeiro ponto buscamos medir a longevidade dos comerciantes à frente de seus estabelecimentos comerciais através da seriação e quantificaçãodos registros de coimas e fianças e almotaçaria ao longo do período de nosso recorte. Quanto à diversificação das atividades procuramos perceber, por meiodo método de cruzamento de fontes, o envolvimento dos pequenos comerciantes em diferentes atividades econômicas, medindo assim suas respectivas capacidades de ampliação de seus negócios individualmente e em grupo.

Felipe Miranda De Souza Almeida; Cristiana Tristão Rodrigues

O presente artigo tem como proposta discutir alguns aspectos relacionados à dinâmica dopequeno comércio e da atuação dos agentes mercantis nas Minas setecentistas.Para tanto, três pontos foram destacados: estabilidade, diversificação ehierarquia. No primeiro ponto buscamos medir a longevidade dos comerciantes à frente de seus estabelecimentos comerciais através da seriação e quantificaçãodos registros de coimas e fianças e almotaçaria ao longo do período de nosso recorte. Quanto à diversificação das atividades procuramos perceber, por meiodo método de cruzamento de fontes, o envolvimento dos pequenos comerciantes em diferentes atividades econômicas, medindo assim suas respectivas capacidades de ampliação de seus negócios individualmente e em grupo.

Michel Cândido De Souza; Ramon Goulart Cunha; Fernanda Finotti Cordeiro Perobelli; Fernando Salgueiro Perobelli

O objetivo deste trabalho é avaliar a estrutura evolutiva de endividamento das principais empresas de capital aberto da economia brasileira. Além disso, busca-se por meio deste estudo analisar como tal estrutura de endividamento impacta o investimento agregado. O método de insumo-produto foi utilizado como forma de captar a relação sistêmica da configuração da dívida das empresas brasileiras e em sequência uma análise em painel é realizada. Os resultados apontam para a importância dos multiplicadores de longo prazo na determinação do investimento agregado setorial. De forma contrária, os multiplicadores de curto prazo e Patrimônio Líquido não foram estatisticamente significativos.

Gustavo Resgala

Esta reflexão visa explorar as relações entre pobreza urbana e desenvolvimento, abordando o processo de produção do espaço periférico urbano e a criação de moedas sociais locais. A análise tem em vista a classificação de Lefebvre dos diferentes processos componentes da produção do espaço junto à distinção entre urbano enquanto processo socioespacial emancipatório e urbano industrial, advindo unicamente da lógica de industrialização. Assim, experiências comunitárias de questionar o sistema monetário (e demais aspectos da lógica hegemônica) e de promover alterações locais nas relações econômicas, sociais e políticas, configuram a demarcação de um território onde ganha força a diferença e a criatividade.

Bárbara Braga Penido Lima

Este trabalho tem como objetivo demonstrar, através de análise histórica e de dados estatísticos, a influência da atividade econômica mineratória nas Minas Gerais do século XVIII no desenvolvimento da culinária mineira. Destaca-se também o uso da análise espacial para identificar o impacto da mobilidade demográfica, do processo migratório e ocupacional durante este período e suas influências sobre a constituição da culinária mineira. Esta demonstração será iniciada pelos aspectos econômicos e sociais de Minas Gerais no século XVIII e finalizada pelas análises sobre a formação da culinária mineira e da sua importância na história e na cultura de Minas Gerais.

Marco Tulio Aniceto França; Rafael Dos Santos Gutterres

Este trabalho tem como objetivo demonstrar, através de análise histórica e de dados estatísticos, a influência da atividade econômica mineratória nas Minas Gerais do século XVIII no desenvolvimento da culinária mineira. Destaca-se também o uso da análise espacial para identificar o impacto da mobilidade demográfica, do processo migratório e ocupacional durante este período e suas influências sobre a constituição da culinária mineira. Esta demonstração será iniciada pelos aspectos econômicos e sociais de Minas Gerais no século XVIII e finalizada pelas análises sobre a formação da culinária mineira e da sua importância na história e na cultura de Minas Gerais.

Daniel Brant Costa; Cláudio Burian Wanderley

Nos termos da teoria da Triple-Helix III, as organizações e arranjos institucionais híbridos gerados através da interação das três hélices demandam do Governo um arcabouço normativo apto a estimular o desenvolvimento de ambiente de cultura de inovação. Alguns dos mecanismos utilizados para tanto são os parques tecnológicos e as políticas de incentivo. Neste contexto, através da análise econômica do direito foi averiguada a legislação que regulamenta os incentivos estaduais e municipais destinados às empresas do Porto Digital e do Parque Tecnológico de Belo Horizonte, sendo ao final proposto um modelo de estrutura legal de incentivos adequado ao ordenamento jurídico pátrio.

Felipe Duarte

Durante período significativo do século XX, entre as décadas 1930-1970, o debate sobre o modo de produção vigente nas origens da formação econômico-social brasileira e sua forma de transformação ganha centralidade nos círculos políticos e intelectuais da esquerda, em especial, entre marxistas. A controvérsia sobre os modos de produção brasileiros se estabelece a partir da análise das questões da realidade brasileira, como forma de orientação das possíveis estratégias políticas a serem adotadas visando a possibilidade da revolução no Brasil. O objetivo aqui é apresentar autores representativos desta tradição que desenvolveram posições significativas no debate: Caio Prado Junior, Nelson Werneck Sodré e Jacob Gorender.

Luiza Braga; Beatriz Almeida; Cristiana Rodrigues; Valquíria Bisarro

Durante período significativo do século XX, entre as décadas 1930-1970, o debate sobre o modo de produção vigente nas origens da formação econômico-social brasileira e sua forma de transformação ganha centralidade nos círculos políticos e intelectuais da esquerda, em especial, entre marxistas. A controvérsia sobre os modos de produção brasileiros se estabelece a partir da análise das questões da realidade brasileira, como forma de orientação das possíveis estratégias políticas a serem adotadas visando a possibilidade da revolução no Brasil. O objetivo aqui é apresentar autores representativos desta tradição que desenvolveram posições significativas no debate: Caio Prado Junior, Nelson Werneck Sodré e Jacob Gorender.

José Newton Coelho Meneses

O objetivo deste artigo é discutir a criação da Escola Superior de Agricultura e Veterinária (ESAV) na década de 1920 e compreender os motivos e a importância de sua criação para o desenvolvimento da economia de Minas Gerais no período. As questões que orientam este trabalho são as seguintes: Qual a contribuição que um estabelecimento de instrução agronômica daria a Minas Gerais e ao Brasil? Quais lacunas seriam preenchidas com a criação da ESAV no sentido de proceder a investigações e pesquisas e a ministrar ensinamentos de interesse agrícola à população do estado? Para responder tais questões, utilizamos como fontes boletins informativos, boletins de ex-alunos da ESAV; relatórios provenientes do Arquivo Central e Histórico da UFV e relatórios de presidente do estado de Minas Gerais.

Larissa De Souza Silva; Fabiana Oliveira Araújo

O objetivo deste artigo é discutir a criação da Escola Superior de Agricultura e Veterinária (ESAV) na década de 1920 e compreender os motivos e a importância de sua criação para o desenvolvimento da economia de Minas Gerais no período. As questões que orientam este trabalho são as seguintes: Qual a contribuição que um estabelecimento de instrução agronômica daria a Minas Gerais e ao Brasil? Quais lacunas seriam preenchidas com a criação da ESAV no sentido de proceder a investigações e pesquisas e a ministrar ensinamentos de interesse agrícola à população do estado? Para responder tais questões, utilizamos como fontes boletins informativos, boletins de ex-alunos da ESAV; relatórios provenientes do Arquivo Central e Histórico da UFV e relatórios de presidente do estado de Minas Gerais.

Ana Luísa Moreira Silva

Este artigo apresenta uma síntese de parte da produção historiográfica que diz respeito a Juiz de Fora, tendo como ponto de partida a análise de inúmeras referências bibliográficas que fazem menção à história econômica da cidade e região. Como é notoriamente conhecida a existência de uma vasta produção sobre a história local, além de inúmeros fragmentos de História depositados em nossos arquivos e museus, desta maneira, sugerimos uma reflexão sobre determinados pontos que nos ajudam a compor a escrita do passado desta comunidade, bem como revelar alguns dos resultados materiais dos processos sociais, estes que, por sua vez, se projetam o tempo na forma de historiografia.

Vinicius Paulino Fidelis

Este artigo apresenta uma síntese de parte da produção historiográfica que diz respeito a Juiz de Fora, tendo como ponto de partida a análise de inúmeras referências bibliográficas que fazem menção à história econômica da cidade e região. Como é notoriamente conhecida a existência de uma vasta produção sobre a história local, além de inúmeros fragmentos de História depositados em nossos arquivos e museus, desta maneira, sugerimos uma reflexão sobre determinados pontos que nos ajudam a compor a escrita do passado desta comunidade, bem como revelar alguns dos resultados materiais dos processos sociais, estes que, por sua vez, se projetam o tempo na forma de historiografia.

Sarah Lima Queiroz; Iracy Silva Pimenta; Samuel Soares Da Silva; Cristiana Tristão Rodrigues

Problematização do papel de Frei José Mariano da Conceição Veloso como divulgador de saberes para estimular a economia rural do mundo português do início do século XIX, através da produção de manuais técnicos. À luz de complexas propostas econômico-políticas iluministas ele elabora um projeto editorial, conjugando matrizes de conhecimento agrícola e de história natural europeias com interesses econômicos da Monarquia portuguesa. Associa, sobretudo, tais saberes a uma realidade ʼbrasileiraʼ que ele conhece e elege como alvo. A comunicação centra-se em dois fatores distintos: o tipo de leitores a ser atendidos e o repertório de leituras propícias para a busca produtiva.

Arthur Ramos

Problematização do papel de Frei José Mariano da Conceição Veloso como divulgador de saberes para estimular a economia rural do mundo português do início do século XIX, através da produção de manuais técnicos. À luz de complexas propostas econômico-políticas iluministas ele elabora um projeto editorial, conjugando matrizes de conhecimento agrícola e de história natural europeias com interesses econômicos da Monarquia portuguesa. Associa, sobretudo, tais saberes a uma realidade ʼbrasileiraʼ que ele conhece e elege como alvo. A comunicação centra-se em dois fatores distintos: o tipo de leitores a ser atendidos e o repertório de leituras propícias para a busca produtiva.

Lúcia Regina Centurião

O presente artigo é um estudo de caso ocorrido em um dos hospitais da UFMG. A documentação encontra-se no Centro de Memória da Medicina e terá os nomes dos envolvidos preservados. Trata-se de um processo administrativo movido por uma funcionária do Hospital que foi agredida e humilhada por sua superior, uma irmã de caridade. O interessante desse processo são as entrelinhas dos depoimentos que nos permitem evidenciar luta de poder entre funcionários laicos e religiosos, além de preconceitos sociais e raciais. O que é mais assustador é que este fato ocorreu no final da década de 1960, anos considerados mais significativos no que tange a mudanças sociais, liberdade de expressão e comportamento.

Sandro Silva

O presente artigo é um estudo de caso ocorrido em um dos hospitais da UFMG. A documentação encontra-se no Centro de Memória da Medicina e terá os nomes dos envolvidos preservados. Trata-se de um processo administrativo movido por uma funcionária do Hospital que foi agredida e humilhada por sua superior, uma irmã de caridade. O interessante desse processo são as entrelinhas dos depoimentos que nos permitem evidenciar luta de poder entre funcionários laicos e religiosos, além de preconceitos sociais e raciais. O que é mais assustador é que este fato ocorreu no final da década de 1960, anos considerados mais significativos no que tange a mudanças sociais, liberdade de expressão e comportamento.

Cassiano Ricardo Dalberto

Este trabalho visa caracterizar no espaço a pobreza extrema nos municípios de Minas Gerais, segundo informações de 2010, bem como analisar possíveis processos de dependência espacial do fenômeno e suas relações com outras variáveis socioeconômicas, em especial com a diversidade produtiva das cidades. Para tanto, são utilizadas diferentes técnicas de análise de clusters, além de regressões econométricas espaciais. Os resultados apontam uma notável polarização norte-sul da miséria no Estado, bem como sugerem que municípios mais diversificados tendem a ter menor incidência desta. Ainda, verifica-se que tal fenômeno pode se disseminar e se reforçar através de um processo de defasagem espacial.

Maria Cristina De Azevedo

Atrelada a conjuntura interpretativa acerca do reordenamento do espaço produtivo da capitania, a historiografia mineira recente destacou a tendência de concentração das posses de cativos nas primeiras décadas do século XIX. Preocupada em sustentar argumentos que mostravam diversificação produtiva e inversão de capitais da mineração ao setor agropecuário, negligenciaram elementos explicativos do contexto socioeconômico mais amplo. A partir de minuciosa análise da estrutura da posse de escravos numa região que se mostrou fecunda ao estudo das transições ocorridas na capitania de Minas Gerais, este artigo mostra como a concentração do capital escravista mercantil caminhou de mãos dadas à acentuação das desigualdades na sociedade mineira, redefinindo os significados de ser senhor de escravo.

Daniela Luiz Silva; Soraia Luiz Silva

Atrelada a conjuntura interpretativa acerca do reordenamento do espaço produtivo da capitania, a historiografia mineira recente destacou a tendência de concentração das posses de cativos nas primeiras décadas do século XIX. Preocupada em sustentar argumentos que mostravam diversificação produtiva e inversão de capitais da mineração ao setor agropecuário, negligenciaram elementos explicativos do contexto socioeconômico mais amplo. A partir de minuciosa análise da estrutura da posse de escravos numa região que se mostrou fecunda ao estudo das transições ocorridas na capitania de Minas Gerais, este artigo mostra como a concentração do capital escravista mercantil caminhou de mãos dadas à acentuação das desigualdades na sociedade mineira, redefinindo os significados de ser senhor de escravo.

Mariana Guedes Raggi

O arraial de Baependi foi erigido em Vila em 19 de julho de 1814, no contexto de ampliação de vilas na Capitania de Minas Gerais. A crescente edificação de capelas e igrejas - na sede e freguesias que compunham o seu termo -, as obras de ornamentação interna da igreja matriz e a confirmação de compromissos de irmandades leigas foram movimentos concorrentes à iniciativa de ordenação da sede da vila. Estes aspectos parecem favorecer a leitura das transformações sociais e econômicas que estavam em curso naquela região, na primeira metade do século XIX.

Jader Fernandes Cirino

O arraial de Baependi foi erigido em Vila em 19 de julho de 1814, no contexto de ampliação de vilas na Capitania de Minas Gerais. A crescente edificação de capelas e igrejas - na sede e freguesias que compunham o seu termo -, as obras de ornamentação interna da igreja matriz e a confirmação de compromissos de irmandades leigas foram movimentos concorrentes à iniciativa de ordenação da sede da vila. Estes aspectos parecem favorecer a leitura das transformações sociais e econômicas que estavam em curso naquela região, na primeira metade do século XIX.

Guilherme Z. P. Custódio; Marcos Minoru Hasegawa

Após várias evoluções na teoria econômica e na condução da política monetária pelo mundo, surgiu um novo paradigma de gestão de política macroeconômica centrado no regime de metas de inflação. Tal regime se caracterizou por gerar pequena oscilação do produto e da taxa de inflação onde quer que tenha sido adotada, produzindo o que foi denominado pela literatura econômica de ʼGrande Moderaçãoʼ. No Brasil, o regime foi adotado em 1999. Este estudo comparou o comportamento das variáveis macroeconômicas americanas, após a adoção das metas de inflação, com o comportamento das variáveis macroeconômicas brasileiras após a adoção das metas de inflação. O comportamento das variáveis brasileiras se mostrou bastante similar ao comportamento das variáveis americanas, o que sugere a existência de uma ʼGrande Moderaçãoʼ brasileira.

Anderson Cavalcante; Manuela Cardoso Leitão

O presente trabalho avalia o BDMG Acredita, um programa de direcionamento de crédito que intermedia recursos do Oportunidades para a Maioria, do BID, para fomento de atividades econômicas de pequenas e microempresas. Após avaliação, concluiu-se que o programa foi capaz de direcionar seus desembolsos ao público-alvo, mas não da forma prevista. Desde Outubro de 2014, o produto apresenta altos índices de inadimplência, contrastando com a percepção de clientes de que é adequado para a realidade das microempresas. As hipóteses para tal ineficiência são as falhas na estratégia de oferta, o não acompanhamento dos clientes e a crise brasileira.

Elaine Anastácia De Sousa; Ananda Vieira Moraes; Suely Maria Rodrigues; Carlos Alberto Dias; Marileny Boechat Frauches

A Atenção Primária à Saúde (APS) baseia-se em ações de promoção, prevenção da saúde, sendo o acesso de primeiro contato, um dos seus atributos essenciais. O estudo teve por objetivo avaliar a quali–dade da APS na perspectiva do idoso, tomando por referência o acesso de primeiro contato. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de corte transversal, com abordagem quantitativa. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi o Primary Care Assessment Tool - Brasil versão Adulto. Os dados revelaram alto percentual de reconhecimento do usuário pelo serviço de saúde. A utilização dos serviços de saúde representa um ponto favorável para as políticas públicas de prevenção a agravos e determinantes sociais e de saúde.

Maira Paulo; Rogerio Souza; Warley Cardoso

O mercado de trabalho tem uma forte ligação com os ciclos econômicos da economia, onde a oferta de emprego oscila em consonância com a evolução do PIB. Diante do momento enfrentado por todo Brasil, é importante verificando as flutuações ocorridas desde os momentos que antecederam o inicio da recessão econômica até o momento atual no Norte de Minas e compreender as características dos trabalhadores admitidos e demitidos nessa região. Foram utilizadas análises descritivas a partir dos dados do CAGED do Ministério do Trabalho entre janeiro de 2013 a fevereiro de 2016.

André Mourthé De Oliveira; Cláudia Júlia Guimarães Horta

Ao reconstituir a trajetória profissional e intelectual do político Affonso Penna, entre 1874 e 1906, este trabalho busca discutir os repertórios de seus discursos, relacionados à organização do ensino profissional em Minas Gerais, com objetivo de alcançar o engrandecimento mineiro. Pretende compreender o horizonte de expectativas referente às noções de progresso associadas a um projeto de modernidade, segundo as perspectivas de Affonso Penna sobre os programas de instrução pública que procurava instituir no Estado, utilizados como argumentos políticos para atingir o desenvolvimento econômico e social, com destaque para o período entre 1891 e 1906.

Isaac Cassemiro Ribeiro

Ao reconstituir a trajetória profissional e intelectual do político Affonso Penna, entre 1874 e 1906, este trabalho busca discutir os repertórios de seus discursos, relacionados à organização do ensino profissional em Minas Gerais, com objetivo de alcançar o engrandecimento mineiro. Pretende compreender o horizonte de expectativas referente às noções de progresso associadas a um projeto de modernidade, segundo as perspectivas de Affonso Penna sobre os programas de instrução pública que procurava instituir no Estado, utilizados como argumentos políticos para atingir o desenvolvimento econômico e social, com destaque para o período entre 1891 e 1906.

Aline Mello; Bernardo Campolina

Para entender a estrutura e dinâmica do setor agrícola em Minas Gerais, utiliza-se o método Shift-Share para análise da variação no valor de produção a nível regional nos anos de 2000 e 2010, desagregando as fontes dessa variação. A hipótese é de que há diferenciações regionais provocadas, particularmente, pela expansão agrícola nos Cerrados. Os resultados mostram que há importantes diferenças regionais no estado e a expansão da produção, principalmente nas áreas de cerrado, esteve associada ao aumento da área ocupada pela agropecuária e não a um aumento da produtividade, que embora seja significativo não foi o principal fator de crescimento.

Vasconcelos Reis Wakim; Elizete Aparecida De Magalhães; Adriano Provezano Gomes

Este estudo objetivou verificar se as ações desenvolvidas pelo poder público estão sendo eficientes na promoção de práticas ambientalmente e socialmente corretas que promovam a maximização do bem-estar. A técnica empregada foi a Data Envelopment Analysis. Na sequência, estimou-se um modelo Tobit para identificar os determinantes dos escores de eficiência. Como principais resultados, foram encontrados 17 municípios com eficiência máxima e foram identificadas como variáveis relevantes para explicar os escores, a densidade populacional, proporção de população urbana e existência de conselho municipal de meio ambiente. Concluiu-se que os municípios ineficientes devem aperfeiçoar a forma de desenvolver as suas ações socioambientais para que possam ter um desempenho mais satisfatório, melhorando, portanto, a sua Responsabilidade Social.

Daniela Almeida Raposo Torres; Filipe Carvalho Vieira; Aline Cristina Cruz; Norberto Martins Vieira; Débora Cristina Silva Ribeiro; Letícia Aparecida Dos Santos Macedo

O artigo objetiva identificar a relação de dependência entre o sistema financeiro e o sistema de inovação para os municípios do estado de Minas Gerais entre 2000 e 2012, com base na literatura Keynesiana e Schumpeteriana. Os resultados empíricos confirmam a importância de ciência, da renda interna bruta municipal e do crédito financeiro para aumentos no índice de progresso tecnológico das economias municipais mineiras. Conclui-se pela necessidade de adoção de políticas de estímulo ao desenvolvimento tanto do sistema financeiro, quanto do sistema regional de inovações da economia, visando elevar o crescimento de maneira sustentável nas localidades em voga.

Jéssica Maria Lopes Ribeiro; Maria Elizete Gonçalves; Luciene Rodrigues; Maria Ivanilde Pereira Santos

Minas Gerais caracteriza-se por uma grande heterogeneidade socioeconômica entre e inter-regional. A proposta desse estudo é verificar se houve redução das disparidades regionais relacionadas ao desenvolvimento, entre 2000 e 2010, e se há associação espacial entre os gastos em educação e desenvolvimento. Além da análise descritiva e de correlação, foi aplicada a análise espacial (AEDE). Os principais resultados mostram que existe dependência espacial nos municípios (e mesorregiões) do estado de Minas Gerais, quando se consideram os gastos per capita com educação e o IDH-M. É possível afirmar que a localização geográfica é importante na determinação do desenvolvimento econômico e humano.

Tatiana Cristina Brant; Ricardo Alexandrino Garcia; Carlos Fernando Ferreira Lobo

O presente estudo examina se o desenvolvimento regional e a desigualdade estão relacionados à saída de população na região, tomando como referencia as melhorias da desigualdade de renda no Brasil nos últimos anos. Ainda, é objetivo deste trabalho correlacionar algumas das variáveis demográficas e sociais aos termos propostos. Será oferecida uma breve revisão da literatura concernente à migração, desenvolvimento e desigualdade social e, em seguida, realizar-se-á uma análise de dados através da correlação de variáveis como população residente, população urbana, população rural, taxa de fecundidade, esperança de vida ao nascer, razão de dependência e emigração, Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Índice de Gini, Rendimentos médios dos ocupados, Renda per capita, Renda per capita dos pobres, Renda per capita dos extremamente pobres e Renda per capita dos vulneráveis. Parte dos resultados encontrados neste estudo corrobora com outros estudos já realizados sobre a região, porém peculiaridades encontradas referentes à relação entre emigração, desenvolvimento e desigualdade abrem espaço para novos questionamentos e o aprofundamento das investigações.

Jayne Cecília Martins; Evandro Camargos Teixeira

O presente artigo deseja relacionar educação com o perfil da família. Buscamos verificar a hipótese de que as mudanças nas estruturas familiares afetam o desempenho escolar dos alunos. Como o desempenho escolar pode ser afetado por características individuais e infraestrutura da escola, utilizaremos o modelo hierárquico com dois níveis. Os resultados encontrados corroboram com a hipótese, ou seja, diferentes estruturas familiares afetam o desempenho dos alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental, porém, o mesmo não pode ser atribuído aos indivíduos do 3º do ensino médio. E ainda, é necessário destacar que os indivíduos provindos de lares monoparentais possuem menor desempenho comparado aos demais.

Aderbal Damasceno; Dyeggo Guedes

Resumo Esse trabalho desenvolve uma análise empírica sobre as relações entre abertura financeira, acumulação de capital e produtividade. Utilizando dados para 88 países em desenvolvimento durante o período 1980-2009, serão estimadas equações de crescimento para o estoque capital e produtividade. O trabalho contribui para a literatura em 3 dimensões: i) utiliza ampla amostra de países em desenvolvimento durante longo período; ii) utiliza medidas mais acuradas de estoque de capital e produtividade; iii) testa um amplo conjunto de relações não lineares. Os resultados sugerem: i) não há evidências de que a abertura financeira estimula o crescimento do estoque de capital e da produtividade; ii) não há evidências de que o efeito da abertura financeira sobre o crescimento do estoque de capital e da produtividade depende das características políticas, institucionais e econômicas nos países da amostra.

Alan Vítor Coelho Neves; Eduardo Luiz Gonçalves Rios-Neto; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira

O objetivo deste trabalho é investigar se houve um aproveitamento do dividendo demográfico referente ao ensino superior entre 1991 e 2010 e quais os fatores intervenientes. A análise dos resultados mostra que não houve esse aproveitamento, apesar da expansão de matrículas no período. Foi possível chegar a essa constatação na medida em que o efeito da pressão demográfica sobre a probabilidade de cursar ou ter cursado uma graduação não foi o esperado em cada ano com vistas a ter esse aproveitamento. Os fatores que mais intervieram foi a restrição de oferta desse nível de ensino e problemas de fluxo escolar.

Mirela Castro Santos Camargos; Luiza De Marilac Souza; Juliana De Lucena Ruas Riani; Adriana Miranda-Ribeiro; Karina Rabelo Leite Marinho

O objetivo foi investigar a redes de apoio aos idosos, constituída, dentre outros, por seus familiares, amigos, vizinhos e/ou empregados domésticos. Foram considerados três tipos de arranjos domiciliares, incluindo idosos que moravam: (a) sozinhos, (b) apenas com o cônjuge e (c) com familiares. A população-alvo foi composta por pessoas de 60 anos e mais, de ambos os sexos que, em 2014, residiam no município de Belo Horizonte (MG). Foram realizadas entrevistas em profundidade com 27 idosos, residentes em diferentes regionais do município. Não foram observadas grandes diferenças em termos de apoio e relações de troca entre os três arranjos selecionados.

Thiago Mendes Rosa; Flávio De Oliveira Gonçalves; Keli Rodrigues De Andrade; Luiz Rubens Camara De Araújo

O objetivo desse trabalho foi identificar as dimensões mais relevantes da pobreza entre as famílias do Distrito Federal, a partir do Cadastro Único. Diferentemente do que tem sido comum na literatura, as dimensões da pobreza foram extraídas endogenamente, a partir de uma análise fatorial por componentes principais, aplicada às características socioeconômicas das famílias. O estudo identificou cinco dimensões que caracterizam a pobreza no DF, listadas em ordem de importância: i) condições de habitação; ii) acesso ao ensino médio; iii) existência de dependência infantil na família; iv) vulnerabilidade financeira (trabalho formal e renda); e v) acesso ao ensino fundamental.

Cláudio Soares Barros Barros

O presente estudo apresenta uma aproximação entre a história da família e a demografia histórica, buscando relacionar as transformações impressas na estrutura familiar brasileira a partir do marco histórico nomeado conflito de gerações contextualizado na década de 1970 e, reconhecidamente elemento desencadeador de mudanças significativas no perfil familiar nas décadas seguintes. A demografia histórica consiste a base desse estudo e, ao longo das abordagens, busca construir argumentações instituídas nas análises dos elementos relacionados ao ambiente das famílias centralizadas e urbanizadas, relacionadas à mobilidade das pessoas, no sentido espacial e social, seu nível de envolvimento com a família, o grupo de parentesco, a comunidade local e outros grupos dessa natureza. Apresenta ainda, a estrutura familiar como uma natureza volúvel e fluida e sua efemeridade a partir da transição conceitual de valores e modelos instituídos na tradição familiar e, posteriormente destituídos, gradativamente, de seu significado e de seu rigor social.

Lediany Freitas De Campos; Nildred Stael Fernandes Martins; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira; Rodrigo Ferreira Simões

O objetivo é analisar como o nível de desenvolvimento urbano das estruturas produtivas das microrregiões de Minas Gerais afeta a probabilidade de um indivíduo estar ou não ocupado no mercado de trabalho. Para tanto, estimou-se um modelo logístico hierárquico de dois níveis, com dados do Censo (2010). Constatou-se que a probabilidade do indivíduo estar ocupado é maior se ele for homem, branco, residir na área rural, ser mais velho e mais escolarizado. Ademais, os atributos urbanos das microrregiões, por meio da taxa de urbanização e da densidade de serviços modernos, têm influência positiva sobre a condição de ocupação dos indivíduos, porém, pouco representativa, comparada aos atributos individuais.

Gustavo Lobo; Francisco Cassuce; Jader Cirino

Neste trabalho construiu-se um modelo hierárquico em dois níveis, compreendendo tanto variáveis referentes ao background familiar do aluno (1° nível) quanto do tipo de escola (2° nível), a fim de identificar os fatores determinantes do desempenho escolar e qual a proporção explicada da variância total das notas por cada agrupamento. Utilizaram-se os microdados do ENEM para alunos nordestinos do 3° ano do ensino médio na prova de matemática em 2013. Verificou-se que 15.28% da variância total das notas é explicada pelas diferenças entre escolas e variáveis como a escolaridade dos pais e nível de renda, tiveram impactos positivos no desempenho.

Luccas Attílio; Thiago Oliveira

Belo Horizonte, cidade idealizada no final do século XIX, assume desde sua inauguração o compromisso de ser uma cidade moderna. A monumentalidade do projeto e o traçado imposto pelos idealizadores revelam uma cidade contraditória e conflituosa desde sua origem. O descompasso entre o planejado e o produzido apresenta-se na espacialidade da Praça da Estação as primeiras expressões e manifestações da modernidade. As metamorfoses urbanas são percebidas nessa primeira centralidade econômica a partir do incipiente movimento industrial da capital mineira.

Marcos Antônio Nunes; Ricardo Alexandrino Garcia

Belo Horizonte, cidade idealizada no final do século XIX, assume desde sua inauguração o compromisso de ser uma cidade moderna. A monumentalidade do projeto e o traçado imposto pelos idealizadores revelam uma cidade contraditória e conflituosa desde sua origem. O descompasso entre o planejado e o produzido apresenta-se na espacialidade da Praça da Estação as primeiras expressões e manifestações da modernidade. As metamorfoses urbanas são percebidas nessa primeira centralidade econômica a partir do incipiente movimento industrial da capital mineira.

Fabiana Araújo; Eduardo Motta; Luciana Servo; Harley Silva; Ian Almeida; Júlia Calazans

Esse trabalho tem como objetivo apresentar algumas características da população atingida pelo rompimento da barragem de contenção de rejeitos da mineradora Samarco, no Município de Mariana, Minas Gerais. Ao mesmo tempo, busca apresentar uma caracterização desse tipo de barragem e apresentar algumas características da empresa diretamente responsável por sua gestão. Os municípios atingidos, localizados na Bacia do Rio Doce, são de pequeno e médio porte e, em sua maioria, apresentam indicadores socioeconômicos inferiores à média do Estado. Desses, apenas Mariana tinha empresa diretamente relacionada a atividade mineradora. A mineração, especialmente de minério de ferro, pode afetar territórios inteiros. Seus impactos são subdimensionados nos momentos que entram em operação.

Igor Santos Tupy; Fernanda Faria Silva; Marco Aurélio Crocco

Este artigo analisa a distribuição espacial das atividades financeiras entre os municípios de Minas Gerais à luz da Teoria do Lugar Central a partir da construção de um indicador de desenvolvimento para as atividades financeiras (IDAF), usando Análise de Componentes Principais, e da estimação de um modelo espacial. Os resultados encontrados corroboram a relevância da centralidade como determinante da configuração locacional das atividades financeiras no estado de Minas Gerais, evidenciando a importância das economias externas, sobretudo economias de localização devido à especialização e economias de urbanização ligadas à estrutura de transporte e comunicação e de serviços públicos.

Norberto Martins Vieira; Igor Luiz Soares De Souza

Utilizou-se o método de Constant Market Share, desagregando o crescimento das exportações em três efeitos distintos: efeito crescimento mundial, efeito destino e efeito competitividade. Como resultados, observou-se que apesar dos produtos de maior valor adicionado, de maior intensidade tecnológica, estarem ganhando competitividade no cenário internacional, sua baixa representatividade na pauta exportadora de MG faz com que tal crescimento possua pouca relevância para o estudo. Por outro lado, as matérias-primas cresceram principalmente pelo efeito de crescimento do comércio mundial, confirmando a premissa de que pode existir um processo de desindustrialização não só no estado de Minas Gerais, mas no Brasil todo.

Bruno Perosa; Clesio Marcelino De Jesus; Antonio Cesar Ortega

O artigo analisa os principais elementos envolvidos na formação do arranjo produtivo da cachaça em Minas Gerais. Analisou-se o processo de articulação com vistas à constituição da Indicação de Procedência da Cachaça Artesanal denominada ʼRegião de Salinasʼ. A metodologia compreendeu revisão bibliográfica, análise de documentos de organizações representativas e estudo de caso por meio de entrevistas. Constatou-se que além de constituir uma atividade econômica importante para a região, a produção de cachaça está fortemente vinculada a outros aspectos da identidade local, constituindo-se, assim, uma ideia guia com potencial impacto sobre desenvolvimento territorial por meio de outras atividades econômicas.

João Carlos Resende

O presente artigo objetiva, através de um estudo de caso, descrever e analisar a trajetória da formação de fortuna de um casal de migrantes portugueses que chegou à capitania de Minas Gerais nas primeiras décadas do século XVIII. Abrindo lavras de extração aurífera e fundando fazenda de produção agropecuária, o alferes Antônio Ribeiro da Silva e sua esposa Antônia Maria de Almeida alicerçaram fortuna de grande vulto para época, e podem exemplificar, em sua trajetória, os caminhos de muitos imigrantes que vieram para a América na busca pelas riquezas que a extração aurífera prometia, porém, encontrando-as, na empresa agropecuária.

Flavio Riani; Célio Marcos Pontes De Albuquerque

O presente artigo objetiva, através de um estudo de caso, descrever e analisar a trajetória da formação de fortuna de um casal de migrantes portugueses que chegou à capitania de Minas Gerais nas primeiras décadas do século XVIII. Abrindo lavras de extração aurífera e fundando fazenda de produção agropecuária, o alferes Antônio Ribeiro da Silva e sua esposa Antônia Maria de Almeida alicerçaram fortuna de grande vulto para época, e podem exemplificar, em sua trajetória, os caminhos de muitos imigrantes que vieram para a América na busca pelas riquezas que a extração aurífera prometia, porém, encontrando-as, na empresa agropecuária.

Michel Deliberali Marson

O artigo discute em que medida o conceito de causação cumulativa (em geral) permite superar as dificuldades relacionadas ao conceito de equilíbrio para se pensar em desenvolvimento econômico e apresenta o conceito de causação cumulativa de Myrdal (em particular). Para além de argumentar que a abordagem de Myrdal consiste em um arcabouço amplo que incorpora elementos pós-keynesianos, institucionalistas e evolucionários, analisamos alguns trabalhos de Setterfield como um desdobramento do pensamento de Myrdal. Nosso argumento é de que através de uma visão holística do sistema econômico que combina distintas vertentes, pode-se tratar o tema desenvolvimento econômico combinando questões relacionadas ao crescimento econômico com a análise histórica da evolução das instituições. Para ilustrar discutimos a incorporação de path-dependency, lock-in e institutional interrelatedness em um modelo proposto por Setterfield.

Tiago Diniz

O artigo discute em que medida o conceito de causação cumulativa (em geral) permite superar as dificuldades relacionadas ao conceito de equilíbrio para se pensar em desenvolvimento econômico e apresenta o conceito de causação cumulativa de Myrdal (em particular). Para além de argumentar que a abordagem de Myrdal consiste em um arcabouço amplo que incorpora elementos pós-keynesianos, institucionalistas e evolucionários, analisamos alguns trabalhos de Setterfield como um desdobramento do pensamento de Myrdal. Nosso argumento é de que através de uma visão holística do sistema econômico que combina distintas vertentes, pode-se tratar o tema desenvolvimento econômico combinando questões relacionadas ao crescimento econômico com a análise histórica da evolução das instituições. Para ilustrar discutimos a incorporação de path-dependency, lock-in e institutional interrelatedness em um modelo proposto por Setterfield.

Tatiana Massaroli Melo

Este artigo analisa os padrões de comportamento inovativo de diferentes países com o propósito de verificar a existência de um gap tecnológico entre o Brasil e os países tecnologicamente mais dinâmicos desta amostra, os quais serão chamados de fronteira tecnológica. A metodologia proposta consiste na análise de correspondência, realizada a partir de um conjunto de indicadores de inovação elaborados com base na Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC) do IBGE e do CommunityInnovationSurvey (CIS). Com base em quatro indicadores de inovação setoriais construídos para o Brasil e um conjunto de dez países europeus, foram elaboradas as análises de correspondência, considerando as seguintes dimensões: (i) país-indicador; (ii) setor-indicador.

Luiza De Marilac Souza

Este artigo pretende analisar o caso de um negócio de gado feito no ano de 1869 por um jovem fazendeiro que buscava uma estratégia de produção e manutenção de riqueza em um distrito ainda escravista dentro da comarca do Rio das Mortes voltado para a economia de abastecimento interno do Brasil imperial. Buscamos compreender quais foram os fatores que influenciaram o resultado final de sua empreitada após uma análise de suas ações e da sociedade em que estava inserido.

Mario Rodarte; Mateus Andrade; Rodrigo Costa; João Gomes; Gabriel Lacerda; Paulo Rocha Júnior

Este artigo pretende analisar o caso de um negócio de gado feito no ano de 1869 por um jovem fazendeiro que buscava uma estratégia de produção e manutenção de riqueza em um distrito ainda escravista dentro da comarca do Rio das Mortes voltado para a economia de abastecimento interno do Brasil imperial. Buscamos compreender quais foram os fatores que influenciaram o resultado final de sua empreitada após uma análise de suas ações e da sociedade em que estava inserido.

Paula Chaves Teixeira Pinto

O objetivo do artigo é examinar a evolução da constituição de empresas na economia do estado de São Paulo, baseado no comércio e na manufatura, por meio do registro de contratos comerciais de empresas na Junta Comercial de São Paulo entre 1911 e 1920. O trabalho utiliza dados de todos os 5.915 contratos de empresas registradas no período. Entre os principais resultados do artigo destaca-se que a atividade comercial foi a grande responsável pelo empreendimento na economia paulista na década de 1910. A manufatura foi mais afetada pelos efeitos restritivos de guerras do período. A queda nos registros de empresas teve início em 1913, possivelmente reflexo da crise econômica internacional decorrente da Guerra dos Bálcãs e reforçada pela Primeira Guerra Mundial. Na produção houve substituição de importações de mercadorias e direcionamento da atividade comercial externa para a interna. A recuperação da crise ocorreu com capacidade instalada no início da década, mas também com esforço de diversificação produtiva nos setores de insumos e equipamentos. A maioria das firmas constituídas em São Paulo apresentava característica de média e pequena empresa, com organização simples e com propriedade familiar ou com sociedade entre conhecidos.

Pedro Henrique Torres; Marisa Dos Reis A. Botelho

O objetivo do artigo é examinar a evolução da constituição de empresas na economia do estado de São Paulo, baseado no comércio e na manufatura, por meio do registro de contratos comerciais de empresas na Junta Comercial de São Paulo entre 1911 e 1920. O trabalho utiliza dados de todos os 5.915 contratos de empresas registradas no período. Entre os principais resultados do artigo destaca-se que a atividade comercial foi a grande responsável pelo empreendimento na economia paulista na década de 1910. A manufatura foi mais afetada pelos efeitos restritivos de guerras do período. A queda nos registros de empresas teve início em 1913, possivelmente reflexo da crise econômica internacional decorrente da Guerra dos Bálcãs e reforçada pela Primeira Guerra Mundial. Na produção houve substituição de importações de mercadorias e direcionamento da atividade comercial externa para a interna. A recuperação da crise ocorreu com capacidade instalada no início da década, mas também com esforço de diversificação produtiva nos setores de insumos e equipamentos. A maioria das firmas constituídas em São Paulo apresentava característica de média e pequena empresa, com organização simples e com propriedade familiar ou com sociedade entre conhecidos.

Carlos Alberto Dias; Marcela Otoni Pereira; Adriene De Freitas Moreno Rodrigues; Marileny Boechat Frauches Brandão; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues

Objetivo verificar conformidade das estratégias utilizadas na assistência pré-natal com normas preconizadas pelo PHPN em Governador Valadares. Estudo observacional, descritivo, longitudinal, de abordagem quantitativa. Dados coletados em entrevista domiciliar com gestantes cadastradas no SISPRENATAL a partir de Julho/2013. PHPN está implantado em todas ESFʼs do município possibilitando acesso a ações de prevenção e promoção da saúde das gestantes. Evidenciou-se que na medida em que são somadas as variáveis consultas e exames básicos, os percentuais diminuem. Há necessidade de maior atenção ao teste de HIV e avaliação sistemática no município para proporcionar intervenções oportunas pela melhoria de qualidade da atenção pré-natal.

Micael Alves Dos Santos

Introdução: a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença crônica não transmissível (DCNT) que acomete milhares de pessoas e está associada a fatores de risco modificáveis e não-modificáveis, mas ambos passíveis de intervenção por atenção integral ao paciente hipertenso. Dadas as alterações econômicas, epidemiológicas e sociais, reconhece-se a necessidade de investimentos no manejo de doenças crônicas como a HAS. Objetivo: apresentar os conhecimentos e percepções de pacientes hipertensos sobre a hipertensão arterial. Metodologia: estudo de modelo transversal, descritivo, com abordagem qualitativa, que apresenta resultados parciais obtidos a partir de dados coletados junto a 35 sujeitos participantes de uma pesquisa, de ambos os sexos, cuja amostra é constituída por 160 pacientes hipertensos, funcionalmente independentes, de ambos os sexos, com idade maior que 40 anos, cadastrados em Estratégias de Saúde da Família (ESF) da zona urbana do município de Governador Valadares e sorteados aleatoriamente. Foi utilizado Roteiro de Entrevista Semiestruturado com perguntas relacionadas aos objetivos propostos neste trabalho. Resultados: observou-se que a maioria dos pacientes possui algum conhecimento sobre o que é hipertensão arterial, bem como da sua manifestação clínica. Observou-se, também, que na presença de baixo grau de instrução e deficiente educação em saúde, menor era o conhecimento dos pacientes, o que pode implicar em baixa adesão ao tratamento e comprometimento do estado de saúde dos pacientes. Considerações finais: o paciente esclarecido e orientado possui maiores condições de reconhecimento de sua condição patológica e conduzir hábitos de vida saudáveis. Ainda que com baixo grau de instrução, todo paciente deve ser educado para que o mesmo desenvolva ações conducentes à sua saúde.

Helena Lopes; George Gomes; Juliana Calixto; Eduardo Ribeiro

Na década de 1850, o Império, através de políticas econômicas e sociais, determinou uma profunda transformação do Brasil, em direção a uma economia de mercado, que eventualmente teve efeitos que se somaram às transformações inerentes à própria dinâmica interna da economia e população de Minas Gerais. A compilação e sistematização dos dados do início da décadas de 1860 de censos domiciliares de 36 paróquias da porção central e meridional da Província possibilitou uma análise mais detalhada das transformações econômicas e demográficas, tendo como comparação, o estado da população e da economia três décadas antes. Nesse período, detectou-se redirecionamento demográfico e virtuosismo econômico, de um lado, de regiões envolvidas direta ou indiretamente à produção de exportação, em especial do café; e, de outro lado, das regiões que sediavam parte mais expressiva da rede de cidades e, também, do mercado interno. No âmbito da organização doméstica da produção, observou-se que a elevação do preço dos escravos, somados a outros fatores, acabaram por determinar uma redistribuição dos escravos, diminuindo o contingente de domicílios com pequenas posses de escravos e aumentando a quantidade de domicílios sem escravos.

André Felipe Dutra Martins Rocha Elias

Na década de 1850, o Império, através de políticas econômicas e sociais, determinou uma profunda transformação do Brasil, em direção a uma economia de mercado, que eventualmente teve efeitos que se somaram às transformações inerentes à própria dinâmica interna da economia e população de Minas Gerais. A compilação e sistematização dos dados do início da décadas de 1860 de censos domiciliares de 36 paróquias da porção central e meridional da Província possibilitou uma análise mais detalhada das transformações econômicas e demográficas, tendo como comparação, o estado da população e da economia três décadas antes. Nesse período, detectou-se redirecionamento demográfico e virtuosismo econômico, de um lado, de regiões envolvidas direta ou indiretamente à produção de exportação, em especial do café; e, de outro lado, das regiões que sediavam parte mais expressiva da rede de cidades e, também, do mercado interno. No âmbito da organização doméstica da produção, observou-se que a elevação do preço dos escravos, somados a outros fatores, acabaram por determinar uma redistribuição dos escravos, diminuindo o contingente de domicílios com pequenas posses de escravos e aumentando a quantidade de domicílios sem escravos.

Kênia Barreiro De Souza; Aline Souza Magalhães; Terciane Sabadini Carvalho; Edson Paulo Domingues

O primeiro semestre de 2015 foi marcado por elevações nos preços de energia elétrica, fruto dos problemas de geração hídrica e da utilização de geração térmica na oferta de energia. Neste contexto, o objetivo deste trabalho é analisar os impactos econômicos das mudanças nos preços da energia elétrica em Minas Gerais, identificando o papel das modificações de preços por categoria de consumo. Utilizando um modelo de equilíbrio geral computável, as simulações mostram que ajustes de preços em direção ao consumo final tendem a ser menos negativos do que as elevações de preços de energia sobre setores produtivos, especialmente na indústria.

Patrícia Nasser De Carvalho; Patricia De Carvalho

No auge da crise econômica europeia, em setembro de 2011, completou cinquenta anos que o ensaio do economista canadense, Robert Mundell, sobre a Teoria das Áreas Monetárias Ótimas (AMO) foi publicado. Mundell argumentou, em síntese, que para a realização de uma união monetária, os trabalhadores e os capitais deveriam estar aptos a se mover dentro das fronteiras da maneira mais livre possível. Além disso, a sua teoria previa que as taxas de câmbio fixas seriam mais apropriadas para áreas intimamente integradas por meio de trocas comerciais. No atual contexto de crise econômica da zona do euro, na qual aparentemente as condições admitidas por Mundell encontram mais dificuldades, os políticos europeus vêm apresentando propostas para maior coordenação entre as suas políticas econômicas sem muito sucesso. Neste sentido, a proposta deste trabalho é debater a Teoria AMO e inseri-la dentro deste contexto de crise que a Europa vive. Entende-se que a Teoria AMO é limitada em sua capacidade de explicar a integração monetária europeia e a crise do euro, em particular, porque está pautada na teoria metalista da moeda. Defende-se aqui a tese de que outra concepção de moeda, baseada na abordagem cartalista, é mais consistente para a compreensão da fragilidade fundamental da AMO e, consequentemente, da crise zona do euro.

Geraldo Alemandro Leite Filho; Fabiana Siqueira Alves Martins; Fernanda Oliveira Alves; Janete Aparecida Ribeiro Alves

A educação se tornou um consenso, até mesmo um truísmo, do discurso político contemporâneo. Este trabalho pretende investigar como a teoria do capital humano inseriu a Economia no debate educacional e, articulada com o regime neoliberal, pôde colocar a educação no centro da política econômica. Em uma perspectiva foucaultiana, pretende-se averiguar em que medida essa centralização ocorreu de forma seletiva, promovendo uma ressignificação da educação. A análise procura contextualizar o surgimento da teoria do capital humano na história do pensamento econômico, bem como sua influência sobre as políticas educacionais orientadas pelo Banco Mundial.

Kellen Cristina Silva

A educação se tornou um consenso, até mesmo um truísmo, do discurso político contemporâneo. Este trabalho pretende investigar como a teoria do capital humano inseriu a Economia no debate educacional e, articulada com o regime neoliberal, pôde colocar a educação no centro da política econômica. Em uma perspectiva foucaultiana, pretende-se averiguar em que medida essa centralização ocorreu de forma seletiva, promovendo uma ressignificação da educação. A análise procura contextualizar o surgimento da teoria do capital humano na história do pensamento econômico, bem como sua influência sobre as políticas educacionais orientadas pelo Banco Mundial.

Alisson Eugênio

O trabalho objetiva compreender as origens e transformações da escola das estruturas sociais de acumulação (EESA), tendo como foco as modificações do seu principal conceito. O conceito de estrutura social de acumulação foi elaborado, no contexto da economia política radical, para criar um nível intermediário de análise entre uma teoria abstrata do capitalismo e o âmbito empírico. Ao longo da evolução histórica da EESA, esta se afastou de considerações teóricas acerca das características fundamentais do modo de produção capitalista e acabou adotando posições pré-teóricas acerca dessas características. Por isso, a EESA teve de reformular seu conceito central nos últimos anos.

Daniela Goes Paraiso Lacerda; Danielle Ramos De Miranda Pereira; Fátima Beatriz Carneiro Teixeira Pereira Fortes

O trabalho objetiva compreender as origens e transformações da escola das estruturas sociais de acumulação (EESA), tendo como foco as modificações do seu principal conceito. O conceito de estrutura social de acumulação foi elaborado, no contexto da economia política radical, para criar um nível intermediário de análise entre uma teoria abstrata do capitalismo e o âmbito empírico. Ao longo da evolução histórica da EESA, esta se afastou de considerações teóricas acerca das características fundamentais do modo de produção capitalista e acabou adotando posições pré-teóricas acerca dessas características. Por isso, a EESA teve de reformular seu conceito central nos últimos anos.

Carla Souza; Raimundo Leal Filho; Raquel Viana

O presente trabalho pretende observar os traços gerais da desigualdade intra e inter-regional em Minas Gerais com relação à distribuição da atividade produtiva e da renda per capita, segundo os Territórios de Desenvolvimento, no período de 2000 a 2013. Para esse estudo foram utilizados alguns dos principais indicadores de desigualdade regional que permitem identificar padrões e tendências da desigualdade inter e intraregional, tais como o coeficiente de variação ponderado de Williamson e o índice de Theil. Os primeiros resultados demonstram que, no caso de Minas Gerais no período considerado, o crescimento econômico tende a concentrou ainda mais as atividades, principalmente, no território metropolitano.

Guélmer Júnior Almeida De Faria; Maria Da Luz Alves Ferreira; Andrea Maria Narciso Rocha De Paula

Este artigo tem por objetivo contribuir para a visibilidade da componente feminina em contexto migratório interno, na perspectiva das relações de gênero e do trabalho. Aborda-se o termo migração, entendendo-o como um processo. Trata-se de um estudo exploratório da inter-relação entre as mudanças nos sistemas sociais de gênero e a mobilidade feminina. As considerações sobre as migrações internas de mulheres terão por referência um estudo exploratório com investimento bibliográfico e um estudo feito pelo Sistema Nacional de Informações de Gênero (SNIG) que integra o projeto de estruturação de um amplo Programa de Estatísticas de Gênero do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base no Censo Demográfico de 2010. Concatena-se a este estudo uma pesquisa qualitativa realizada com 6 mulheres de uma comunidade rural do Distrito de Muquém no município de Mirabela-MG, utilizando a observação participante e entrevistas em profundidades. Considera-se para a mobilidade feminina a emancipação das mulheres nas suas comunidades de origens, a predominância da ʼfeminização da pobrezaʼ e a segmentação do mercado de trabalho. O que há por trás das migrações femininas tem a ver com o curso da vida, com o empoderamento, ciclo de vida, estratégias, formação de redes dessas mulheres.

Camila Alvarenga; Marcelo José Braga

Este trabalho investiga os fatores que influenciam a escolha ocupacional no Brasil. Os grupos de ocupação considerados são: empreendedor––––es, trabalhadores de subsistência, trabalhadores formais e trabalhadores informais. São utilizados os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2013. Os resultados indicam que a atividade empreendedora no Brasil não é intensiva em capital humano, sugerindo que: (i) a mão de obra qualificada brasileira é avessa ao risco; (ii) empreendedores por necessidade são representativos da classe empreendedora. No meio rural, onde o trabalho para subsistência tem maior aderência, mulheres não casadas têm maior probabilidade de produzir para consumo próprio.

Aline Cristina Cruz; Pedro Henrique Abreu Paiva; Diego Camargo Botassio

O objetivo deste trabalho é analisar como as características socioeconômicas e demográficas do trabalhador de Minas Gerais afetam sua probabilidade de compor específicas faixas salariais. Para tal, utiliza-se o Censo Demográfico de 2010 a partir do modelo Logit para estimação das regressões. Os resultados indicam que indivíduos do sexo masculino, brancos com ensino superior completo, alocados no setor financeiro e residentes no Triângulo Mineiro possuem maior probabilidade de compor faixas salariais de níveis elevados em relação aos demais. Em suma, a qualificação do trabalhador prevalece como essencial determinante de melhores oportunidades no mercado de trabalho estadual.

Miguel Bruno; Ricardo Caffe

As tendências das taxas de lucro e de acumulação são indicadores fundamentais nas análises das crises econômicas. Essas variáveis respondem pelas trajetórias de crescimento econômico e são condicionadas pela distribuição funcional da renda. A deterioração da conjuntura macroeconômica a partir de 2014, no Brasil, tem sido frequentemente atribuída pela ortodoxia a erros inerentes à chamada ʼnova matrizʼ de política econômica. Entretanto, o exame das taxas de lucro e de acumulação, imediatamente após o impacto da crise americana em 2009, aponta para a reafirmação de fatores estruturais, característicos da economia brasileira atual, que não poderiam ser superados por medidas anticíclicas.

Janaína Guiginski; Simone Wajnman

O objetivo do presente trabalho é verificar se há indícios da existência do prêmio salarial masculino do casamento no Brasil. Para tanto, foram analisados os salários de homens urbanos ocupados na posição de empregado ou conta própria, com idade entre 25 e 49 anos. Os resultados, obtidos por meio de métodos estatísticos diversos, apontaram para sinais do prêmio do casamento para os homens brasileiros. A associação positiva entre a presença de cônjuge e o salário-hora dos homens foi maior para trabalhadores por conta própria, o que contraria a hipótese inicial de que o prêmio do casamento seria maior para empregados.

Eduardo Albuquerque

Este artigo busca colocar a discussão contemporânea sobre revoluções tecnológicas em perspectiva histórica. A primeira seção apresenta Marx como um pioneiro na descrição de revoluções tecnológicas, a segunda seção apresenta a elaboração de Kondratiev e sua incorporação por Schumpeter, a terceira sumariza os debates no pós-guerra e a emergência de elaboração neo-schumpeterina, a quarta seção organiza um diálogo entre a elaboração neo-schumpeteriana e a abordagem dos ciclos sistêmicos de acumulação para lidar com periodizações do capitalismo e a sexta seção conjectura sobre especificidades da revolução tecnológica atual.

Larissa Giardini Simões

Investiga-se de que maneira indivíduos com atributos produtivos semelhantes mas de diferentes gêneros são remunerados de forma distinta, de acordo com o setor produtivo que estão inseridos. São estimados: densidade dos rendimentos; decomposição Oaxaca-Blinder do diferencial de rendimentos para quantificar a discriminação por setor; e modelo hierárquico, que inclui à equação de rendimentos variáveis de nível setorial (intensidade setorial masculina e de graduados). Foram encontrados diferentes perfis de discriminação em cada setor, mas esses não podem ser explicados pela intensidade setorial masculina e de graduados. Encontram-se variações salariais explicadas pelo enquadramento setorial e as intensidades explicam 63,05% da variância de rendimento encontrada entre os setores.

Rafael Campos; Dênis Cunha; Newton Bueno

O objetivo deste estudo foi o de identificar se, por meio de apenas líderes de opinião, se é possível disseminar informações e novas práticas sustentáveis no Perímetro de Irrigação Gorutuba, no semiárido do norte de Minas Gerais. Metodologicamente, as abordagens de Dinâmica de Sistemas, Modelagem Baseada em Agentes e Análise de Redes Sociais foram utilizadas na construção de um modelo de simulação computacional híbrido. Os resultados permitiram concluir que políticas que visem aperfeiçoar o fluxo de informações para elevar a resiliência de sistemas desse tipo devem se basear na focalização de agentes líderes.

Daniel Penido De Lima Amorim; Antônio Artur De Souza

O presente estudo objetivou apresentar a distribuição geográfica e a caracterização assistencial dos hospitais filantrópicos da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Para isso, foram utilizados os dados disponibilizados no DATASUS. A análise mostrou a predominância de hospitais gerais sobre hospitais especializados, sendo os gerais distribuídos individualmente pelos municípios menores, enquanto os especializados concentram-se na capital. O número de leitos de hospitais filantrópicos por habitantes cresceu tanto no total da RMBH, quanto na capital e nos municípios menores. Itaguara destacou-se como o município com mais leitos por habitantes, dentre aqueles que contam com um único hospital, sendo este filantrópico.

Marcelo Soares Bandeira De Mello Filho

Este artigo tem como objetivo explorar as relações mercantis entre a província de Minas Gerais e o Rio de Janeiro, através do estudo da rede de negócios que ligou a comarca do Rio das Mortes à capital do Império. Para tanto, recorremos ao caso do fazendeiro mineiro Gervásio Pereira Alvim e seus contatos firmados na praça carioca e em outras praças da província de Minas Gerais, na segunda metade do século XIX.

Debora Freire Cardoso; Edson Domingues; Gustavo Britto

Este artigo tem como objetivo explorar as relações mercantis entre a província de Minas Gerais e o Rio de Janeiro, através do estudo da rede de negócios que ligou a comarca do Rio das Mortes à capital do Império. Para tanto, recorremos ao caso do fazendeiro mineiro Gervásio Pereira Alvim e seus contatos firmados na praça carioca e em outras praças da província de Minas Gerais, na segunda metade do século XIX.

Guilherme Leite Paiva; Gabriel Vaz De Melo

Este estudo investiga a presença de clusters criativos nos municípios médios brasileiros em 2010 e pretende avançar na metodologia de identificação proposta por Machado, Simões e Diniz (2013). A análise das cidades médias evidencia a criação de tipologias e diferenças nos padrões das aglomerações criativas. Utilizou-se o método multivariado de fuzzy cluster aplicado a indicadores construídos e diferentes dados disponibilizados pelo IBGE, DATASUS e FINBRA. A partir de critérios específicos foram escolhidos um total de seis clusters para a amostra. Analisou-se à disposição, localização geográfica e os resultados encontrados para cada cluster, sendo que quatro apresentaram um padrão mais aparente.

Natália Dias Andrade De Faria; Paula Haddad

Este artigo teve como objetivo buscar correlações entre o desenvolvimento municipal, através do IDHM, e a ocorrência de emigração internacional na Mesorregião do Vale do Rio Doce. Buscamos descobrir se este índice se apresentaria como atração e expulsão de população ou se nos permitiria medir os resultados migratórios. Após o cálculo das variáveis proporção de emigrantes em relação à população municipal e variação do IDHM dos municípios em relação à Minas Gerais, especializamos seus valores. Utilizado este conjunto de técnicas, buscamos identificar padrões e correlação espacial para as variáveis em questão. Nossos resultados se mostraram especialmente interessantes para explicar fatores de atração e expulsão tanto na escala estadual quanto mesorregional. Por outro, não verificamos associação entre resultados migratórios positivos e a ocorrência de emigração internacional.

Bárbara Coelho; Felipe Lacerda Diniz Leroy; Lorena Rayssa De Andrade Sapori; Marconi Martins De Laia; Heloisa Gonçalves Albanes; Claudio Burian Wanderley

Este artigo analisa os determinantes da remuneração feminina para as doze mesorregiões de Minas Gerais, utilizando dados do Censo 2010. Atualmente, as mulheres possuem participação significativa no mercado de trabalho, são importantes fontes de renda para a família e para a economia. Apesar das diferenças socioeconômicas das regiões analisadas, os resultados indicam que variáveis como idade e escolaridade tem um efeito positivo sobre a remuneração. Quanto ao número de filhos, a cor e a vivência com um cônjuge, esses impactam negativamente renda a mulher.

Pérola Maria Goldfeder; Castro

Quais as fontes que podemos utilizar para compreendermos o pensamento sociocultural, político e econômico de uma sociedade do século XIX mineiro? Inúmeras. Contudo, poucos são os trabalhos que se pautam na imagem como fonte e objeto histórico. A imagem - no caso, obras de arte - não pode ser desconectada do seu espaço de criação, ou seja, os elementos socioculturais são importantíssimos para a configuração da representação. Dessa forma, nosso artigo tem a pretensão de apresentar uma visão sobre o Comendador João Batista Machado, homem proeminente da vila de São João Del Rei, que já foi estudado por pesquisadores pelas fontes documentais, mas nunca pela imagem.

Letícia Vargas Bento; Cláudio Burian Wanderley

Quais as fontes que podemos utilizar para compreendermos o pensamento sociocultural, político e econômico de uma sociedade do século XIX mineiro? Inúmeras. Contudo, poucos são os trabalhos que se pautam na imagem como fonte e objeto histórico. A imagem - no caso, obras de arte - não pode ser desconectada do seu espaço de criação, ou seja, os elementos socioculturais são importantíssimos para a configuração da representação. Dessa forma, nosso artigo tem a pretensão de apresentar uma visão sobre o Comendador João Batista Machado, homem proeminente da vila de São João Del Rei, que já foi estudado por pesquisadores pelas fontes documentais, mas nunca pela imagem.

Guilherme Marques Moura

O presente trabalho propõe uma análise dos diferenciais salariais regionais, entre Betim e São Bernardo do Campo, dentro da indústria automobilística. O objetivo é investigar se indivíduos com características similares são remunerados diferentemente nas duas cidades. Para tal, utiliza-se da Decomposição de Oaxaca-Blinder, da Decomposição de Juhn, Murphy e Pierce, de Regressões Quantílicas e da Decomposição Quantílica. Os resultados indicam que grande parte do diferencial existente entre os salários médios é dada pela localização geográfica do empregado, independente do quantil de renda ou do ano. Não obstante, o trabalho realizado preencher uma lacuna dentro da pesquisa de diferenciais salariais intrasetoriais.

Luiz Carlos Day Gama; Ana Maria Hermeto

Este estudo analisa as causas dos diferenciais de rendimentos entre migrantes e não migrantes no estado de Minas Gerais. São estimadas regressões quantílicas e, com os resultados destas estimativas, são realizadas decomposições de diferenças, pelo método de Junh, Murphy e Pierce. Os resultados indicam que: i) existe desigualdade de rendimentos em favor dos migrantes, tendo crescido entre 2000 e 2010; ii) diferencias são explicados de forma diferenciada em cada quantil; iii) efeitos não observados são importantes para explicar as desigualdades; iv) entretanto, as duas fontes principais de diferenças são: habilidades observadas e retorno maior aos migrantes a estas habilidades observadas.

Josiane Castro; Savio Da Silva; Suely Rodrigues; Gulnara Cabrera-Borja

Neste artigo será analisada a dinâmica econômica do sul de Minas, a partir de alguns de seus indicadores econômicos do município de Alfenas, comparadamente com outros municípios mineiros, durante a Primeira República, com o objetivo de conhecer as características, transformações e permanências de sua economia (formada com a expansão agrícola mineira, ocorrida a partir da segunda metade do século XVIII, e organizada inicialmente para o abastecimento interno) no período em que o Brasil consolidava sua transição para a formação capitalista.

Alisson Eugênio

Neste artigo será analisada a dinâmica econômica do sul de Minas, a partir de alguns de seus indicadores econômicos do município de Alfenas, comparadamente com outros municípios mineiros, durante a Primeira República, com o objetivo de conhecer as características, transformações e permanências de sua economia (formada com a expansão agrícola mineira, ocorrida a partir da segunda metade do século XVIII, e organizada inicialmente para o abastecimento interno) no período em que o Brasil consolidava sua transição para a formação capitalista.

Bernardo Furtado; Alexandre Messa; Isaque Eberhardt; Aguinaldo Maciente

Este artigo parte da ideia de que a firma é o meio institucional para que trabalhadores atuem em conjunto e obtenham ganhos de escala, para em seguida investigar o processo de agregação de indivíduos em firmas, e identificar a dinâmica resultante. Um modelo baseado em agentes em rede é adaptado a partir de Axtell (2013) e simulado para o caso de Belo Horizonte e municípios vizinhos, com duas opções de associação em rede dos trabalhadores. Os resultados replicam dados empíricos agregados e caracterizam maior volatilidade intrínseca no modelo cuja rede de contatos é restrita a seu próprio município.

Carlos Henrique W. Guerra; Juliana Carvalho Reis

A dinâmica populacional trata da variação da quantidade de indivíduos de uma população, sendo influencia por diversos fatores. Este estudo teve como objetivo compreender a dinâmica populacional da Macrorregião de Saúde Leste de MG e sua relação com estratégia de Saúde da Família (ESF). Foram realizadas análises de correlação entre algumas variáveis estudadas e detectado redução da fecundidade e aumento da mortalidade na maioria dos municípios, pequeno aumento da taxa de crescimento populacional, e aumento no IDH. As ações da ESF contribuíram para a redução da taxa de mortalidade infantil, contudo, não reduziram as taxas de mortalidade.

Júlia Almeida Calazans

Esse trabalho pretende estudar a espacialidade da oferta dos mamógrafos em MG e os impactos dessa distribuição na probabilidade de realização do exame. Os resultados encontrados são que, em média, as mulheres com plano apresentam melhores resultados. Já as mulheres sem plano de apresentam, em média, os resultados piores. Existem também grandes disparidades regionais na quantidade de equipamentos, distância e tempo de deslocamento. A região Norte apresenta os priores resultados, já a região Centro, os melhores. Belo Horizonte destaca-se por concentrar 20% dos equipamentos. O principal resultado é que o tempo de deslocamento é importante na realização exame.

Marcelo Godoy

A construção do Estado Nacional brasileiro no século XIX implicou a montagem de uma máquina administrativa capaz de expandir a autoridade governamental por todo o território nacional. Dada a importância dos serviços públicos para a consolidação de mercados e Estados Nacionais, essa pesquisa busca contribuir para os estudos de história Econômica ao analisar alguns aspectos institucionais e financeiros que caracterizaram as reformas postais no Brasil entre 1829 e 1844. Na institucionalização do sistema postal brasileiro estavam em competição, portanto, não apenas diferentes experiências de administração pública, mas também diferentes concepções de Monarquia e arranjo institucional.

Stélio Coêlho Lombardi Filho; Ana Maria Hermeto Camilo De Oliveira

A construção do Estado Nacional brasileiro no século XIX implicou a montagem de uma máquina administrativa capaz de expandir a autoridade governamental por todo o território nacional. Dada a importância dos serviços públicos para a consolidação de mercados e Estados Nacionais, essa pesquisa busca contribuir para os estudos de história Econômica ao analisar alguns aspectos institucionais e financeiros que caracterizaram as reformas postais no Brasil entre 1829 e 1844. Na institucionalização do sistema postal brasileiro estavam em competição, portanto, não apenas diferentes experiências de administração pública, mas também diferentes concepções de Monarquia e arranjo institucional.

Luiz Antonio Do Nascimento De Sá

Nesse trabalho pretende-se analisar a relação entre as causas das mortes, o perfil demográfico dos mortos e as condições de saúde pública do município de Alfenas (como indicador do que estava ocorrendo no país), com o objetivo de investigar quais eram os problemas de saúde que mais matavam a população local e o que eles revelam sobre o quadro sanitário nacional no Brasil da Primeira República, a partir dos registros de óbitos de cemitérios municipais e da historiografia especializada no campo de estudos da história das doenças, da Medicina e da saúde. Dessa maneira, será mostrado que as causas mais freqüentes de morte daquele município na época analisada estão ligadas principalmente à pobreza, à falta de uma política de saúde pública preventiva e às limitações do saber médico e farmacêutico.

Otavio Canozzi Conceição; Marco Tulio Aniceto França

Nesse trabalho pretende-se analisar a relação entre as causas das mortes, o perfil demográfico dos mortos e as condições de saúde pública do município de Alfenas (como indicador do que estava ocorrendo no país), com o objetivo de investigar quais eram os problemas de saúde que mais matavam a população local e o que eles revelam sobre o quadro sanitário nacional no Brasil da Primeira República, a partir dos registros de óbitos de cemitérios municipais e da historiografia especializada no campo de estudos da história das doenças, da Medicina e da saúde. Dessa maneira, será mostrado que as causas mais freqüentes de morte daquele município na época analisada estão ligadas principalmente à pobreza, à falta de uma política de saúde pública preventiva e às limitações do saber médico e farmacêutico.

Guilherme Marques Moura; Luiz Felipe Oliveira Barroso

O presente trabalho propõe uma análise contrafactual de mudança locacional dos investimentos realizados pela FIAT no Brasil. O objetivo é investigar os impactos potenciais que os investimentos aportados em Goiana, Pernambuco teriam sobre sua unidade produtiva em Betim, Minas Gerais. Para tal, utiliza-se um modelo de Equilíbrio Geral Computável (EGC), construído para os municípios da Região Metropolitana de Minas Gerais. Os resultados indicam que se o investimento fosse canalizado na ampliação da fábrica em Betim, além da cidade, municípios contíguos seriam positivamente afetados, contudo as cidades mais distantes sofreriam efeitos negativos.

Luiz Paulo Fontes Rezende; Sara Gonçalves Antunes De Souza; Evaldo Henrique Silva

O artigo estuda os efeitos das externalidades espaciais sobre o nível de renda dos municípios de Minas Gerais. A educação, as inovações tecnológicas e a estrutura produtiva geram externalidades que aumentam renda, tendendo concentrá-la nos municípios próximos (dependência espacial) e dispersá-la nos mais distantes (heterogeneidade espacial). Para analisar estas externalidades, utilizaram-se as variáveis: renda (PIB), Índice de Desenvolvimento Humano Municipal-Educação, índice de Complexidade Econômica (ICE) de Hidalgo & Hausmann (2009) e estrutura de mercado. A regressão espacial entre estas variáveis revela que externalidade da educação sobre o nível de renda é maior do que da tecnologia e da estrutura produtiva.

Felipe Da Silva

Este estudo busca analisar as diferenças tecnológicas da produção agropecuária entre os municípios situados no semiárido e no não-semiárido do Nordeste brasileiro. Utiliza-se o modelo de meta-fronteira tecnológica, proposta por Battese et al. (2004) e OʼDonnell et al. (2008), para responder até que ponto essas diferenças regionais influenciam na eficiência da produção e qual o seus impacto nos municípios. Constatou-se que a hipótese de que os municípios pertencentes ao semiárido e ao não-semiárido deparam-se com diferentes oportunidades de produção. Os resultados indicaram que, quando comparadas as duas regiões, o não-semiárido possui a maior eficiência técnica média com referência a meta-fronteira.

Renan Mendes; Alfio Conti; Fabiana Araújo

Esse trabalho realiza uma discussão acerca de mudanças sofridas no objeto e no método utilizado pelos economistas ao longo do tempo. Para empreender tal objetivo, o texto traz três momentos distintos do debate desses temas. O texto pretende mostrar que de fato houve uma mudança importante naquilo que era compreendido como o objeto da economia nos tempos de Stuart Mill até os dias de hoje, e que a forma com que esse estudo foi feito também mudou nesse intervalo, apontando méritos e problemas metodológicos com que a disciplina se deparou ao longo do tempo, e também para recentes desenvolvimentos.

Gustavo Barros

Esse trabalho realiza uma discussão acerca de mudanças sofridas no objeto e no método utilizado pelos economistas ao longo do tempo. Para empreender tal objetivo, o texto traz três momentos distintos do debate desses temas. O texto pretende mostrar que de fato houve uma mudança importante naquilo que era compreendido como o objeto da economia nos tempos de Stuart Mill até os dias de hoje, e que a forma com que esse estudo foi feito também mudou nesse intervalo, apontando méritos e problemas metodológicos com que a disciplina se deparou ao longo do tempo, e também para recentes desenvolvimentos.

Mariana Nahas; Rodrigo Ferreira Simões; André Braz Golgher; Luiz Carlos Santana Ribeiro

Os efeitos locais da Indústria Extrativa Mineral sobre o desenvolvimento regional são ambíguos e pouco estudos. Para contribuir ao entendimento da mineração ao nível local este artigo busca analisar os efeitos líquidos da mineração sobre a complexificação da estrutura produtiva municipal dos maiores mineradores do estado. Para tanto, foi utilizado um conjunto de indicadores de economia regional e urbana, bem como a modelagem de painel espacial. As evidências empíricas indicam que durante a década de 2000 houve perda relativa dos diferenciais regionais de especialização e concentração produtiva nos setores complexos e altamente encadeados.

Mirela Castro Santos Camargos; Marcos Roberto Gonzaga; José Vilton Costa; Wanderson Costa Bomfim

O objetivo deste estudo foi estimar, para 1998 e 2013, a Expectativa de Vida Livre de Incapacidade Funcional (EVLI) e com Incapacidade Funcional (EVCI) para idosos de Minas Gerais. Em 2013, ao completar 60 anos, uma mulher teria uma sobrevida ativa de 19,5 anos e poderia esperar viver 4,5 anos com incapacidade funcional. Nesse mesmo ano, os valores para a população masculina seriam 18,4 e 2,7 anos, respectivamente. Os aumentos na EVLI não são estatisticamente significativos, tanto para homens quanto para mulheres, haja vista que se observa uma sobreposição nas estimativas intervalares entre 1998 e 2013 em cada sexo.

Darcilene Gomes; Soraia Aparecida Cardozo

Este artigo busca descrever os impactos das mudanças econômicas dos anos 2000 sobre o mercado de trabalho do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Observa-se que a Mesorregião se adaptou ao novo ambiente econômico a partir do aparelho produtivo herdado. O mercado de trabalho mostrou-se bastante dinâmico. Tanto a oferta de trabalho quanto a demanda de trabalho apresentaram crescimento. A ocupação cresceu, bem como a formalização dos empregos. A taxa de desocupação caiu em quase todos os municípios. A Mesorregião experimentou queda no peso da ocupação agrícola e pequeno avanço no grau de diversificação da estrutura de emprego na região.

Suzana Bastos; Jéssyka Aparecida De Souza Diniz; Admir Antônio Betarelli Filho; Bruno Silva De Moraes Gomes

A qualidade, a escassez e a alocação dos recursos hídricos brasileiro são preocupações recorrentes no debate político. Uma forma de contribuir para esse debate é analisar a qualidade dos recursos hídricos e as características socioeconômicas de alguns municípios do Estado de Minas Gerais para o ano de 2010. Para atingir esse objetivo se desenvolve um Indicador de Qualidade da Água que permite classificar os municípios mediante a articulação de duas técnicas: Análise de Componentes Principais e Cluster. Os resultados apontam que a qualidade da água é influenciada pela vulnerabilidade a pobreza, taxa de analfabetismo, mortalidade, urbanização, tratamento inadequado de água e esgoto e expectativa de vida

Tulio Chiarini; Thiago Caliari

O objetivo mais geral desse artigo é contribuir para avanços na chamada ʼeconomia da ciência e da tecnologiaʼ, encontrando elementos que ajudam a entender a produção de conhecimento científico e tecnológico no Brasil por parte das universidades e institutos de pesquisa. Para tal fim classificamos os grupos de pesquisa cadastrados no Diretório dos Grupos de Pesquisa (DGP) do CNPq e que responderam à ʼBR Surveyʼ de acordo com os quadrantes propostos por Stokes. Para isso são sugeridas medidas relativas de eficiência científica, tecnológica e interativa com empresas para as grandes áreas do conhecimento relevantes para o desenvolvimento industrial e tecnológico. Os resultados das análises descritivas e do modelo Logit Multinomial sugerem diferenças em relação às eficiências dos grupos de pesquisa, permitindo encontrar distinção em relação às grandes áreas do conhecimento nos distintos quadrantes propostos por Stokes.

Wander Ulhôa

As relações entre o nacional e o regional ganharam progressiva projeção entre as elites técnicas e empresariais de Minas Gerais no transcurso da modernização econômica brasileira (1930-1970). Desenvolveu-se compreensão crescentemente refinada dos fatores que presidiram a formação e reprodução dos desequilíbrios regionais e que responderam pelo atraso relativo da economia mineira. Em revistas de associação de classe (Associação Comercial de Minas e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), de categoria profissional (Sociedade Mineira de Engenheiros) e em revistas acadêmicas (Faculdade de Ciências Econômicas - UFMG), engenheiros, economistas e empresários apresentaram estudos e reflexões que contemplaram a demonstração do caráter desigual e concentrador do desenvolvimento brasileiro, a afirmação da crescente periferização da economia regional e a reivindicação da intervenção dos poderes públicos estadual e federal, por meio de políticas que promovessem a interiorização do desenvolvimento e afirmassem a legitimidade de regionalismo corretivo das contradições da modernização econômica nacional.

Victor Alves

As relações entre o nacional e o regional ganharam progressiva projeção entre as elites técnicas e empresariais de Minas Gerais no transcurso da modernização econômica brasileira (1930-1970). Desenvolveu-se compreensão crescentemente refinada dos fatores que presidiram a formação e reprodução dos desequilíbrios regionais e que responderam pelo atraso relativo da economia mineira. Em revistas de associação de classe (Associação Comercial de Minas e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), de categoria profissional (Sociedade Mineira de Engenheiros) e em revistas acadêmicas (Faculdade de Ciências Econômicas - UFMG), engenheiros, economistas e empresários apresentaram estudos e reflexões que contemplaram a demonstração do caráter desigual e concentrador do desenvolvimento brasileiro, a afirmação da crescente periferização da economia regional e a reivindicação da intervenção dos poderes públicos estadual e federal, por meio de políticas que promovessem a interiorização do desenvolvimento e afirmassem a legitimidade de regionalismo corretivo das contradições da modernização econômica nacional.

Islane Archanjo Rocha; Mauro Augusto Dos Santos

O presente trabalho analisa o discurso da elite política mineira a partir do estudo dos debates da Assembleia Legislativa de Minas Gerais acerca do tema da modernização dos transportes entre as décadas de 1920 e 1930, objetiva-se adicionalmente o diálogo com os trabalhos de Barbosa (2011) e Lopes (2012), que também analisaram os anais da Assembleia Legislativa para as três primeiras décadas do período compreendido como era ferroviária, ou entre 1870 e 1900.

Miguel Victor Tavares Lopes; Marcelo Magalhães Godoy

O presente trabalho analisa o discurso da elite política mineira a partir do estudo dos debates da Assembleia Legislativa de Minas Gerais acerca do tema da modernização dos transportes entre as décadas de 1920 e 1930, objetiva-se adicionalmente o diálogo com os trabalhos de Barbosa (2011) e Lopes (2012), que também analisaram os anais da Assembleia Legislativa para as três primeiras décadas do período compreendido como era ferroviária, ou entre 1870 e 1900.

Monique F. F Ferreira; Ana Paula Verona

A Taxa de Fecundidade Total (TFT) diminuiu substancialmente no Brasil nas últimas décadas, passando de 6,0 filhos em 1960 para 1,9 em 2010. Conforme projeções, o nível da fecundidade tende a continuar caindo em todo território brasileiro, sendo intensificadas pelo efeito tempo, quantum e de composição por parturição. Em contextos de baixa fecundidade, o aumento percentual de mulheres que estão no final do período reprodutivo e não tiveram filhos (childless) deve ser pauta dos demógrafos e formuladores de políticas sociais devido a necessidade de reestruturação de políticas e serviços. OBJETIVO: Caracterizar as mulheres de 40 a 49 anos que não tem filhos a partir de variáveis sociais, econômicas e culturais. METODOLOGIA: Modelo multivariado de regressão logística utilizando dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS) realizada em 2006. RESULTADOS: As childless: residem predominantemente no perímetro urbano (86,62%); se autodeclaram pardas ou brancas (respectivamente, 43,32% e 39,9%); são mais escolarizadas; 48,87% nunca se casaram; 66,35% são sexualmente ativas; 53,17%% utilizam algum tipo de método contraceptivo; a idade mediada à primeira relação sexual é de 20 anos e são predominantemente católicas (57,05%). Os resultados mostram ainda que ser solteira, ter um rendimento domiciliar igual ou maior que um salário mínimo, ter ensino fundamental completo, usar método contraceptivo, ter postergado a primeira atividade sexual, nessa ordem reduzem a chance de ter filhos. Dentre os principais razões que impactaram a decisão de não ter filhos destacam-se: ʼquerer estudar e aproveitar outras coisasʼ.

Natânia Silva Ferreira

A principal proposição desse trabalho foi estudar o processo de modernização rodoviária mineira e os seus principais condicionantes. Para isso, se buscou analisar a expansão da infraestrutura rodoviária, segundo as matrizes econômicas, técnicas e políticas que presidiram a modernização, assim como a dinâmica de concessão, financiamento e construção de vias. Concluiu-se que a expansão rodoviária mineira foi importante condicionante para a consolidação da inserção periférica do estado na divisão interregional do trabalho, pois Minas foi cortada por importantes troncos rodoviários nacionais e beneficiou-se de forma secundária da malha viária, se pautando apenas por garantir o acesso dos centros regionais mineiros aos troncos federais.

Mauricio Vitorino Saraiva; Otavio Canozzi Conceição; Marco Tulio Aniceto França

A principal proposição desse trabalho foi estudar o processo de modernização rodoviária mineira e os seus principais condicionantes. Para isso, se buscou analisar a expansão da infraestrutura rodoviária, segundo as matrizes econômicas, técnicas e políticas que presidiram a modernização, assim como a dinâmica de concessão, financiamento e construção de vias. Concluiu-se que a expansão rodoviária mineira foi importante condicionante para a consolidação da inserção periférica do estado na divisão interregional do trabalho, pois Minas foi cortada por importantes troncos rodoviários nacionais e beneficiou-se de forma secundária da malha viária, se pautando apenas por garantir o acesso dos centros regionais mineiros aos troncos federais.

Monique Fernanda Félix Ferreira; Laura Rodríguez Wong; Veneza Berenice De Oliveira

A queda da fecundidade em MG foi ligeiramente mais acentuada que a observada no país e há importantes diferenciais entre as microrregiões. Se as experiências reprodutivas experimentadas pelas coortes de mulheres em idade reprodutiva forem reconstituídas tem-se um nível de fecundidade ainda menor. OBJETIVO: Estimar as TFT de período e coorte das microrregiões de MG, no período entre 1995 e 2015. METODOLOGIA: Estudo ecológico longitudinal sobre a TFT por microrregionais. RESULTADOS: a) A TFTs de coorte é sempre menor que a de período com tendência de sobreposição do nível de fecundidade de ambas b) As coortes de mulheres que iniciaram a vida reprodutiva em 2005 e anos posteriores tentem a ter TFT muito baixas; c) A curva de fecundidade da coorte de 2015 tente a ter maior participação relativa dos grupos de 20 a 24 anos e 30 a 34 anos; d) A análise da fecundidade por coortes revelou-se importante para previsão do comportamento reprodutivo. Esse comportamento reprodutivo projetado prevê desafios que perpassam a economia, política, cultura e relações intergeracionais.

Juan De Jesus Sandoval

Objetivo: Estimar as taxas de fecundidade coorte - período ao final de cada período, classificadas pela idade da mãe e as taxas de fecundidade total 2005 - 2010. Adicionalmente estimar os diferenciais da taxa de fecundidade total por nível de educação da mãe, a partir dos dados da pesquisa: ʼCondiciones de vida de la población negra, afrocolombiana, palenquera y raizal en Medellín, Colombia 2010ʼ. Métodos: Com base na pesquisa nomeada e selecionando as variáveis: idade da mãe e filhos com sua respectiva afiliação e código da residência e níveis de educação, se utilizou a metodologia dos filhos próprios na estimação das taxas de fecundidade total neste grupo populacional. O propósito foi gerar estimativas da fecundidade na população e diferenciais pelos níveis de educação com base numa amostragem populacional. Resultados: Depois das correções do P/F de Brass os resultados mostraram que a estimação das taxas de fecundidade ao final do período nas mulheres negras da cidade de Medellín, Colômbia 2000-2005 foi de 2,85 filhos /mulher (IC95% 2,73 - 2,96) para a população total y para o período de 2005-2010 foi de 2,52 filhos /mulher (IC95% 2,41 - 2,64) com uma queda de 0,32 filhos /mulher. Em quanto em nível de educação às mulheres sem estudos reportaram uma fecundidade de 4,42 (IC95% 3,63 - 5,21) e as mulheres negras com níveis altos de educação de 2,02 (IC95% 1,69 - 2,33) no período de 2000-2005 com uma leve diminuição para o período 2005-2010. Conclusões: Os resultados mostraram que a fecundidade nas mulheres negras vem caindo como na maioria dos estudos recentes no resto da população colombiana. O método dos filhos próprios foi uma técnica acertada para estimativas das taxas de fecundidade por níveis de educação. Observou-se que em todos os níveis, a fecundidade nas mulheres negras foi maior do que o resto das mulheres da população.

Robert Sweeney

This paper examines the determinants of cross-border debt flows in Europe in the 2000s from the perspective of international investors. It examines both core and peripheral regions. It finds that the emerging global bank paradigm and an arbitrage framework explain only a portion of overall debt flows. Specifically, it fails to account for key aspects of the timing and composition of debt flows. We instead put forward an explanation based institutional investment funds. Due to depressed yields on government debt and losses from the bursting of the dot-com bubble investors suffered large asset-liability mismatches. As a result investors instead moved into financial bonds for enhanced matching and leveraged and yield-seeking securitised products.

Felippe Clemente; Viviani Silva Lírio

O propósito desse artigo é parametrizar o modelo seminal de Graetz, Reinganun e Wilde (1986) para dois grupos de países, G1 com baixa evasão fiscal e G2 com alta evasão fiscal. Os principais resultados mostram uma forte correlação entre a carga tributária, o custo de fiscalizar e a evasão fiscal dos países. A multa parece ter pouca eficácia na mitigação da sonegação. Assim, políticas que revisem a estrutura fiscal dos países, bem como modernize os órgãos fiscalizadores de forma a reduzir os seus custos, poderão ter efeitos positivos sobre e evasão de impostos.

Rita Almico

Este artigo examina o mercado de produtos siderúrgicos brasileiro entre 1901 e 1940, levando em consideração a sua dimensão, a sua composição, a sua evolução no tempo ao longo do período, bem como a percepção dos contemporâneos sobre o assunto. Para tanto, fazemos uso de abrangente conjunto de fontes primárias, incluindo dados desagregados de comércio exterior originais. A partir delas, observamos que a dimensão potencial do mercado doméstico exibiu certa estabilidade ao longo das mais de três décadas durante as quais se desenrolou o debate siderúrgico, e que isso se refletiu nas estimativas contemporâneas do tamanho do mercado. Por outro lado, a participação dos produtos siderúrgicos no valor do produto e das importações exibiu uma tendência de crescimento no período. Essa conjunção de uma relativa estabilidade quantitativa com uma ampliação na participação no produto e nas importações é explicada a partir de um processo de diversificação do consumo de produtos siderúrgicos e, sobretudo, da importância que a restrição externa teve na conformação desse mercado no país no período.

Luccas Attílio

Este artigo examina o mercado de produtos siderúrgicos brasileiro entre 1901 e 1940, levando em consideração a sua dimensão, a sua composição, a sua evolução no tempo ao longo do período, bem como a percepção dos contemporâneos sobre o assunto. Para tanto, fazemos uso de abrangente conjunto de fontes primárias, incluindo dados desagregados de comércio exterior originais. A partir delas, observamos que a dimensão potencial do mercado doméstico exibiu certa estabilidade ao longo das mais de três décadas durante as quais se desenrolou o debate siderúrgico, e que isso se refletiu nas estimativas contemporâneas do tamanho do mercado. Por outro lado, a participação dos produtos siderúrgicos no valor do produto e das importações exibiu uma tendência de crescimento no período. Essa conjunção de uma relativa estabilidade quantitativa com uma ampliação na participação no produto e nas importações é explicada a partir de um processo de diversificação do consumo de produtos siderúrgicos e, sobretudo, da importância que a restrição externa teve na conformação desse mercado no país no período.

Roberto Santolin; Teófilo Henrique Pereira De Paula; José Leonardo Macrini; Cinthia Rodrigues

Aspectos estruturais do mercado local de ativos, como o grau de acesso aos bens e serviços financeiros por parte dos residentes, desempenham um papel fundamental na determinação do bem-estar econômico local. Em outros termos, a exclusão financeira, entendida em linhas gerais como a falta de acesso ou o acesso precário aos bens e serviços financeiros, debilita as relações de financiamento, dificultando o processo de criação de novos ativos. O presente trabalho tem como objetivo realizar uma avaliação do acesso a bens e serviços financeiros no município de Três Rios (RJ), procurando identificar as suas especificidades locais intraurbanas. Espera-se que esta investigação possa contribuir para o delineamento de políticas públicas voltadas para a questão da exclusão financeira e para um aprimoramento do planejamento urbano.

Roberto Martins

Varginha, situada no Sul de Minas Gerais, foi emancipada da cidade de Três Pontas em 1882 e, em suas quatro primeiras décadas de existência como cidade, passou por transformações urbanas importantes que tiveram como base, dentre outros fatores, a expansão da cafeicultura pelo Sul de Minas Gerais na transição do século XIX para o XX. Assim, esse texto pretende entender como Varginha passou de uma freguesia com poucos habitantes, no século XIX, a um relevante município para o Sul de Minas Gerais, logo no início do século XX, destacando os principais personagens que conduziram a cidade nesse processo.

Tamara Moreira; Marília Da Conceição Cordeiro; Carlos Alberto Dias; Elaine Toledo Pitanga Fernandes; Marileny Boechat Frauches; Suely Maria Rodrigues

Varginha, situada no Sul de Minas Gerais, foi emancipada da cidade de Três Pontas em 1882 e, em suas quatro primeiras décadas de existência como cidade, passou por transformações urbanas importantes que tiveram como base, dentre outros fatores, a expansão da cafeicultura pelo Sul de Minas Gerais na transição do século XIX para o XX. Assim, esse texto pretende entender como Varginha passou de uma freguesia com poucos habitantes, no século XIX, a um relevante município para o Sul de Minas Gerais, logo no início do século XX, destacando os principais personagens que conduziram a cidade nesse processo.

Gilberto Libanio; Sueli Moro

This paper examines the relationship between composition of exports and economic growth for a large set of countries, between 2000 and 2013, following the assumption that the technological structure of exports has important implications for economic development. The paper builds an index of exports quality, based on the classification by technological intensity proposed by Lall (2000): primary products, resource-based manufactures, low-tech, medium-tech and high-tech manufactures. Then, we estimate the relationship between quality of exports and economic growth by using panel data models. The results suggest that the export quality index is highly significant to explain economic growth. Between 2000 and 2008, booming demand for commodities benefited exporters of primary products and resource-based manufactures, and lower export quality is associated with higher rates of economic growth. For 2009-2013, in turn, results confirm what is expected by theory and suggest that export structures with higher technological content have brought about positive effects on economic performance.

Cláudia Júlia Guimarães Horta

Muitos são os estudos que abordam o declínio da fecundidade correnteem Minas Gerais e seus diferenciais regionais. Entretanto, nada se conhece sobre os diferenciais regionais de fecundidade de geração no estado.O presente estudo visa resgatar o comportamento, num passado recente, do nível e padrão de fecundidade em Minas Gerais e os diferenciais segundo Regiões de Planejamento, através da construção e análise das estimativas de taxas específicas de fecundidade corrente e por geração, entre 1965 a 1985. Para tanto, utiliza estimativas das taxas de fecundidadepara Minas Gerais e regiões para os anos de 1970 a 2010.

Alysson Portella; Clauber Scherer

Através dos dados censitários 2000 e 2010 referentes à migração de data fixa, juntamente com a composição da rede urbana brasileira proposta no REGIC, procurou-se investigar em que medida a escolha do destino de migração feita pelo chefe de família está relacionada com a inserção hierárquica funcional das cidades de destino. Para isso, foram utilizadas tanto análises exploratórias, quanto análise econométrica multinomial. Como resultados gerais, observou-se que os fluxos migratórios tenderam a se concentrar em cidades de igual hierarquia, sendo que, no período, pode-se observar uma diminuição de migrações para níveis superiores, juntamente com a concentração maior de deslocamentos no Sudeste. Com relação as características pessoais dos migrantes, homens, jovens e solteiros tendem a escolher migrar para cidades de maior hierarquia. Já um nível de instrução maior está associado com a escolha de cidades de menor hieararquia.

Gustavo Figueiredo Campolina Diniz; Lucio Otávio Seixas Barbosa; Douglas Alcântara Alencar

O presente estudo analisa o financiamento da inovação nos estados brasileiros no período de 2004 a 2010. A despeito do aumento do crédito concedido a pessoas jurídicas, da queda da preferência pela liquidez dos bancos e do crescimento dos gastos estaduais em P&D, o número de patentes e de desenhos industriais depositados no INPI não aumentou. Tampouco a maior produção de conhecimento foi acompanhada pelo aumento da inovação. O modelo empírico mostrou-se inadequado para captar os determinantes da inovação. Presume-se, assim, que o processo inovativo está pouco associado ao financiamento privado ou público, dependendo, basicamente, do autofinanciamento das firmas.

Fernanda Esperidião; José Ricardo De Santana; Márcia Siqueira Rapini; André Luiz Da Silva Teixeira; Leandro Alves Silva

O objetivo deste trabalho é analisar o financiamento público à inovação quanto à sua distribuição regional a partir de duas fontes de informações: a Pesquisa de Inovação (PINTEC) de 2001 a 2011; e dados da FINEP e do BNDES, para o período de 2005-2014. Para avaliar a concentração regional do financiamento à inovação foram construídos três indicadores, tomando como base a quantidade de empresas beneficiadas (ICFq) e os valores apoiados (ICFv e ICFa). Observou-se que o apoio do governo à inovação manteve sua concentração na região Sudeste, especialmente quanto aos valores desse apoio. Por sua vez, as regiões Norte e Nordeste receberam financiamento por empresa inovadora menor que a média nacional. As evidências, portanto, apontam que o apoio do governo à inovação na última década não contribuiu para reverter a evidente concentração regional.

Ana Lúcia Tatsch; Mercedes Justina Lamberty

Este estudo buscou compreender as caraterísticas das empresas do segmento de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos localizadas no RS quanto aos seus processos inovativos. Para isto realizou-se uma pesquisa de caráter teórico-empírica. Utilizaram-se dados de fontes secundárias, especialmente do Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq, e fontes primárias de informação. Optou-se por pesquisa de campo, com uma amostra de dezessete empresas, via aplicação de instrumento de pesquisa, de forma presencial, para coletar informações a cerca dos processos inovativos, interação universidade-empresa e avaliação das empresas sobre as ações de promoção para o setor. Os resultados mostraram que as empresas estão num processo crescente de desenvolvimento e inovação em produto, em processo e organizacional.

Camila Da Silva Freitas; Eduardo Magalhães Ribeiro

O objetivo neste artigo é analisar as relações estabelecidas em uma grande transação de crédito que resultou em um acordo para pagamento do mesmo envolvendo homens de grande fortuna em Juiz de Fora do século XIX. Trata-se da história de fortuna e falência de José Bernardino de Barros, Barão das Três Ilhas, que possuía a maior fortuna entre os inventários pesquisados para a segunda metade do XIX na cidade mineira em questão. A especificidade do Barão das Três Ilhas está nos fatos que se sucedem após a morte de sua esposa. Tendo contraído muitas dívidas, seja para a compra de 111 escravos ou para a construção da nova sede da fazenda da Boa Esperança, o barão se viu, ao final do período, sem ter nenhum bem. Foi executado por vários credores, incluindo seus próprios irmãos.

Thiago Campos

O objetivo neste artigo é analisar as relações estabelecidas em uma grande transação de crédito que resultou em um acordo para pagamento do mesmo envolvendo homens de grande fortuna em Juiz de Fora do século XIX. Trata-se da história de fortuna e falência de José Bernardino de Barros, Barão das Três Ilhas, que possuía a maior fortuna entre os inventários pesquisados para a segunda metade do XIX na cidade mineira em questão. A especificidade do Barão das Três Ilhas está nos fatos que se sucedem após a morte de sua esposa. Tendo contraído muitas dívidas, seja para a compra de 111 escravos ou para a construção da nova sede da fazenda da Boa Esperança, o barão se viu, ao final do período, sem ter nenhum bem. Foi executado por vários credores, incluindo seus próprios irmãos.

Renan Pereira Almeida

The paper is seen as an attempt to frame contemporary large scale urban projects in a comprehensive theoretical-historical scope, sharing the view spread in many social sciences that the distinctive aspect of our times has been the rentism and the financialisation operated by it. The key idea here is that while the large scale projects in the Fordist-Keynesian or Developmentalist times were concerned to provide a spatial fix able to cope with productive investments opportunities for capitalists, in the Neoliberal era the State became a promoter of ever-increasing rent-seeking practices for rentiers, mainly those of the financial sector. From this perspective, the political economy_s implications in the urban space are that, instead of growth poles, industrial districts and large scale housing projects for labor force, now the State has been more engaged on iconic projects, urban renewal movements full of marketing discourses, sports facilities mega-projects, new public buildings, cutting dispenses on public housing and extending private loans to households, an

Daniele De Paula Liberato; Hilton Ribeiro

Devido à premissa de que boa governança é um instrumento importante para o combate à pobreza, torna-se relevante entender como a primeira afeta a segunda. O objetivo foianalisar a relação entre governança e pobreza dos países, no seu conceito multidimensional (renda, saúde e educação). Os dados utilizados são do Banco Mundial, compreendem o período de 1996-2014 e a metodologia utilizada foi de dados em painel.Os principais resultados indicam que há uma associação positiva entre governança e os indicadores socioeconômicos. Assim, participação da população, nível de liberdade e corrupção podem ser elementos importantes para a superação dessa pobreza multidimensional.

Marwil Dávila-Fernández; Gilberto Libânio

The paper builds a non-linear macrodynamic model to study the relation between the functional distribution of income, technological progress and economic growth. In the short-term, the interaction between the productivity regime, the demand regime and the distributive conflict generates cyclical paths a la Goodwin. In the long-term, output growth rate is constrained by the balance of payments a la Thirlwall, in which the elasticities of foreign trade are modeled as a function of the complex relation between the wage-share and the innovation capabilities of the economy.

Vanderleia Radaelli; Ana Paula Macedo De Avellar

Os programas de apoio à inovação se ampliaram e se diversificaram acentuadamente durante os anos 2000 no Brasil. Particularmente nas duas últimas décadas, observa-se esforços de descentralização das atividades de fomento à ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) do âmbito federal para o estadual. Entretanto, ainda não se observa a presença de coordenação entre as diferentes esferas que atuam no desenho ou na implementação das políticas de inovação brasileiras. O objetivo do artigo é analisar a estrutura de governança das políticas de inovação no Brasil no período recente e o movimento de descentralização do fomento da esfera federal para a estadual. Dentre os resultados encontrados verificou-se que a estrutura de governança das políticas de inovação no Brasil é muito complexa e difusa, e ainda que haja um movimento de descentralização ele ainda é incipiente e com sobreposições institucionais não tornando tal estrutura de governança mais ágil e efetiva.

Marina Soares; Suely Rodrigues; Carlos Dias

Este estudo tem por objetivo verificar se o perfil sociodemográfico exerce influência sobre a ocorrência de sintomas depressivos, adesão ao tratamento e controle pressórico de hipertensos. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, quantitativo, com dados coletados em entrevista domiciliar com 641 hipertensos de Governador Valadares-MG. A partir do grupo estudado levantou-se evidências de que fatores sociodemográficos interferem na ocorrência de sintomas depressivos. Atenção especial deve ser dada aos indivíduos de meia idade, mulheres, solteiros, das classes D-E, mais sujeitos a sintomas depressivos. A melhoria da adesão ao tratamento e controle pressórico pressupõe a promoção do bem estar físico e emocional.

Sandra Nicoli

A imigração italiana, no Brasil, foi familiar e com maior procedência do Vêneto. O projeto imigrantista era baseado na pequena propriedade. Minas Gerais foi destino secundário dos italianos. O objetivo é analisar o movimento migratório ocorrido em Itueta e Santa Rita do Itueto no século XX. A pesquisa é de cunho qualitativo, utilizando relatos orais e entrevistas em profundidade. A chegada de famílias italianas promoveu uma nova configuração a esse território. A partida de seus descendentes tem reconfigurado o território e a economia local. Enquanto as famílias italianas objetivavam construir suas vidas no destino, seus descendentes as constroem na origem.

Gabriel Teixeira Ervilha; Adriano Provezano Gomes

Diante do destaque da pecuária leiteira em Minas Gerais, este estudo propõe identificar as unidades produtoras eficientes e de referência (benchmarks), de forma a facilitar o processo de difusão de práticas eficientes. Para isso, a metodologia DEA e suas extensões foram aplicadas a dados de 659 propriedades do Projeto Educampo Leite. Os resultados demonstram a importância de se produzir eficientemente e que práticas eficientes devem ser difundidas no segmento produtivo leiteiro, independentemente do nível produtivo e localização, direcionando os programas de extensão rural, criando um ciclo virtuoso, não somente para o produtor, mas para toda a cadeia produtiva do leite.

Daniel Paulino Teixeira Lopes; Allan Claudius Queiroz Barbosa; Élida Patrícia De Souza; Glauciene Silva Martins

O objetivo deste estudo consiste em entender elementos ligados a estrutura, processos, gestão e recursos humanos que proporcionam a inovação no setor de Tecnologia de Informação de Minas Gerais. A discussão teórica abrange a inovação em serviços intensivos em conhecimento e aspectos que vão além dos comumente analisados nas pesquisas fundamentadas no Manual de Oslo. Baseando-se na realização de um survey, conclui-se que as organizações inovam em diversas frentes, possuem equipes qualificadas e dão importância estratégica à inovação, embora não a tenham perfeitamente estruturada e gerenciada. Isso sinaliza possíveis estratégias necessárias ao apoio e fomento à inovação em Minas Gerais.

Danielle Evelyn De Carvalho; Talles Girardi De Mendonça

O presente estudo tem como objetivo analisar o processo de reprimarização ou commoditização da pauta de exportações dos estados brasileiros no período de 1996 a 2014, considerando-se o comércio dos produtos básicos, semimanufaturados e manufaturados. Para isso, empregou-se o Índice de Vantagem Comparativa Revelada de Lafay e o Índice de Competitividade Revelada. Além disso, utilizou-se de correlações do Índice de Vantagem Comparativa Revelada de Lafay com taxa de câmbio, taxa de juros, Produto Nacional Bruto (PNB) mundial e preço internacional das commodities. Obteve-se como resultado uma possível commoditização da pauta de exportações da maioria dos estados brasileiros.

Luiz Carlos Ribeiro; Edson Domingues; Fernando Perobellli

O objetivo deste artigo é avaliar os impactos regionais de longo prazo da implantação de três refinarias de petróleo anunciadas para a região Nordeste do Brasil por meio de um modelo inter-regional de Equilíbrio Geral Computável. O impacto sobre o PIB regional, entre 2006 e 2027, traria um efeito adicional para as microrregiões de Rosário-MA, Fortaleza-CE e Suape-PE, sedes das refinarias, de 5,79%, 0,05% e 1,42%, respectivamente. No entanto, a implantação dessas três refinarias provocaria aumento das disparidades intrarregionais. Por outro lado, no longo prazo, esses investimentos contribuiriam para a região Nordeste aumentar sua participação relativa no PIB brasileiro.

Andressa Lemes Proque; Gervásio Ferreira Dos Santos

O objetivo deste artigo é avaliar a distribuição espacial do uso da terra e das políticas de transporte urbano sobre a eficiência energética na economia brasileira. As características do processo de desenvolvimento urbano têm influência sobre o consumo de energia. As cidades mais compactas e com maior densidade populacional urbana consomem menos energia per capita, devido à menor dependência dos automóveis. A fundamentação teórica está baseada no modelo padrão de Economia Urbana descrito por Alonso (1964), Mills (1967) e Muth (1969). A partir de uma média de dados de cinco cidades brasileiras, calibrou-se um modelo numérico de simulação urbana para gerar uma cidade monocêntrica representativa. As simulações de política energética mostraram que a interação entre eficiência energética e a estrutura espacial das cidades deve ser considerada na avaliação do uso do solo e das políticas de transporte no Brasil.

Hugo Carcanholo

O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre a taxa de inflação da economia brasileira e a volatilidade dos preços relativos tanto a nível global (considerando todos os setores), quanto a nível setorial (para os nove setores abarcados pelo IPCA) entre Agosto de 1999 e Janeiro de 2016. Para tanto foram utilizados três metodologias: i- estimação por MQO para a relação entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos, tal como testar a hipótese de rigidez nominal, ii- teste de causalidade de Granger entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos e iii- vetores auto regressivos com ênfase na função resposta impulso e decomposição da variância do erro de previsão. As conclusões do trabalho sugerem que existe uma relação positiva entre a taxa de inflação e a volatilidade dos preços relativos da economia brasileira, tal como a não aceitação da hipótese de rigidez nominal. Isto, no entanto, não é válido a nível setorial devido às diferenças estruturais da economia brasileira.

Gilberto Libanio; Candido Guerra Ferreira; Ana Valéria Carneiro Dias; Ulisses Pereira Dos Santos; Anna Carolina Londe

Este artigo analisa o desempenho inovativo da indústria brasileira no período 2010-2015, a partir dos dados da Sondagem de Inovação, cujo universo compreende empresas da indústria extrativa e de transformação com mais de 500 empregados. Neste trabalho, a amostra analisada consiste em um painel fixo de 105 empresas que responderam a pelo menos 20 edições da Sondagem (de um total de 24 realizadas no período). Os resultados indicam uma queda considerável da atividade de inovação entre as empresas industriais pesquisadas ao longo do período, com a taxa de inovação apresentando um movimento de queda acentuada entre o primeiro trimestre de 2010 e o quarto trimestre de 2015. Não obstante, verifica-se, no período em questão, relativa estabilidade no número de doutores e mestres ocupados exclusivamente em P&D, bem como nos gastos em P&D interno e externo como percentual do faturamento

Camila Maria De Andrade Tolentino

Para compreendermos as transformações econômicas e sociais de um conjunto heterogêneo de países, um possível caminho seria nos voltarmos para sua dinâmica tecnológica. Uma vez que indicadores tradicionais nos dizem pouco sobre sua capacidade de inovar, o presente estudo se propõe a construir um indicador para os sistemas nacionais de inovação (NSI) por meio de análise multivariada de dados. Assim, busca-se enfatizar seu caráter sistêmico na construção de uma medida que nos permita compará-los em termos da capacidade de geração de inovações. A análise culmina na construção de um ranking de países com base no indicador construído.

Renilson Rodrigues Da Silva; Marcos Paulo De Oliveira Reis

O presente trabalho tem como objetivo verificar a aplicação da Lei de Kaldor-Verdoorn ao Polo industrial de Manaus (PIM). Essa lei trata da relação entre a produção e a produtividade. Para efeitos de comparação, foi calculada a produtividade para o Brasil. A forma de cálculo da produtividade seguiu o modelo da contabilidade do crescimento, com taxas de variações. Utilizou-se o método de séries temporais, aplicando-se os modelos VAR e de Correção de Erros. De acordo com os resultados, confirmou-se a aplicação da Lei de Kaldor-Verdoorn ao PIM. Os resultados sugerem que os aumentos na produção impactam, positivamente, na produtividade total dos fatores, embora a transmissão desses efeitos seja lenta. Confirmou-se a existência de economias de escala estáticas e dinâmicas no polo, o que abre precedentes para questionar as críticas históricas das quais o modelo Zona Franca de Manaus sempre foi alvo.

Bárbara Cardoso Dias; Ana Urraca Ruiz

Este trabalho observou empiricamente se é possível associar, no caso brasileiro, a evolução da participação das rendas do trabalho na economia às transformações registradas na estrutura produtiva durante o período 1995-2009. Foi realizada uma decomposição da variação da parcela do trabalho na renda agregada entre 1995 e 2009 em cinco efeitos: dois efeitos que mediram a influência da mudança da composição setorial e três efeitos causados por variações intrassetoriais no emprego e salário. Os resultados apontaram que houve uma importante contribuição dos efeitos relacionados à mudança estrutural para a evolução da participação das rendas do trabalho na economia.

Cláudia Julião; Roberta Rocha

Uma das proposições na literatura da migração é que os migrantes formam um grupo positivamente selecionado, sendo, em média, mais aptos, motivados, empreendedores e ambiciosos do que os não migrantes. Este trabalho tem como objetivo principal analisar, a partir dos censos demográficos de 2000 e 2010, se os migrantes internos do estado de Pernambuco formam um grupo positivamente selecionado. Adicionalmente, pretende-se traçar o perfil desse grupo. Para isso, realiza-se análise através de comparações de proporções e estima-se uma equação minceriana de salários, a partir da qual é possível analisar o viés de seleção pela comparação entre os rendimentos dos migrantes e não migrantes. As evidências iniciais revelam que, comparativamente ao perfil dos não migrantes, os migrantes são mais jovens, mais escolarizados e têm maiores salários. As evidências econométricas, com controles simultâneos sobre diversas variáveis determinantes da renda, ratificaram o diferencial salarial em favor dos migrantes. A partir dos resultados, constata-se que, de fato, os migrantes internos pernambucanos são positivamente selecionados em relação às características observáveis, e possivelmente devem ser em relação às não observáveis. Contudo, observou-se também que a magnitude da seleção dos migrantes reduziu entre o decênio 2000-2010.

Ana Carolina Campos De Melo

Num contexto de urbanização extensiva, onde o tecido urbano tende a se alastrar de forma ampla e contínua, integrando cada vez mais os espaços regionais em redes globais, o objetivo deste trabalho é explorar a relação atual entre urbanização e mineração na região de Carajás, no Sudeste Paraense. Nossa hipótese é de que há uma aproximação cada vez maior entre a esfera financeira e processos de transformação no uso do solo e, de que esses eventos têm sido mais evidentes em regiões de extração de recursos naturais. Através do caso de Parauapebas, evidenciamos a natureza desigual dos processos contemporâneos de urbanização e a articulação progressiva da vida cotidiana aos fluxos financeiros.

Paulo Henrique Viegas Martins; Ana Paula Verona

Este estudo analisa a associação entre fecundidade adolescente (15 a 19 anos) e escolaridade no Brasil em um contexto de mudanças da fecundidade deste grupo de idade. Para estimação da chance de ser mãe na adolescência utilizou-se um modelo de regressão logística. Os principais resultados sugerem que houve aumento das chances de ser mãe para adolescentes com 4 a 8 anos de estudo. Concluiu-se que houve aumento das diferenças de fecundidade segundo escolaridade, quando se compara as adolescentes com 4 a 8 anos de estudo com aquelas com 9 anos ou mais de escolaridade.

Jaime León

O objetivo é discutir como a estratégia ʼneodesenvolvimentistaʼ determina a mobilidade social no Brasil. Dois são os eixos teóricos: (i) a discussão sobre ʼhegemoniaʼ em Gramsci e em Poulantzas e (ii) a caracterização de Florestan Fernandes sobre economias dependentes. Vale observar as premissas: (i) o neodesenvolvimentismo é fruto de uma disputa de poder entre classes e frações de classe dentro do Estado sobredeterminada por interesses econômicos forâneos e assentados na exploração interna do trabalho e (ii) para os trabalhadores, o critério de inserção na ordem social é baseado nas possibilidades de valorização através do trabalhoʼ e da possessão de bens.

Ian Almeida

Examinamos as relações entre tráfico e reprodução natural dos escravos, atitudes da classe senhorial com relação à procriação dos plantéis, e alguns condicionantes estruturais dessa reprodução. Procuro identificar padrões comuns a todos os sistemas escravistas, sem considerar suas especificidades, demonstrando que eles podem ser determinantes do crescimento endógeno. Faço apenas considerações teórico-históricas; o artigo não inclui análise de dados demográficos. Ofereço ao debate as seguintes conclusões: a) Enquanto existiu o tráfico, os senhores de escravos das Américas, com exceção dos Estados Unidos, jamais desejaram a reprodução interna dos seus plantéis, e b) Se a tivessem desejado não teriam tido sucesso.

Luiza Braga; Marília Petraglia; Cristiana Rodrigues

Examinamos as relações entre tráfico e reprodução natural dos escravos, atitudes da classe senhorial com relação à procriação dos plantéis, e alguns condicionantes estruturais dessa reprodução. Procuro identificar padrões comuns a todos os sistemas escravistas, sem considerar suas especificidades, demonstrando que eles podem ser determinantes do crescimento endógeno. Faço apenas considerações teórico-históricas; o artigo não inclui análise de dados demográficos. Ofereço ao debate as seguintes conclusões: a) Enquanto existiu o tráfico, os senhores de escravos das Américas, com exceção dos Estados Unidos, jamais desejaram a reprodução interna dos seus plantéis, e b) Se a tivessem desejado não teriam tido sucesso.

Carina Diane Nakatani Macêdo; Carlos Roberto Ferreira; Solange De Cássia Inforzato De Souza; Flávio Braga De Almeida Gabriel

O objetivo deste trabalho é avaliar a contribuição das aposentadorias e pensões na distribuição de renda no Brasil e suas regiões, de 2004 a 2014. Foram utilizados dados da PNAD e a metodologia de Decomposição do índice de Gini. As aposentadorias e pensões foram divididas em três categorias (até um salário mínimo, acima e outras). Os resultados mostram que as aposentadorias e pensões acima de um salário mínimo são regressivas, porém contribuíram com 14,45% na desconcentração de renda do período, pois diminuíram sua participação. Conclui-se que todas as categorias colaboraram na desconcentração da renda para o Brasil e suas regiões.

Celso Bissoli Sessa; Thiago Cavalcante Simonato; Edson Paulo Domingues

Os princípios do desenvolvimento desigual são importantes para a compreensão darealidade regional brasileira, que apresenta contornos peculiares pela dependência em relação àexportação de commodities. Dada a rigidez locacional e a volatilidade dos preços característicadesse mercado, a distribuição espacial dos impactos dessas atividades assume importância napersistência das desigualdades regionais. Este trabalho avança com o uso do modelo IMAGEM-B(Integrated Multi-Regional Applied General Equilibrium Model - Brazil), configurado para captaros impactos dos choques nas commodities. A análise permite concluir que esse movimento reforçauma trajetória de concentração espacial ou de acirramento de desigualdades regionais.

Bárbara Cristina Sacramento Coelho; Elisa Pereira Barbosa; Felipe Lacerda Diniz Leroy; Heloísa Gonçalves Albanez; Marconi Martins De Laia

Este trabalho busca determinar o impacto do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) na produção agrícola de Minas Gerais no ano de 2012. A metodologia empregada foi a regressão quantílica e os resultados mostraram que o Pronaf teve efeito positivo sobre as produções de café, milho e feijão. Para a mandioca e a cana-de-açúcar, o crédito não gerou aumento de produção, pois a primeira mostrou forte característica cultural em seu processo sendo destinada à subsistência, enquanto a cana-de-açúcar demandou altos custos de produção e beneficiamento, inviabilizando a produção familiar.

Daniel Cosentino

Nesse artigo analisaremos o desenvolvimento demográfico de um amplo complexo de fazendas escravistas situadas no médio Vale do Paraíba, em sua porção fluminense, entre 1868 e 1880. Partindo dos autos de avaliação das fazendas, reconstituiremos a demografia da escravidão nesses espaços e acompanharemos seu desenvolvimento nos quadros dos municípios que as acolhiam. Cotejaremos a reconstituição populacional do complexo ao quadro demográfico da escravidão no espaço do médio Vale cafeeiro fluminense, registrado em diferentes mapas e quadros elaborados pela Presidência da Província do Rio de Janeiro. Feito isso, procuraremos dimensionar em termos econômicos e demográficos a força da escravidão nos últimos grandes espaços escravistas da América.

Carolina Portugal Gonçalves Da Motta

Nesse artigo analisaremos o desenvolvimento demográfico de um amplo complexo de fazendas escravistas situadas no médio Vale do Paraíba, em sua porção fluminense, entre 1868 e 1880. Partindo dos autos de avaliação das fazendas, reconstituiremos a demografia da escravidão nesses espaços e acompanharemos seu desenvolvimento nos quadros dos municípios que as acolhiam. Cotejaremos a reconstituição populacional do complexo ao quadro demográfico da escravidão no espaço do médio Vale cafeeiro fluminense, registrado em diferentes mapas e quadros elaborados pela Presidência da Província do Rio de Janeiro. Feito isso, procuraremos dimensionar em termos econômicos e demográficos a força da escravidão nos últimos grandes espaços escravistas da América.

Michel Deliberali Marson

A intenção do artigo é entender a forma como se encaixa dentro do pensamento uma vertente específica do Marxismo, o Marxismo Analítico (MA). Iniciada no fim da década de 1970, o essa corrente de língua inglesa do Marxismo pode grosseiramente ser resumida enquanto uma aproximação entre Marx e o mainstream da ciência econômica contemporânea. Para alcançar nosso objetivo, utilizamos as análises do Marxismo enquanto um Programa de Pesquisa Científico (PPC- como formulado por Lakatos) para compreender até que ponto o MA pode ser considerado uma contribuição progressista para o PPC. A conclusão final é que o MA não deve ser considerado parte de um PPC Marxista.

Cleybe Lopes

A intenção do artigo é entender a forma como se encaixa dentro do pensamento uma vertente específica do Marxismo, o Marxismo Analítico (MA). Iniciada no fim da década de 1970, o essa corrente de língua inglesa do Marxismo pode grosseiramente ser resumida enquanto uma aproximação entre Marx e o mainstream da ciência econômica contemporânea. Para alcançar nosso objetivo, utilizamos as análises do Marxismo enquanto um Programa de Pesquisa Científico (PPC- como formulado por Lakatos) para compreender até que ponto o MA pode ser considerado uma contribuição progressista para o PPC. A conclusão final é que o MA não deve ser considerado parte de um PPC Marxista.

Nicole Rennó Castro; Geraldo Santʼana De Camargo Barros; Leandro Gilio; Alexandre Nunes De Almeida

O objetivo desta pesquisa foi dimensionar o mercado de trabalho do agronegócio mineiro, avaliar o perfil dos trabalhadores e o diferencial de rendimentos quanto a outros setores econômicos, partindo da PNAD-Continua e metodologia do CEPEA/ESALQ/USP. Entre os principais resultados, observou-se que, em 2014, o agronegócio representou 26% das ocupações no estado. Os trabalhadores do agronegócio apresentam baixa escolaridade e elevada informalidade, resultados influenciados pelo segmento primário. Constatou-se, pelo método de Oaxaca-Blinder, que existe um diferencial médio nos rendimentos de 40%, entre trabalhadores do agronegócio e dos demais setores, sendo metade deste gap explicada pelas próprias características dos trabalhadores do setor.

Taynara Gomes; Ana Cláudia Cardoso; Ana Carolina Melo; Luna Barros Bibas

Este trabalho analisa a possibilidade de abordagem do Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX. Um de seus objetivos é argumentar a favor da possibilidade da existência de pensamentos econômicos nacionais em detrimento da visão que entende a teoria econômica como universal. Além disso, sustentamos a ideia de que é possível, no caso do Brasil, abordar a questão a partir do século XIX, ao contrário de grande parte dos estudos sobre Pensamento Econômico Brasileiro, que concentram suas abordagens no século XX e na problemática da superação do subdesenvolvimento. Assim, discutimos a formação das ideias, do Brasil e suas interpretações, relacionando-as ao Pensamento Econômico Brasileiro e suas possibilidades de abordagem. Procuramos discutir teórica e metodologicamente a questão da universalidade e da nacionalidade na teoria econômica, negando a primeira e afirmando a segunda, propondo que faz sentido, além de ser fundamental, considerar a teoria econômica e seu pensamento a partir das especificidades de cada nação. Disso deriva o Pensamento Econômico Brasileiro, resultado de análises e, muitas vezes, de adaptações e da difusão de teorias produzidas em outros contextos, a partir de nossas particularidades e condição periférica, o que lhe confere originalidade e importância. A partir disso, argumentamos que ser factível abordar o tema tendo como referência o século XIX. O que nos leva a analisar alguns trabalhos que abordaram o tema, ilustrando, desta forma, a questão metodológica.

Carlos De Oliveira Malaquias

Este trabalho analisa a possibilidade de abordagem do Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX. Um de seus objetivos é argumentar a favor da possibilidade da existência de pensamentos econômicos nacionais em detrimento da visão que entende a teoria econômica como universal. Além disso, sustentamos a ideia de que é possível, no caso do Brasil, abordar a questão a partir do século XIX, ao contrário de grande parte dos estudos sobre Pensamento Econômico Brasileiro, que concentram suas abordagens no século XX e na problemática da superação do subdesenvolvimento. Assim, discutimos a formação das ideias, do Brasil e suas interpretações, relacionando-as ao Pensamento Econômico Brasileiro e suas possibilidades de abordagem. Procuramos discutir teórica e metodologicamente a questão da universalidade e da nacionalidade na teoria econômica, negando a primeira e afirmando a segunda, propondo que faz sentido, além de ser fundamental, considerar a teoria econômica e seu pensamento a partir das especificidades de cada nação. Disso deriva o Pensamento Econômico Brasileiro, resultado de análises e, muitas vezes, de adaptações e da difusão de teorias produzidas em outros contextos, a partir de nossas particularidades e condição periférica, o que lhe confere originalidade e importância. A partir disso, argumentamos que ser factível abordar o tema tendo como referência o século XIX. O que nos leva a analisar alguns trabalhos que abordaram o tema, ilustrando, desta forma, a questão metodológica.

Henrique Oswaldo Gama Torres; Júnia Marçal Rodrigues; Allan C Q Barbosa; Thiago A H Rocha

O Plano de Metas foi fundamental para a mudança estrutural produtiva do Brasil no final dos anos 1950, aumentando a participação relativa da indústria na economia e encadeando o desenvolvimento industrial para setores mais complexos e intensivos em tecnologia. Uma questão importante é como o Plano de Metas influenciou setores industriais específicos, como o de máquinas e equipamentos. O objetivo do artigo é examinar a evolução da estrutura empresarial e financeira da indústria de máquinas e equipamentos no Brasil, por meio da análise de balanços e registros de documentos na Junta Comercial da Romi e Dedini, as maiores empresas nacionais produtoras de máquinas-ferramentas e equipamentos agrícolas, respectivamente, diante das políticas econômicas derivadas do Plano de Metas, no período de 1955 a 1961. As principais conclusões foram que as políticas do período impactaram positivamente no investimento e negativamente na rentabilidade das empresas nacionais de máquinas e equipamentos.

Adriano Toledo Paiva

O Plano de Metas foi fundamental para a mudança estrutural produtiva do Brasil no final dos anos 1950, aumentando a participação relativa da indústria na economia e encadeando o desenvolvimento industrial para setores mais complexos e intensivos em tecnologia. Uma questão importante é como o Plano de Metas influenciou setores industriais específicos, como o de máquinas e equipamentos. O objetivo do artigo é examinar a evolução da estrutura empresarial e financeira da indústria de máquinas e equipamentos no Brasil, por meio da análise de balanços e registros de documentos na Junta Comercial da Romi e Dedini, as maiores empresas nacionais produtoras de máquinas-ferramentas e equipamentos agrícolas, respectivamente, diante das políticas econômicas derivadas do Plano de Metas, no período de 1955 a 1961. As principais conclusões foram que as políticas do período impactaram positivamente no investimento e negativamente na rentabilidade das empresas nacionais de máquinas e equipamentos.

Bianca Vieira Benedicto; Evandro Camargos Teixeira

O presente texto emprega o modelo de regressão hierárquico em dois níveis (multinível) com o objetivo de avaliar o impacto que as características pessoais e gerenciais dos diretores escolares apresentam sobre a proficiência dos alunos do 3° ano do ensino médio do Estado de Minas Gerais em 2013. Verifica-se que o perfil do diretor está relacionado positivamente com o desempenho escolar tanto em língua portuguesa quanto em matemática. A partir dos resultados, sugere-se um maior investimento em programas de educação continuada dos diretores, dado que a escolaridade está associada à melhor proficiência.

Ana Luíza Farage Silva; Laura De Almeida Botega; Roberto Luís De Melo Monte-Mór

A tríade lefebvriana do espaço da festa, do poder e do excedente é ressaltada por Monte-Mor (1994) e discutida em vários trabalhos posteriores. Sob essa perspectiva, o artigo discute esses espaços nas ocupações da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Enquanto um espaço de resistência, as ocupações lutam pelo acesso a esses direitos à cidade representados pela festa, pelo poder e pelo excedente. Embora a princípio as ocupações pareçam estar renegadas desse direito, pode-se interpretar a resistência como uma aproximação do poder hegemônico, reforçado pelas redes de contato e de luta pelo acesso à moradia e ao direito à cidade.

Viviane Guimarães Pereira; Gabriela Belleze; Kalahan Battiston; Samanta Borges Pereira; Carlos Alberto Máximo Pimenta

Esta pesquisa tem como objeto de estudo as comunidades rurais de Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro e Dom Joaquim, atingidas pela mineração por meio do projeto Minas-Rio. O trabalho consiste na caracterização da agricultura familiar na região, com relação às suas formas de organização, produção e comercialização, bem como, com relação ao uso da terra e água, e como o atingimento destas comunidades rurais pela mineração interfere negativamente no desenvolvimento rural da região, em bases sustentáveis e territoriais. Metodologicamente, a pesquisa foi realizada através de pesquisa de campo realizada pela equipe do Núcleo Travessia, que adotou como instrumentos de pesquisa métodos qualitativos como entrevistas, conversação e observação.

Flávia Carvalho De Moraes; Silva

O presente trabalho analisa o processo de financeirização brasileiro com objetivo de identificar se o país está em um regime de acumulação dominado pelo capital financeiro. O estudo apresenta forte indícios de que a economia brasileira passou por este processo nos últimos anos e desta forma o setor financeiro apresenta papel central na economia. A primeira parte apresenta uma análise teórica do processo de financeirização e a consequência deste para o crescimento de um país. Em seguida é analisado especificamente o caso brasileiro através de uma análise tanto histórica quanto qualitativa de dados macroeconômicos selecionados.

Larissa Barbosa Cardoso; Giacomo Balbnotto Neto; Flaviane Souza Santiago; Kênia Barreiro De Souza; Rafael Morais De Souza

Dada o crescente interesse pela taxação de bebidas açucaradas, este artigo estima e discute os efeitos e implicações desta medida, com enfoque em variáveis macroeconômicas e setoriais, considerando as relações produtivas e as questões distributivas associadas a esta política. Foi utilizado um modelo de insumo produto de preços de Leontief com dados para 2009 para a economia brasileira. Os resultados encontrados mostram que a criação de uma taxação de 10% sobre o valor adicionado do setor de bebidas açucaradas provoca uma contração de 2,84% em seu valor bruto da produção, enquanto a economia como um todo reduz em 0,017%.

Danilo Fernandes

De uma cidade primaz integrada com o interior da Amazônia através de rios, a Região Metropolitana de Belém (RMB) emerge nas últimas décadas como um importante elo de interligação entre as cidades ribeirinhas do interior do estuário amazônico e os centros urbanos nacionais e internacionais de produtos regionais. Objetivando aprofundar os estudos sobre essa atual dinâmica de expansão das relações de centralidade da economia urbana da RMB, busca-se nesse trabalho avançar numa caracterização dos chamados circuitos espaciais produtivos de um dos principais produtos que simbolizam o contexto atual de complexificação da economia urbana da RMB no cenário regional, nacional e internacional de produtos da biodiversidade amazônica: o açaí.

Elisa Rocha; Fernanda Salles; Ivana Villefort

Trabalho propõe reinterpretação alternativa acerca do Tratado de Methuen, que firmado em dezembro de 1703, estabelecia conveniências à exportação de vinhos portuguessa à Inglaterra, e panos ingleses a Portuga. Assentado em eixo geopolítico de análise pretende-se reinserí-lo à luz de seus condicionantes históricos particulares. Busca-se reenquadrar Portugal e o Tratado de Methuen à conjuntura imediata da Guerra de Sucessão Espanhola (1701-1715), ao mesmo tempo, que intenta-se recuperá-lo a partir de quadro ampliado, que recue à Guerra de Restauração (1640-1668) e perspasse reinserção do Estado português e de seu império ulttramarino no sistema internacional coetâneo.

Carla Curty; Maria Malta; Wilson Vieira; Jaime Léon; Filipe Leite

Trabalho propõe reinterpretação alternativa acerca do Tratado de Methuen, que firmado em dezembro de 1703, estabelecia conveniências à exportação de vinhos portuguessa à Inglaterra, e panos ingleses a Portuga. Assentado em eixo geopolítico de análise pretende-se reinserí-lo à luz de seus condicionantes históricos particulares. Busca-se reenquadrar Portugal e o Tratado de Methuen à conjuntura imediata da Guerra de Sucessão Espanhola (1701-1715), ao mesmo tempo, que intenta-se recuperá-lo a partir de quadro ampliado, que recue à Guerra de Restauração (1640-1668) e perspasse reinserção do Estado português e de seu império ulttramarino no sistema internacional coetâneo.

Haruf Espindola; Samara Alves Avanzi; Carlos Alberto Dias

Este trabalho aborda as dificuldades enfrentadas por pesquisadores de campo na coleta de dados para a pesquisa ʼMigração, Vulnerabilidade é Mudanças Ambientais no Vale do Rio Doceʼ, realizada na cidade de Governador Valadares, no estado de Minas Gerais. A pesquisa tem especial importância pelo fato de ser a primeira vez que se realiza um levantamento de campo com uma abrangência de questões e cobertura de todos os bairros da cidade. Isso é ainda mais significativo em função dos impactos que decorrem do rompimento da barragem do Fundão da mineradora SAMARCO, uma joint-venture entre a Vale S.A. e a anglo-australiana BHP Billiton, cada uma com 50% das ações da empresa (as maiores mineradoras do Mundo), ocorrida em 5 de novembro de 2016. O objetivo desse artigo é verificar os recursos utilizados pelos pesquisadores de campo na superação de desafios encontrados durante a coleta de dados, nos seus diferentes níveis de complexidade. Utilizou-se como metodologia análise dos relatos das experiências vividas pelos pesquisadores no trabalho de campo contidos nos cadernos de campo.

Matthew French

Na freguesia de São José do Rio das Mortes, entre os anos de 1795 e 1831, um de cada dois e um de cada 2,5 chefes de fogo respondiam por um domicílio com escravos. A dispersão da posse mancípia foi responsável por um grupo heterogêneo de senhores que constituiu um ponto intermediário basilar para a manutenção do escravismo. Ao examinar dois conjuntos de listas nominativas, um rol de confessados de fins do século XVIII e partes do censo provincial do segundo quarto do século XIX, pudemos demonstrar como, de acordo com o tamanho da escravaria, o perfil dos senhores variava: partindo de uma base diversificada, constituídas por homens e mulheres, negros e pardos, livres e libertos, e tornando-se mais homogêneo (mais masculino e branco) à medid

Felipe De Batista

Na freguesia de São José do Rio das Mortes, entre os anos de 1795 e 1831, um de cada dois e um de cada 2,5 chefes de fogo respondiam por um domicílio com escravos. A dispersão da posse mancípia foi responsável por um grupo heterogêneo de senhores que constituiu um ponto intermediário basilar para a manutenção do escravismo. Ao examinar dois conjuntos de listas nominativas, um rol de confessados de fins do século XVIII e partes do censo provincial do segundo quarto do século XIX, pudemos demonstrar como, de acordo com o tamanho da escravaria, o perfil dos senhores variava: partindo de uma base diversificada, constituídas por homens e mulheres, negros e pardos, livres e libertos, e tornando-se mais homogêneo (mais masculino e branco) à medid

Renan Pereira Almeida; Bernardo Rezende

O presente artigo estuda os violentos processos de conquista dos sertões de Mariana, procurando iluminar as experiências dos diferentes grupos da comunidade local, por intermédio da prosopografia. Empregando uma vasta e diversificada documentação dos arquivos e instituições de memória de Minas Gerais e Lisboa, desvendamos os interesses e ganhos dos homens e mulheres que contribuíram com ouro e gêneros (porcos, farinha e munições) para as expedições de conquistas nos sertões dos índios ʼBotocudosʼ. Desvendaremos os negócios, os interesses e os perfis socioeconômicos dos contribuintes nessa guerra contra os indígenas.

Andréia Maria Assunção Batista

O presente artigo estuda os violentos processos de conquista dos sertões de Mariana, procurando iluminar as experiências dos diferentes grupos da comunidade local, por intermédio da prosopografia. Empregando uma vasta e diversificada documentação dos arquivos e instituições de memória de Minas Gerais e Lisboa, desvendamos os interesses e ganhos dos homens e mulheres que contribuíram com ouro e gêneros (porcos, farinha e munições) para as expedições de conquistas nos sertões dos índios ʼBotocudosʼ. Desvendaremos os negócios, os interesses e os perfis socioeconômicos dos contribuintes nessa guerra contra os indígenas.

Gabriel Alves De Sampaio Morais; Diogo Brito Sobreira; João Eustáquio De Lima

Uma melhor estrutura urbana está associada com melhores índices de desenvolvimento. Nessa perspectiva, neste artigo procurou-se encontrar os fatores do desenvolvimento urbano das microrregiões brasileiras. Para isso, utilizou-se a técnica de estatística multivariada de análise fatorial para encontrar padrões de desenvolvimento relacionados a estrutura urbana. Em seguida foi construído um índice da estrutura urbana (IEU), o qual nos permitiu fazer um ranking das 558 microrregiões brasileiras e classificá-las em alto, médio e baixo grau de estrutura urbana. Foi possível extrair cinco fatores comuns que explicam 72,58% da variância total dos dados originais. A maioria das microrregiões, 50%, foram classificadas com baixo grau de estrutura urbana, enquanto 14,69% das microrregiões foram classificadas com alto grau de estrutura, estando a maior parte na região Sudeste, cerca de 92,68%. Os estados de São Paulo e Minas Gerais lideraram o ranking com o maior número de microrregiões com alto grau de estrutura urbana. O contrário ocorreu para a região Norte, a qual não obteve microrregiões classificadas com alto grau de estrutura.

Júlia Almeida Calazans

Este artigo visa discutir a relação entre o início do processo de industrialização brasileiro, sob a égide do desenvolvimentismo, e a forma de urbanização dele decorrente. Nesse panorama, a produção espacial da região da Pampulha, em Belo Horizonte, é emblemática: desenvolvida a partir da década de 30 enquanto reservatório de água, durante o mandato do prefeito Juscelino Kubitschek localidade passou por um processo de urbanização - podendo ser entendida como a materialização da ideologia do desenvolvimentismo em seus primórdios. Como afirmou Niemayer, ʼPampulha foi o início de Brasíliaʼ. Assim, a região que foi produzida, em um primeiro momento, para atender a uma demanda de infraestrutura aeroportuária e de abastecimento hídrico e, em seguida, a fim de oferecer uma opção de moradia alternativa (para além da Zona Sul) para as elites belorizontinas, foi uma demonstração clara da intervenção do Estado sobre o espaço nacional em formação. O papel das ideias e sua relação com as opções políticas da época é ressaltado neste artigo a partir da análise dos relatórios enviados pelos prefeitos (Negrão de Lima e JK) ao governador da época (Benedito Valadares). Paralelamente, este artigo busca responder à seguinte pergunta: 75 anos depois de sua construção, é possível afirmar que a Pampulha atendeu aos seus objetivos? Em outros termos, este projeto desenvolvimentista foi bem-sucedido perante aos intuitos da época? Para responder, ainda que parcialmente, a questão da Pampulha enquanto espaço privilegiado de moradia para as elites examinou-se os dados do mercado imobiliário atual da região. Essa exploração faz uso do método de classificação Fuzzy Clustering Analysis. Conclui-se que o objetivo principal de JK foi alcançado, embora a Pampulha tenha reproduzido os mesmos padrões de segregação das outras experiências de planejamento.

Celso Neris Jr.; Rafael Galvão Almeida; José Ricardo Fucidji

Este artigo visa discutir a relação entre o início do processo de industrialização brasileiro, sob a égide do desenvolvimentismo, e a forma de urbanização dele decorrente. Nesse panorama, a produção espacial da região da Pampulha, em Belo Horizonte, é emblemática: desenvolvida a partir da década de 30 enquanto reservatório de água, durante o mandato do prefeito Juscelino Kubitschek localidade passou por um processo de urbanização - podendo ser entendida como a materialização da ideologia do desenvolvimentismo em seus primórdios. Como afirmou Niemayer, ʼPampulha foi o início de Brasíliaʼ. Assim, a região que foi produzida, em um primeiro momento, para atender a uma demanda de infraestrutura aeroportuária e de abastecimento hídrico e, em seguida, a fim de oferecer uma opção de moradia alternativa (para além da Zona Sul) para as elites belorizontinas, foi uma demonstração clara da intervenção do Estado sobre o espaço nacional em formação. O papel das ideias e sua relação com as opções políticas da época é ressaltado neste artigo a partir da análise dos relatórios enviados pelos prefeitos (Negrão de Lima e JK) ao governador da época (Benedito Valadares). Paralelamente, este artigo busca responder à seguinte pergunta: 75 anos depois de sua construção, é possível afirmar que a Pampulha atendeu aos seus objetivos? Em outros termos, este projeto desenvolvimentista foi bem-sucedido perante aos intuitos da época? Para responder, ainda que parcialmente, a questão da Pampulha enquanto espaço privilegiado de moradia para as elites examinou-se os dados do mercado imobiliário atual da região. Essa exploração faz uso do método de classificação Fuzzy Clustering Analysis. Conclui-se que o objetivo principal de JK foi alcançado, embora a Pampulha tenha reproduzido os mesmos padrões de segregação das outras experiências de planejamento.

Moises H Sandoval; Laura Wong; Sábado Girardi; Lucas Wan Der Maas

Estima-se o número de médicos no curto e médio prazo, mediante a adequação do método das componentes demográficas de forma semelhante ao feito anteriormente, incorporando desta vez, informação sobre migração médica. Esta, é susceptível de ser modelada em diferentes cenários que incorporem (ou traduzam) planos diretores visando aumento da oferta de médicos, de forma que seja possível ter projeções normativas. Os volumes da mão de obra médica obtidos nestas simulações somente serão alcançados num cenário generalizado de ampliação sustentada da oferta de novas vagas para a formação de médicos. Se expansões desta magnitude são impossíveis de manter por um longo prazo, como estes resultados sugerem, resta ao Sistema, se adequar à escassez estrutural e crônica de médicos se re-organizando para otimizar o estoque de médicos que -de acordo a estas simulações- dificilmente reproduzirão RMH semelhantes ao que desfrutam contextos desenvolvidos.

Carlos Alberto Dias; Marcela Otoni Pereira; Adriene De Freitas Moreno Rodrigues; Marileny Boechat Frauches Brandão; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues

Este tem por objetivo conhecer a percepção de gestantes sobre suporte familiar e sua interferência na realização do pré-natal conforme diretrizes do Programa Nacional de Humanização no Pré-Natal e Nascimento proposto pelo Ministério da Saúde. Trata-se de um estudo observacional, descritivo, de corte transversal qualitativo, com dados coletados em entrevista domiciliar realizadas com gestantes usuárias da Estratégia de Saúde da Família e cadastradas no SISPRENATAL a partir de Julho de 2013, avaliados conforme ʼAnálise de Conteúdoʼ (Bardin, 2011). As gestantes percebem positivamente o suporte familiar. Consideram que na maioria das ESF faltam atividades de apoio além de consultas e exames.

Camila Lins Rodrigues; Juliana Bacelar De Araújo; Valéria De Jesus Coelho Ferreira Dos Santos

Este artigo analisa as características dos profissionais assalariados das ocupações de nível superior da área da saúde em MG. São apresentados o perfil demográfico destes trabalhadores e sua inserção (tipo de vínculo, esfera empregatícia, remuneração). As informações foram obtidas na base da RAIS-MTE (2004 e 2013). A hipótese é que o perfil do emprego destes trabalhadores sofreu alterações nas últimas décadas devido a mudanças na organização da oferta dos serviços de saúde e na dinâmica do mercado de trabalho. Destaca-se o peso do setor público na empregabilidade destes profissionais e a tendência à municipalização da oferta dos serviços de saúde.

Odacyr Roberth Moura Da Silva; Victória Amélia Salvino De Oliveira Mafr; Carlos Alberto Dias

A ideia de que a ciência econômica molda a realidade mais do que apenas o descreve é o entendimento geral do significado da ʼtese de performatividadeʼ. Este texto busca discutir, à luz desta tese, a prática e proposições dos economistas teóricos. Os economistas fazem modelos que procuram captar a realidade, mas ao mesmo tempo buscam moldar o comportamento dos indivíduos (inclusive de maneira profunda) e das instituições. Ao mesmo tempo, as instituições e o comportamento individual interagem entre si coerentemente por meio destas mesmas teorias econômicas. Por fim, o artigo discute também a relação entre estrutura social e teoria econômica.

Ricardo José Dos Santos; Ana Paula Macedo De Avellar

A ideia de que a ciência econômica molda a realidade mais do que apenas o descreve é o entendimento geral do significado da ʼtese de performatividadeʼ. Este texto busca discutir, à luz desta tese, a prática e proposições dos economistas teóricos. Os economistas fazem modelos que procuram captar a realidade, mas ao mesmo tempo buscam moldar o comportamento dos indivíduos (inclusive de maneira profunda) e das instituições. Ao mesmo tempo, as instituições e o comportamento individual interagem entre si coerentemente por meio destas mesmas teorias econômicas. Por fim, o artigo discute também a relação entre estrutura social e teoria econômica.

Luiz Fernando Saraiva; Jonis Freire

Este trabalho objetiva discutir a produção literária a respeito do fenômeno da pobreza e sua conceituação, contemplando as múltiplas dimensões aplicadas ao tema, além de discorrer sobre como este fenômeno tem sido tratado atualmente, tanto no Brasil quanto no estado de Minas Gerais. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, de caráter descritivo. A superação da visão da pobreza enquanto apenas insuficiência monetária e a adoção de um caráter multidimensional na sua discussão aumenta a complexidade das estratégias de aplicação de políticas públicas, já que leva em conta outros aspectos, como os fatores sociais, culturais e subjetivos.

Taiana Fortunato Araujo; Eduardo Sá Barreto; Maria Tereza Leopardi Mello

Este trabalho objetiva discutir a produção literária a respeito do fenômeno da pobreza e sua conceituação, contemplando as múltiplas dimensões aplicadas ao tema, além de discorrer sobre como este fenômeno tem sido tratado atualmente, tanto no Brasil quanto no estado de Minas Gerais. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, de caráter descritivo. A superação da visão da pobreza enquanto apenas insuficiência monetária e a adoção de um caráter multidimensional na sua discussão aumenta a complexidade das estratégias de aplicação de políticas públicas, já que leva em conta outros aspectos, como os fatores sociais, culturais e subjetivos.

Heloísa Teixeira; Fernando Altoé

O processo de transição do trabalho escravo para o livre no Brasil no final do século XIX e início do XX adquiriu matizes variadas em um amplo espectro difícil de ser entendido em sua totalidade. De acordo com o ʼespaçoʼ, o ʼperfilʼ e as ʼ conjunturasʼ econômicas, as formas de trabalho e remuneração variaram bastante. O trabalho busca entender parte deste mosaico ao analisarmos um conjunto de 11 ʼcadernetasʼ que envolvem as relações de trabalho e crédito de mais de 200 ex-escravos entre 1888 até 1897, além de trabalhadores imigrantes e livres à época da escravidão em uma grande unidade cafeeira, a Fazenda Boa Esperança, propriedade do Barão de São José das Três Ilhas, na região da Zona da Mata mineira.

Liana Bohn; Eva Yamila Da Silva Catela

O processo de transição do trabalho escravo para o livre no Brasil no final do século XIX e início do XX adquiriu matizes variadas em um amplo espectro difícil de ser entendido em sua totalidade. De acordo com o ʼespaçoʼ, o ʼperfilʼ e as ʼ conjunturasʼ econômicas, as formas de trabalho e remuneração variaram bastante. O trabalho busca entender parte deste mosaico ao analisarmos um conjunto de 11 ʼcadernetasʼ que envolvem as relações de trabalho e crédito de mais de 200 ex-escravos entre 1888 até 1897, além de trabalhadores imigrantes e livres à época da escravidão em uma grande unidade cafeeira, a Fazenda Boa Esperança, propriedade do Barão de São José das Três Ilhas, na região da Zona da Mata mineira.

Alexandre Oliveira Ribeiro; Mariangela Furlan Antigo

Com base nos conceitos de capacitações e funcionamentos, este artigo analisa a multidimensionalidade da privação no Brasil no ano de 2013, fazendo uma comparação da incidência e a intensidade da pobreza observada entre os idosos e aquela percebida na população geral, a partir de um índice de pobreza multidimensional que inclui 13 indicadores e quatro dimensões: educação, acesso a serviços básicos, habitação e saúde. São apresentados resultados para o país como um todo e para as cinco grandes regiões brasileiras.

Guilherme Augusto Do Nascimento; Silva

Neste artigo, imbricamos na tentativa de melhor entender e contribuir para a discussão do chamado ʼenigma mineiroʼ. Tendo como recorte espacial a Freguesia de Guarapiranga e posterior Vila de Piranga, a partir dos dados obtidos na Lista Nominativa de 1831/32 e em inventários post-mortem da segunda metade do Oitocentos, analisamos variáveis como a idade dos escravos, a razão criança/mulher e discutimos a questão da reprodução natural das escravarias, aventando a possibilidade de ter existido crescimento vegetativo da população escrava piranguense, ajudando na manutenção do escravismo antes e após o fim do tráfico internacional.

Gabriela Freitas Da Cruz

Neste artigo, imbricamos na tentativa de melhor entender e contribuir para a discussão do chamado ʼenigma mineiroʼ. Tendo como recorte espacial a Freguesia de Guarapiranga e posterior Vila de Piranga, a partir dos dados obtidos na Lista Nominativa de 1831/32 e em inventários post-mortem da segunda metade do Oitocentos, analisamos variáveis como a idade dos escravos, a razão criança/mulher e discutimos a questão da reprodução natural das escravarias, aventando a possibilidade de ter existido crescimento vegetativo da população escrava piranguense, ajudando na manutenção do escravismo antes e após o fim do tráfico internacional.

Fernando Henrique Do Vale

O presente artigo analisa a organização política e econômica de Pouso Alegre/MG, levando em conta a documentação municipal dos anos de 1880 a 1890, período este em que o Brasil passa a viver intensamente as mudanças produzidas pela modernização. Tratamos também da constituição e ordenamento político e fiscal na cidade de Pouso Alegre, tomando como base os códigos de posturas, a cobrança de impostos do município, instrumentos estes utilizados para a normatização da população.

Mirela Castro Santos Camargos; Wanderson Costa Bomfim

O objetivo deste estudo foi estimar as prevalências de doenças crônicas na população idosa mineira por sexo, idade e região de planejamento e analisar a percepção do estado de saúde dos idosos na presença dessas enfermidades. Foram utilizados os dados da Pesquisa por Amostra de Domicílios de Minas Gerais (PAD-MG) de 2013. Dos idosos, 72,2% apresentaram pelo menos uma doença crônica (73,2% entre homens e 80,7% entre as mulheres). Hipertensão arterial (59,3%) e doença de coluna (28,9%) eram as enfermidades crônicas mais prevalentes. Na presença de doenças crônicas, a autopercepção de saúde da população idosa foi predominantemente definida como regular (47,8%).

Clara Silva Coelho

Este trabalho busca alterar a aplicação da abordagem da complexidade formulada originalmente por Hidalgo et al (2007) para análise da produção de conhecimento tecnológico, medido através de patentes. São calculados os índices de complexidade para as patentes, compatibilizadas por setores e para os países. Os resultados apontam deficiências dos indicadores, especialmente do índice de tecnologias, devido principalmente a problemas de representatividade e outros e outros problemas advindos do uso de patentes. Os testes feitos para o índice de complexidade de países indicam que os países não aproveitam suas capacidades tecnológicas, mas essa hipótese ainda deve ser corroborada por outras análises.

Leonardo Sousa

A manutenção da emigração internacional de habitantes da Microrregião de Governador Valadares para os Estados Unidos durante a década 2000/2010, quando ocorreram significativas oscilações entre origem e destino, é justificada em grande parte pelo papel das redes sociais e pela chamada ʼcultura migratóriaʼ. Este estudo foca neste segundo fator, propondo um modelo analítico cognitivo sobre a cultura da migração e, mais especificamente, a análise das representações sociais que se associam aos comportamentos migratórios a partir da análise da rede de significados. Para tanto, utilizou-se de dados de 430 entrevistados e suas evocações sobre o objeto migração internacional para a construção das redes. A rede de significados geral apresentou uma intermediação principalmente regida pelos objetos Trabalho, Vida Melhor, Dinheiro, Saudade e Estados Unidos. A análise dos possíveis diferenciais de gênero, grupos etários e experiência migratória domiciliar sobre a migração internacional apontou que, embora apareçam distinções já observadas em outros trabalhos, tais não foram significativas a ponto de serem classificadas como subconjuntos culturais dentro deste fenômeno cultural. Isso sugere que a cultura migratória esteja espraiada de forma a que todos os grupos percebam a migração internacional de forma muito parecida.

Raquel Pereira Pontes; Marcio Nora Barbosa; Viviani Silva Lírio

Em 2013 foi aprovado a Emenda Constitucional 72, ampliando os direitos dos trabalhadores domésticos no Brasil. Nesse contexto, este estudo busca averiguar as características dos indivíduos no estado de Minas Gerais e no Brasil, que proporcionam chances de serem trabalhadores domésticos e em uma segunda análise, a chance dos trabalhadores domésticos de terem carteira assinada. Para atingir o objetivo, utilizou-se dados da PNAD 2014 e o método econométrico Logit. Os principais resultados demonstraram que ter carteira assinada diminui a chance de ser trabalhador doméstico, e dado que é trabalhador doméstico, quanto maior a idade, dias trabalhados na semana maior a probabilidade de serem formalizados.

Kátia Franciele Corrêa Borges

Este artigo faz parte de um estudo realizado para o projeto de doutoramento intitulado ʼMulheres operárias: gênero, poder, disciplina e trabalho na Fábrica de Tecidos do Biribiri (Diamantina/MG)ʼ. Trata-se de um recorte que visou compreender o contexto da fundação da Fábrica de Tecidos do Biribiri e as ações do seu fundador o Bispo Dom João Antonio dos Santos. Partindo de análises bibliográficas constatou-se que as ações deste bispo fundamentou-se no paradigma do discurso paternalista vigente do século XIX. Percebeu-se assim que o novo se manifestou através da fábrica, mas quem estaria por trás desse novo seria a ordem antiga. Ou seja, os antigos senhores de escravos que, por sua vez, criaram novas relações de dependência. Deste modo, a abordagem adotada foi qualitativa.

Mauricio Uriona Maldonado; Caroline Rodrigues Vaz

A Dinâmica de Sistemas - system dynamics - tem sido utilizada em diversas áreas do conhecimento, contudo o seu uso ainda é reduzido no campo da inovação, embora a literatura prévia evidencie potenciais vantagens neste campo. O artigo tem por objetivo reintroduzir a dinâmica de sistemas à comunidade acadêmica na área da inovação e mais especificamente, na área dos sistemas de inovação, e nesta linha, apresentar as oportunidades de pesquisa. Conclui-se que a dinâmica de sistemas e os sistemas de inovação possuem premissas similares, e que existem amplas oportunidades de pesquisa.

Igor Tupy; Marco Aurélio Crocco; Fernanda Faria Silva

Este artigo analisa os impactos diferenciados da crise financeira global de 2007/2008 sobre os estados brasileiros. Examinou-se os padrões diferenciados de resistência e recuperação da atividade econômica a partir do emprego formal e da produção industrial com a construção de dois indicadores - Índice de Sensibilidade e Índice de Recuperação - e a estimação de uma ʼEquação de Resiliênciaʼ utilizando o modelo SUR (Regressões Aparentemente Não-Relacionadas). Os resultados evidenciam a heterogeneidade nos impactos do choque recessivo comum sobre os estados brasileiros, que ocorreram em termos de amplitude, timming, duração dos efeitos sobre a atividade econômica, bem como de resistência e recuperação.

Hugo Carcanholo; Marcelo Curado

O objetivo deste artigo foi investigar as teorias da inflação inercial representadas pelas versões de 1- Francisco Lopes, 2- Luiz Carlos Bresser-Pereira e Yoshiaki Nakano e 3- André Lara-Resende e Pérsio Arida em uma perspectiva comparada, enfatizando os elementos teóricos presentes em cada uma e como isto se materializou nas propostas de estabilização para a economia brasileira. Embora exista um background comum às teorias, e por isso os diagnósticos inercialistas são compatíveis, com rigor analítico, elas são substancialmente diferentes, constituindo, por conta disto, estratégias de estabilização bastante díspares. Percebeu-se que o inercialismo destes autores não pode ser considerado um corpo teórico uniforme, sobretudo no tocante a 1- ruptura com a ortodoxia e a concepção monetária, 2- conflito distributivo e 3- plano de estabilização e o imperativo de neutralidade distributiva. Em suma, acredita-se que entender o inercialismo e as propostas para estabilizar a economia brasileira da década de 1980 exige um exercício de reconstrução da história do pensamento econômico tanto em nível de diagnóstico quanto de estratégia de estabilização.

Eliza Antonia De Queiroz; Mônica Viegas Andrade; Kenya Valéria Micaela De Souza Noronha; Everton Nunes Silva; Jamil Souza Nascimento

Os procedimentos de transplantes de fígado têm aumentado no Brasil, sendo a única alternativa para pacientes com doenças hepáticas crônicas. O objetivo foi estimar a sobrevida dos 7.345 pacientes adultos que realizaram transplante de fígado no SUS no período entre janeiro de 2001 e dezembro de 2011. Para tanto, a técnica de pareamento probabilístico foi utilizada. A curva de sobrevivência foi estimada por Kaplan-Meier, e foi estimado também o modelo de riscos proporcionais de Cox. As taxas de sobrevida estimadas foram menores do que as oficiais da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, e de estudos nacionais e internacionais.

Jefferson Souza Fraga; Marwil J. Dávila Fernández

O trabalho contribui para a literatura de crescimento com restrição no balanço de pagamentos ao investigar a relação entre os Sistemas Nacionais de Inovação (SNI) e a restrição externa em uma análise para Brasil, Índia e China. As estimações das elasticidades-renda de exportações e importações a nível setorial dão suporte à lei de Thirlwall. A análise por Vetores Auto Regressivos sugere que é possível estabelecer um vínculo entre ambos os conceitos.

Maria Lúcia Resende Chaves Teixeira

Na virada do século XVIII para o XIX, a sociedade escravista mineira enfrentou pelo menos duas formas de ajuste. Uma que voltou-se para o reordenamento econômico, com transferência de capitais e investimentos para o setor de abastecimento. Tal transformação colocou em destaque o domínio de terras e o crescimento das fazendas produtoras de alimentos na Comarca do Rio das Mortes, que se destacaram na função de abastecedoras da Corte. Por outro lado, o interesse lusitano em controlar os crimes e a criminalidade, bem como seus esforços em instituir códigos de leis, sobretudo o penal, forçou os moradores das Minas a prestar contas mais severas à justiça. Assim, cresceu o volume de processos penais envolvendo fazendeiros, escravos, livres pobres e ex-escravos, muito embora o tratamento jurídico dispensado garantisse ações e procedimentos diferenciados. A combinação desses fatores resultou em diversificados autos processuais que acabam por evidenciar as situações de um cotidiano histórico de crescimento de novos fatores econômicos, com tratamento jurídico em transformação, mas que conservaram os elementos sociais diferenciadores característicos de uma sociedade de Antigo Regime.

Rodrigo Da Silva Souza; Leonardo Bornacki De Mattos; João Eustáquio De Lima

O objetivo deste trabalho é analisar a relação entre a taxa de câmbio real e os preços internacionais das principais commodities exportadas pelo Brasil, assim como investigar fatores estruturais que determinam a intensidade dessa relação. Os resultados sugerem que a moeda brasileira é uma commodity currency. Fatores como abertura comercial e dependência em relação às exportações de commodities se mostraram variáveis estratégicas na administração dos efeitos dos choques exógenos nos preços das commodities sobre a taxa de câmbio real.

Jakob Sparn

This paper explores the evolution of the underlying ideas behind sustainability, from historic concepts of sustainability in the 17th century to recent ideas in the 20th century and until today. The theoretical framework for an analysis of ideas is taken from Judith Goldstein who emphasizes the importance of the interaction between ideas and institutions and how ideas contribute to shaping existing institutions and the policies they produce. The paper argues that most concepts of sustainability were and still are dominated by the economic value or benefits they provide instead of aiming at a wholly integrated concept of sustainability.

Anderson Cavalcante; Renan Almeida; Nathaniel Baker

The objective of this paper is to elaborate arguments to consistently relate the dynamics of financial capital and the urban space. It is first argued that financial services follow a concentration-centralisation logic, with highly specialised services being offered at central places in the urban space, and less complex services with a more dispersed pattern. This characteristic promotes a centralised-deconcentration effect on the urban structure: the dispersal of services and urban amenities reduces transport costs and improves urban balance in a few places, while complex services are usually highly centralised, therefore promoting unbalanced (centre-periphery) urban development. In order to understand the balance between these two effects, this paper proposes an empirical study over localisation of banks, land valuation and some social features in the metropolitan area of Belo Horizonte, in Brazil.

Desiane Aparecida Pereira

Este artigo tem por objetivo apresentar e analisar o perfil dos miçangueiros que atuam no espaço urbano do município de Diamantina (MG). Os procedimentos metodológicos envolveram pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo com a realização de entrevistas. Pode-se apontar que o comércio de rua apresenta relativa vitalidade e diversidade de produtos, que envolvem desde artesanatos, produtos processados ou in natura como legumes e frutas. Este caso, em específico, é conhecido popularmente como miçangueiro e trata-se de um profissional que geralmente têm laços com o meio rural, usando da venda direta de produtos agrícolas como estratégia de reprodução social - como forma de garantia de trabalho e renda.

Mario Rodarte; Clotilde Paiva; José Silva

Este trabalho visa, principalmente, aferir as rupturas e, também, as continuidades nas trajetórias da economia e da sociedade na província de Minas Gerais ao longo do século XIX. Para tanto, propõe-se fazer uma análise minuciosa dos dados a serem extraídos dos diversos levantamentos populacionais e econômicos do início da década de 1860. Contudo, para não se ficar apenas na descrição desse ponto isolado no tempo, a pesquisa estendeu sua análise para realizar comparações entre os períodos 1830 a 1860 e de 1860 a 1870, com o acréscimo das evidências empíricas constantes nos censos regionais da década de 1830 e do nacional de 1872.

Thamiris De Assis Pereira; Marina Mendes Soares; Suely Maria Rodrigues; Carlos Alberto Dias

Objetivando promover uma reflexão sobre a importância do turismo de saúde e lazer na melhoria da qualidade de vida e das condições de saúde de indivíduos com doenças crônicas, utilizou-se da revisão integrativa de literatura, selecionando 20 artigos relevantes do Portal Capes, Scielo, BVS-Saúde e Ministério do Turismo. Segundo os autores estas modalidades turísticas contribuem para a melhoria da saúde e qualidade de vida, sobretudo de indivíduos com doenças crônicas, favorecendo redução de gastos com terapêuticas medicamentosas e hospitalizações. Conclui-se que atividades de lazer e turismo promovem saúde e qualidade de vida, especialmente para os acometidos por doenças crônicas.

Tullia Maria Ribeiro Oliveira Erseni; Cleiton Silva De Jesus

The primary purpose of this paper is to test, through a VAR approach, the validity of the twin deficits hypothesis in Brazil. Additionally, we will test whether the real exchange rate operates as a transmission mechanism from fiscal deficit to current account deficit. The main results do not support the twin deficits hypothesis, because a worsening in the budget deficit improves the current account directly and indirectly (through currency devaluation). We also found evidence that current account deficit shocks worsens the public sector fiscal position between the second and third year.

Rodrigo Castriota

O caráter planetário do urbano parece inquestionável diante dos discursos hegemônicos contemporâneos que atestam o privilégio irrevogável das cidades. Este trabalho apresenta a contra-narrativa da urbanização planetária a partir dos trabalhos de Brenner e Schmid, sua crítica ao discurso da era urbana e ao papel da cidade como ideologia e suas teses em urbanização rumo a uma nova epistemologia do urbano. Tendo como referência os trabalhos de Henri Lefebvre e Roberto Monte-Mór, apresentamos fricções e pontos de diálogo com as teorizações clássicas do urbano e da urbanização extensiva por uma perspectiva mais ampla da hipótese de urbanização completa da sociedade.

Luccas Attílio

As crises financeiras que abalaram os mercados globais nas últimas décadas tiveram suas origens em programas de liberalização financeira defendidos desde os anos 70 para países em desenvolvimento. Observou-se que após essas crises as economias atingidas foram socorridas por instituições internacionais que impuseram rigorosas condicionalidades para serem seguidas para que os empréstimos de socorro se efetuassem. Procurando meios alternativos de superar as adversidades econômicas, bem como para ganharem maior voz na governança global, nações em desenvolvimento têm se aproximado diplomaticamente, economicamente e politicamente através da reformulação de instituições financeiras, da criação de outras e um maior ímpeto de ação econômica das existentes. O artigo defende que uma maior integração regional vem ocorrendo desde a crise de 2007 e que a consubstanciação desse processo é benéfica não somente para os países envolvidos, como para todo o sistema financeiro internacional.

José Bruno Fevereiro

Este artigo propõe uma metodologia alternativa para o cálculo das contribuições dos componentes da demanda para o crescimento do PIB, em que, a partir da utilização de matrizes insumo-produto (MIPs) e de tabelas de recursos e usos (TRUs), a demanda final de cada componente que foram supridas por produtos importados já são descontadas a priori do cálculo das contribuições de cada componente. Desse modo, a soma das contribuições dos componentes da demanda final (consumo das famílias, consumo do governo, investimento e exportações) será igual à taxa de crescimento do PIB, sem que seja imputar a posteriori uma contribuição para as importações para que a soma das contribuições se iguale ao crescimento do PIB, tal qual é feito convencionalmente. No fim, estimativas para o período 2001-2015 para o Brasil são apresentadas.

James William Goodwin; Jr.

A proposta deste trabalho é investigar o sistema telefônico na nova capital mineira, a qual nasceu associada ao discurso do progresso e do desenvolvimento, entre 1895 e 1912, período que vai da instalação dos primeiros telefones na cidade até o arrendamento do sistema a uma empresa privada. A abordagem proposta considera a tecnologia como construção social, buscando indícios que permitam compreender como um artefato oriundo de outros contextos socioculturais foi recebido, utilizado e ressignificado na nova capital que se construía nas Minas Gerais. A base documental é variada, incluindo relatórios administrativos, coleções legislativas, obras históricas e periódicos produzidos no período.

Christian Duarte Caldeira

O presente artigo analisa a relação entre a valorização do salário mínimo e o aumento dos rendimentos dos trabalhadores desprotegidos na economia brasileira entre 2003 e 2012. Através de estatísticas descritivas e da análise das estimativas de densidade de Kernel, usando a PNAD, testou-se a hipótese de três canais de transmissão: o deslocamento da massa de rendimentos; o ʼefeito-farolʼ; e a compressão da distribuição salarial. Concluiu-se que, com a valorização, o salário mínimo cumpriu seu papel fundamental de piso ao produzir efeitos dinâmicos sobre a renda de todos os trabalhadores, impactando positivamente também a renda daqueles desprotegidos da legislação trabalhista.

Adriana Miranda-Ribeiro; Erika Ribeiro Pereira Corrêa

O objetivo desse estudo é mensurar a contribuição dos grupos etários e causas de morte na variação da expectativa de vida ao nascer de homens e mulheres, a partir da aplicação do método de decomposição de Pollard aos dados brasileiros de 2000 e 2010. Os resultados mostram que o grupo etário que mais contribuiu para o aumento da expectativa de vida foi o dos menores de 1 ano de idade. Dentre as causas definidas, as doenças cardiovasculares foram as responsáveis pelo maior acréscimo à média de anos de vida dos brasileiros.

Luiz Andrés Paixão

Esse trabalho tem como objetivos discutir as metodologias hedônicas para a construção de índices de preços aplicá-las para uma base de dados do município de Belo Horizonte, entre 1995 e 2012. Os resultados apontam uma intensa valorização imobiliária em Belo Horizonte, a partir de 2005, impulsionada pelo aumento na oferta de crédito imobiliário, que se tornou possível após as melhorias no instituto de alienação fiduciária, em 2004. Além disso, a redução nas taxas de juros, o crescimento econômico e o aumento da renda real das famílias também contribuíram para boa performance do preço dos imóveis.

Ficha Catalográfica